domingo, 24 de abril de 2011

Coro dos Escravos Hebreus

Feliz Páscoa!

    A ópera Nabucco, de Verdi, narra a destruição do Primeiro Templo e a escravidão dos judeus na Babilônia. O coral “va pensiero” é conhecido como o "Coro dos Escravos Hebreus," no qual os escravos Hebreus lamentam a sua situação e sentem saudades da sua pátria natal, Israel.
    Na época que Verdi compôs esta ópera, o norte da Itália era ocupado pela Áustria, e esta música acabou  tornando-se música-símbolo do nacionalismo italiano da época.
    Riccardo Muti, regente do La Scala da Milão, conduziu um concerto na Casa da Opera em Roma, apresentando o coral “va pensiero.” A final, durante os aplausos, o maestro Muti respondeu a um grito de Viva a Itália, lamentando da falta de apoio à cultura italiana. Ele diz que se as coisas não mudarem, a Itália vai perder a sua grande vida cultural. E aí, ele convida o público a cantar a música com o coral. Emocionante. Parece que os escravos de Roma estão preocupados com o futuro do seu país.

Coro dos Escravos Hebreus

Vai, pensamento, em asas douradas,
vai, pousa sobre as colinas e montes
onde sopram as doces brisas,
a quente e leve fragrância da nossa terra natal.
Do Jordão, das saúdas margens
e das desoladas torres de Sião.
Oh pátria minha tão bela e perdida.
Oh lembrança tão querida e fatal.
Harpas de ouro dos fatídicos lamentos
porque pendem mudas nos salgueiros?
A memória no peito revive
a qual fala de um tempo que se foi.
Cada um como Sodoma nos fados
lança um som de profundo lamento,
que o Senhor te inspire uma canção
que insufle coragem no padecer.
.

Nenhum comentário: