sábado, 26 de novembro de 2011

Islão: O Aniquilador de Civilizações


Este artigo apresenta um fato histórico indiscutível: onde quer que o Islão se instale, ele sufoca e aniquila a cultura nativa. Isto aconteceu no passado, e está acontecendo hoje em dia. Quando você ouvir dizer que o Islão é a ‘religião que mais cresce no mundo’, isso significa que, nos países onde ele cresce, destroi-se a cultura nativa. O seu padrão de vida (ou o padrão de vida dos seus filhos e netos) está em jogo se você não se instruir e resistir.

(Após ler este artigo leia também Islão, A Maior Máquina Assassina da HistóriaInvasão Islâmica da Índia: O Maior Genocídio da História.) 

Acerca da morte de Maomé, no ano 632 DC, o Islão havia usado de persuação e jihad para subjugar a Arábia. O aniquilamento da cultura nativa da Arábia é Sunna, ou seja, um ato praticado por Maomé, e deste modo, um exemplo perfeito para todos os tempos e para todos os muçulmanos. Dizendo de outro modo, a teoria política do Islão consiste no aniquilamento da civilização do kafir (palavra em árabe que indica todos os não-muçulmanos). Como esta teoria política funcionou no passado histórico? Como esta teoria de aniquilamento funciona hoje?

Existem registros da última jihad de Maomé contra os cristãos que habitavam o norte da Arábia. Depois da morte de Maomé, Umar, o Segundo Califa, tomou para sí a jihad contra os cristãos e a desenvolveu em uma guerra total, que resultou na conquista da metade do mundo cristão da época. Mas esta conquista foi apenas o começo da transformação política. A lei islâmica (Sharia) foi colocada em prática e os cristãos kafirs se tornaram dhimis (cidadãos de terceira-classe). Mas Umar não conseguiu conquistar a Anatólia, um lugar conhecido hoje como Turquia. Por séculos, o Islão atacou a Anatólia até finalmente conquistar Constantinopla, hoje Istanbul, Turquia.  

A figura abaixo mostra a história de aniquilação da civilização cristã grega (e armena) da Anatólia. 


Esta figura, que mostra o crescimento demográfico do Islão, nos ensina muitas coisas. A primeira lição é que o processo de aniquilamento levou vários séculos. Algumas pessoas pensam que quando o Islão invadiu, os kafirs tiveram a escolha entre conversão ou morte. Não, absolutamente não. A lei islâmica (Sharia) foi colocada em prática e os cristãos dhimis continuaram a ter status de “protegidos” por serem o Povo do Livro, vivendo sob a Sharia. Os dhimis pagavam impostos muito altos, não podiam ser testemunhas em tribunais, não podiam ter nenhuma posição de autoridade sobre os muçulmanos, e eram humilhados socialmente. Um dhimi tinha que dar passagem a um muçulmano, oferecer o seu assento, não podia carregar arma e tinha que se submeter aos muçulmanos de todos os modos. Ao longo dos séculos, a degradação, a falta de direitos e os impostos cobrados aos dhimis causaram os cristãos a se converterem para o Islão. Foi a Sharia que destriui os dhimis.

Repare para onde a curva está direcionada—100% Islão, exatamente como na Arábia. Hoje, a Turquia é 99,7% muçulmana. As civilizações cristã e grega da Anatólia se foram. Elas foram aniquiladas.

O que é tragico é que parece que ninguém sabe ou não se interessa. O movimento Fethullah Gülen (a versão turca da Irmandade Muçulmana) de hoje paga para ministros e pastores cristãos irem à Turquia verem um país islâmico tolerante, onde cristãos vivem em plena harmonia com o Islão. E esses ministros e pastores retornam falando sobre como a sociedade turca é maravilhosa e como os cristãos são bem tratados por lá. Afinal, 0,3% da população turca é composta de cristãos que ainda estão lá, na maravilhosa Turquia.

Olhe para duas outras terras cristãs—Líbano e Kosovo. Os dados apresentados nas figuras abaixo cobrem apenas os tempos modernos e não se vê o começo, como feito com respeito à Turquia. Veja para onde estas áreas estão indo. Daqui a algumas algumas décadas, tanto o Líbano quanto Kosovo serão 100% islâmicos e mais duas civilizações kafir terão sido aniquiladas. 



É uma terrível ironia que alguns cristãos olhem para a destruição do cristianismo dizendo que “aqueles” não eram verdadeiros cristãos. De fato, esta foi a primeira reação para conquista islâmica dos primeiros cristãos, condenando-se “aqueles outros” cristãos como heréticos e dizendo que a jihad  estava apenas limpando o jardim de falsas doutrinas.

Abaixo são apresentadas duas novas figuras demográficas: 



Tanto o Paquistão quanto Bangladesh eram culturas Hindus. Agora, estes países são islâmicos e os poucos hindus e cristãos restantes são perseguidos todos os dias. Enquanto que os não-muçulmanos não fazem distinção grande entre religiões, o Islão as vê todas como kafirs. Cristãos ortodoxos são kafirs, cristãos evangélicos são kafirs, hindus são kafirs, ateístas são kafirs. Todas as civilizações kafirs devem ser aniquiladas. Isto é Sunna (sunna significa um comportamento que vem do exemplo de Maomé; Maomé é o perfeito exemplo de conduta, para todos os tempos).

Uma análise de todas estas figuras permite vislumbrar uma feição interessante. Uma vez que se tenha iniciado, a islamização nunca reverte. O Islão nunca bate em retirada. Vagarosamente, ano a ano, século a século, a civilização nativa dos kafirs desaparece e nunca consegue voltar, nunca consegue reverter os ganhos do Islão.

Existe apenas uma exceção para esta regra—força e aceitação da guerra. Por duas vezes na história o Islão foi expulso, da Espanha e da Europa Oriental.

Hoje, nós vemos uma abordagem diferente com respeito ao Islão do aniquilamento. Nós ignoramos a história de aniquilação e dizemos que tudo o que precisamos fazer é amar os muçulmanos e eles viverão em harmonia, em uma maravilhosa civilização multicultural. Estamos diante de um padrão histórico de 1400 anos, sem uma única exceção à regra de aniquilamento, e nós vamos repeli-la com um sorriso e um abraço. “Tudo o que você precisa é amor; amor é o que você precisa; tudo o que você precisa é amor; amor é o que você precisa,” diz a letra da música. Vamos repetir isso várias vezes, e isso fará com que a doutrina de aniquilamento vá embora. Na verdade, do jeito que isso funciona é que a história nunca é conhecida. É um cliché dizer que aqueles que ignoram a história estão condenados a repeti-la. Isso é um cliché mas é verdade. Nós temos os nossos pés, enquanto civilização, no caminho do aniquilamento, hoje, porque nós nos recusamos de conhecer a história.

Qual é a lição? É que o Islão, o mesmo Islão que tentam nos convençer como algo pacífico, é na verdade destinado a destruir todas as civilizações dos kafir. Apenas se os kafirs compreenderem que o objetivo do Islão é a aniquilação da sua cultura, este processo pode ser parado. O Islão está em guerra contra os kafirs e os kafirs estão tentando serem bonzinhos sob pena da sua destruição. O Islão está em guerra, e nós somos bonzinhos. Maomé teve um sonho, que está se realizando enquanto nós dormimos.

Fontes
Líbano: Tomass Mark, Game theory with instrumentally irrational players: A Case Study of Civil War and Sectarian Cleansing, Journal of Economic Issues, Lincoln; June 1997.

Traduzido por Calatrava Bansharia, Nov/2011. 



8 comentários:

Luciano Silvestri disse...

O islamismo é a religião mais atrasada que existe, enquanto o cristianismo conseguiu evoluir, ha ponto de hoje ateus, umbandistas, e cristãos e outras crenças por exemplo poderem viver em uma sociedade sem grandes problemas (mesmo que haja intolerância, o máximo que os cristãos tentam fazer é imposição de valores na base da doutrinação, os islamicos são incapazes disso, pois sua grande maioria é formada de radicalistas que concordam com estes absurdos pregados. Um estado justo é sempre um estado laico, e mesmo que eu sendo ateu, sendo contra todas as crenças, eu garanto que se um dia fosse necessário lutar ao lado de cristãos para preservar o nosso estado como laico, e a cultura de nossa nação, eu lutaria. Imposição cultural é a coisa mais nojenta que um povo pode fazer ao outro, os cristãos fizeram isso no passado (e ainda fazem isso hoje, em algumas aldeias carentes, mandam missionários para doutrinar as pessoas na ignorância), e agora isso vai ser feito pelos islamicos, a diferença é que eles não tem escrupulos, se hoje a grande maioria dos cristãos reconhecem que impor a crença a força e matar incrédulos é errado, a parte radicalista dos islamicos (que infelizmente é maioria) não reconhece isso...

Zé Pitaco disse...

Os europeus apodreceram e viraram pederastas e veados, frouxos e bundas moles que vão ser destruídos pelos muçulmanos em mais uns 15-20 anos e, assim a Europa vai virar uma merda como é a África!

alien13 disse...

IRMANDADE MUÇULMANA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAÍREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

A realidade que poucos conhecem:

A SUPREMA CORTE DA ESPANHA revogou a lei que proibia o uso de véu, e os devidos trajes das muçulmanas, porque recebeu ameaças da IRMANDADE MUÇULMANA!!!

Obs.: Essa IRMANDADE MUÇULMANA, está infiltrada em todos os países europeus, incluindo Austrália, Canadá, e a Ásia.

Dessa maneira, todos os MOVIMENTOS contra os islamitas na Europa, e em todos os países civilizados, são logo silenciados, porque as Organizações recebem ameaças de morte, da IRMANDADE, nas quais incluem os familiares.

É terrorismo oculto, feito através do TELEFONE.

E, também, sob ameaça de morte, forçam as pessoas que se convertam ao islamismo.

Os muçulmanos se impõem no mundo, através de ameaças de mortes, bombas, assim como homens-bomba ou incêndios provocados, seja numa residência ou instituição pública, como foi o caso da Suprema Corte da Espanha.

Nota: o Papa Bento XVI, foi obrigado a abandonar o papado, porque em mais de 50 (cinqüenta) idiomas, transmitido ao mundo inteiro, falou algumas verdades sobre a maldita SEITA PEDOFÍLICA, denominada Islamismo. E o Vaticano seria impludido pelos muçulmanos, se ele permanecesse no papado. Assim, o Papa Francisco, assumiu o papado, e teve que se humilhar, por exigência dos muçulmanos, em lavar os pés de uma muçulmana, que odeia os cristãos, e ainda teve que beijar os pés dessa maldita.

A realidade: o Papa Franciso é o fantoche dos muçulmanos e nem teve autorização em usar o nome de Francisco I, como seria o correto, por exigência dos islamitas!!!

Apenas um exemplo do que os malditos islamitas fazem no Ocidente: é o caso do político holandês, que quer livrar seu país dos islamitas, e tem todos os motivos, e devido a isso, tem que andar com seguranças, usar carro blindado, para não ser assassinado pelos muçulmanos, em seu próprio país!

Ainda, os islamitas pertencem a uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, denominada islamismo, que se intitula religião, sem o ser, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

Em razão disso, se acham no direito de estuprar nossas crianças, podendo levá-las à morte, por hemorragia interna, e se sobreviverem, ficarão traumatizadas para o resto de suas vidas.

Uma coisa é certa, eles também tem família, como nós!!!

Então, vamos aplicar nos muçulmanos, a Lei de Talião:

'OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE'.

Assim, não poderão mais nos intimidar com ameaças, porque saberão que haverá o troco!!!

No Oriente Médio, matam, estupram e mutilam cristãos e membros de outras religiões.

Por que temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

VAMOS DAR UM BASTA!!! NÃO VAMOS CONTINUAR RECEBENDO ORDENS PARA RETIRARMOS OS CRUCIFIXOS DAS IGREJAS, AS ÁRVORES DE NATAL DAS RUAS E ASSIM POR DIANTE. E AINDA SERMOS AMEAÇADOS DE MORTE, ASSASSINADOS OU DEIXAR NOSSAS MENINAS SEREM ESTUPRADAS PELOS PEDÓFILOS MUÇULMANOS, EM NOSSOS PRÓPRIOS PAÍSES, ONDE OS MUÇULMANOS SÃO INTRUSOS!!!

E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade: o islamismo e suas perversões sexuais: a pedofilia

Obs.: os muçulmanos sempre envolvem os judeus nas descriminações, sendo que os judeus nunca foram taxados como assassinos, estupradores ou terroristas. É uma jogada maquiavélica dos islamitas, tentando espalhar o anti-semitismo (Neonazismo) pelo mundo, com intenção de enfraquecer a ISLAMOFOBIA.

alien13 disse...

ISLAMOFOBIA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

Antes de mais nada, ISLAMISMO NÃO É RELIGIÃO, mas, é uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

A realidade: os cristãos ou membros de outras religiões não enviam assassinos para matar no Oriente Médio, porém, os muçulmanos enviam suas facções Terroristas, sob o pretexto que são "Fundamentalistas Islâmicos", para matar no Ocidente.
Muçulmanos recolhem dízimos nas Mesquitas, para o Terrorismo, então são cúmplices.

No Oriente Médio, constantemente, estupram, mutilam e matam cristãos e membros de outras religiões.

Por que então, temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

Os islamitas seguem, rigorosamente, o que está escrito no CORÃO (escrito pelo pedófilo Maomé, que chamam de Profeta), por esse motivo a PEDOFILIA é legalizada pela lei do ISLÃ.

Também, nesse livro satânico que chamam de sagrado, o CORÃO, está escrito que todos têm que serem convertidos ao islamismo ou assassinados, de acordo com a tal "Guerra Santa", que de santa não tem nada.

Nos noticiários, poderemos saber das atrocidades que praticam nas indefesas aldeias e pequenas cidades da África: estupram suas meninas e jovens, e matam todos os homens, para que não mais procriem: os "Cães Infiéis, ao Maomé" (como chamam todos que não são muçulmanos). Em seguida obrigam suas vítimas a colocar o véu, e as transformam em muçulmanas, contra a vontade delas.

Depois alegam, descaradamente, que islamismo é a "religião" que mais cresce no mundo.

Entre outras perversidades: estupros de mais de seiscentas meninas e adolescentes, obviamente virgens, como foi amplamente divulgado na Itália. Na Inglaterra estupraram centenas de meninas, também amplamente divulgado. Assim como em todos os países europeus, onde estão infiltrados, acontece a mesma coisa.

Ainda, picham todas as Igrejas nos países europeus, que os acolheram, onde podemos observar que apenas as Mesquitas não estão pichadas. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

Depois reclamam da ISLAMOFOBIA?

E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade, o islamismo, e suas perversões sexuais: a pedofilia

alien13 disse...

A NOVA ORDEM MUNDIAL (GOVERNO MUNDIAL) ficará sob a coligação EURO-ASIÁTICA (Rússia & China), e qualquer esperança que os muçulmanos tinham em dominar o mundo inteiro, e impor sua SEITA PEDOFILICA E POLÍTICA, na qual a pedofilia é legalizada por lei do Islã, chamada islamismo, que chamam de religião, sem ser uma religião, está com os dias contados.
CHINA já está dominando o mundo inteiro. Na Europa, estão distribuídos conforme o número de habitantes dos países, em que vivem, quase matemticamente: 30% de chineses e coreanos, inclusive na Austrália e Canadá.
Esse povo inteligente, trabalhador e disciplinado, é o único que tem condições psicológicas e ética moral, em colocar ordem no planeta Terra.
CHINA, é a Primeira Economia Mundial, desde 2011.
E como eles mesmo declararam: VOCÊS NÃO PODEM NOS DETER !!!
Palavras que demonstram segurança e não apenas esperança.
CHINA é o único país que tem míssil invisível ao radar, podendo ser lançado para qualquer país do mundo, em minutos, sem ser interceptado.
Finalizando: O ANTICRISTO (vidência), que todos pensavam que seria um homem, se enganaram, porque, sempre ambiciosos e megalomaníacos, cada político em destaque, sonhava em ser ” o escolhido” , e nunca lhes passou pela mente que poderia ser uma nação: OS CHINESES

Nota: Na China predomina o ateísmo, que não é religião, mas uma convicção.

Observação: Esse GOVERNO MUNDIAL será instalado, ainda nessa década

alien13 disse...

ANDERS DA NORUEGA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

As verdades que não devemos esquecer:

ANDERS BEHRING BREIVIK da Noruega não é um assassino, é um idealista, assim como foi Che Guevara e outros, que arriscaram suas vidas e liberdade, em prol da humanidade. E. como o próprio Anders da Noruega declarou: "foi cruel, mas necessário". Com seu ato, ao eliminar os islamitas e seus simpatizantes, ele teve a intenção em alertar o mundo sobre os perigosos muçulmanos, que se infiltram na Europa e em outros países civilizados, sob qualquer pretexto, e na primeira oportunidade fazem terrorismo nos países que os acolheram.

Exemplos: na França, queimam as propriedades dos ocidentais, sob qualquer pretexto, e contratam desocupados para fazerem o “serviço”, em conjunto, para não serem incriminados. E, onde podemos observar que todas as Igreja estão pichadas, e apenas as Mesquitas não estão. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

Na Rússia, mataram dezenas de crianças numa escola, mas ali não puderam negar a autoria.

Na Itália, apenas oito islamitas, em poucos meses, estupraram mais de 600 (seiscentas) meninas de 12 a16 anos de idade, obviamente virgens, o que foi amplamente divulgado.

Na Inglaterra incendiaram várias cidades inglesas, somente porque um islamita foi morto pela polícia.

Nos USA todos sabem o que aconteceu, porque foi amplamente divulgado.

No Brasil, um brasileiro que matou vários estudantes num colégio, tinha ligações com terroristas islâmicos, inclusive pela Internet.

Portanto, podemos deduzir que todos os assassinatos nas escolas, no mundo inteiro, mesmo não sendo efetuados por muçulmanos, os atiradores são recrutados por eles.

Incluíndo assassinatos por facadas.

Islamismo não é religião, é uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, com suas leis próprias, nas quais a pedofilia é legalizada por lei do Islã. Qualquer muçulmano pode casar com 3 (três) meninas, ao mesmo tempo, com 9 (nove) anos de idade ou menos, para suas orgia pedofílicas, e quando morrem nessas orgias, apenas são substituídas. Alegam que é costume, para justificarem suas perversões sexuais. Os islamitas seguem o exemplo do pedófilo Mohamed, que chamam de profeta, e cuja última esposa, Ayshah, tinha apenas 8 (oito) anos de idade.

Antes do ato de Anders Behring Breivik, a Nova Ordem dos Templários não era conhecida, agora essa Sociedade Secreta se espalhou pelo mundo inteiro, tendo milhões de seguidores, que estão aumentando a cada dia. Se era esse o objetivo de Anders, a divulgação, então conseguiu!!! E, a Islamofobia se fortificou pelo mundo civilizado, graças ao corajoso Anders de Noruega.

Obs.: os muçulmanos, sempre covardes como todos os assassinos, se escondem por trás das "Estrelas Negras", na Grécia, e outras denominações que usam, para promoverem revoltas e matanças, com intuito de dominarem os PAÍSES, posteriormente.
O mesmo método estão usando na Síria, e depois culpam o governo Sírio, pelos genocídios que praticam.

alien13 disse...




BARACK HUSSEIN OBAMA e sua estratégia...

Obama estava desesperado em bombardear a Síria, para apagar os últimos vestígios das Armas Químicas, que ele deu aos seus amigos Terroristas muçulmanos, chamados de "Rebeldes", para serem espalhadas entre o povo, com a finalidade de incriminar o governo sírio, e finalmente conseguir o seu verdadeiro objetivo: ajudar em implantar o ISLAMISMO RADICAL, na Síria.
Nota: no Egito, onde OBAMA também interferiu em prol da IRMANDADE MUÇULMANA se deu mal, e o ISLAMISMO RADICAL foi derrubado.
Ora, não é OBAMA que envia armamentos e dinheiro para os Terroristas, na Síria?
Não foi Obama que entregou um Drone para que os iraquianos o pudessem copiar, sob alegação que caiu no IRÃ?
Obama, monitora os telefonemas no mundo inteiro, sob alegação que é para combater o Terrorismo.
Se realmente quisesse combater o Terrorismo, monitoraria os telefonemas de muçulmanos, que são Terroristas, e não dos europeus e asiáticos!!!
Alega que combate Terrorismo, no entanto, deixou que os irmãos chechenos, praticassem Terrorismo na maratona de Boston, embora tivesse sido avisado pelo Serviço de Inteligência Russa, que eram perigosos, e cuja mãe deles estava fichada no FBI, como Terrorista.
OBAMA alegou ter mandado matar OSAMA BIN LADEN, e nada foi provado. O interessante é que os enviados para o Oriente Médio, e que participaram da FARSA, num total de 24 (vinte e quatro), e dos quais 20 (vinte) já estão mortos, numa verdadeira 'QUEIMA DE ARQUIVO".
A única realidade crua e nua é que OBAMA é aliado dos Terroristas muçulmanos, e lhes passa todas as informações necessárias sobre tudo que acontece no Ocidente, no que se refere ao combate ao Terrorismo, através de escutas de telefonemas e internet, para que possa avisar em tempo, seus amigos Terroristas muçulmanos, se alguma preparação para um atentado Terrorista, já foi descoberta, para os advertir. Quando os verdadeiros combatentes do Terrorismo nada descobrem, o atentado é realizado.
Se não tivesse essa intenção, não precisaria monitorar telefonemas dos Ocidentais e Orientais, porque eles não enviam Terroristas para matar em outros países, como os muçulmanos!
Em meio a um discurso do OBAMA, lhe escapou: "FUI PREPARADO POR ANOS, PARA SER PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA". A nítida impressão que se tem, é que foi preparado por Terroristas muçulmanos. E se aproveitando de atual tecnologia usada por NSA, PRISM E VERIZON, incluindo os Drones, está sabotando o mundo civilizado, sob alegação que combate o Terrorismo, porém OBAMA, na verdade combate a civilização ocidental e oriental, em prol dos Terroristas muçulmanos!
A Europa e os países civilizados não podem e nem devem aceitar qualquer ajuda desse "infiltrado" na presidência americana, o OBAMA, que se faz passar por um simples mulato e cristão, e cuja verdadeira identidade e religião continuam uma incógnita!
E, graças ao BARACK HUSSEIN OBAMA, o terrorismo aumentou!!!
P.T. Atualmente, está usando aviões ou Drones, para pulverizar com metais pesados e todos os tipos de tóxicos, os países europeus, incluindo os E.U.A. esterilizando e destruindo vegetações e plantações, e disseminando doenças, sob alegação que é para evitar aquecimento global. Apenas não está pulverizando o Oriente Médio, onde a maioria é muçulmana, como ele próprio é!!!

alien13 disse...

O ESTADO ISLÃMICO surgiu apenas para desviar a atenção dos ocidentais encautos!
Bombardear o ESTADO ISLÃMICO é perda de tempo, porque:
Os terroristas muçulmanos estão vivendo na Europa, como se fossem pessoas normais, mas não são!
São os muçulmanos que vivem na Europa é que colocam no mundo, os terroristas, para matarem os europeus.
TEMOS COMO PROVA O ATENTADO DE PARIS!
TODOS OS TERRORISTAS TINHAM NASCIDO NA EUROPA!
A única e verdadeira solução é EXPATRIAR TODOS OS MUÇULMANOS do Continente europeu!!!
Ou os deportamos ou os atentados continuarão!