quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Recursos para cristãos: Maomé foi profetizado em Isaías 21:7?


Eu procuro me ater ao islamismo como a ideologia política poderosa que é. A religião islâmica é apenas uma forma de enjaular os seus adeptos de modo a se tornarem propagadores da ideologia, prontos para mentir e para matar por ela. Mas, considerando que eles tentam "converter" pessoas para se juntar à sua causa política, e que dentro deste grupo encontram-se os cristãos (que são um número considerável no Brasil) eu resolví abrir uma série com recursos para ajudar os cristãos a rebaterem o discurso distorcido dos muçulmanos. Acredite: eles são treinados para isso nas mesquitas e madrassas.
Um dos truque que os maometanos utilizam para se mostrar superiores, neste caso sobre a civilização ocidental, a qual eles consideram cristã, é o de dizer que a Bíblia profetizou Maomé (ao mesmo tempo em que eles dizem que a Bíblia foi adulterada eles usam a Bíblia para justificar a crença deles).
Veja o vídeo, e leia o texto. E se prepare para o embate! Lembre-se que muito mais do que defender uma religião (neste caso, o cristianismo) você vai estar defendendo a liberdade frente à submissão ... ou seja, defendendo a sua civilização. 
(para ler a série toda clique aqui)

Maomé foi profetizado em Isaías 21:7?


(endereço do vídeo original no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=mm7-QKrag0g)


Isaías 21.7 “E quando vir um carro com um par de cavaleiros, um carro com jumentos, e um carro com camelos, ela que observe atentamente com grande cuidado.”

Muitos acadêmicos muçulmanos dizem que esta passagem se refere a Jesus entrando em Jerusalém montado em um jumento, e a Maomé andando numa carruagem de camelos.

Para tentar validar esse argumento, os muçulmanos usam uma passagem do alcorão dizendo que existem profecias sobre o advento do Islã na torá e nos evangelhos!

Sura 7: 157 “São aqueles que seguem o mensageiro, o profeta iletrado, o qual encontra mencionado na sua Torá e no seu Evangelho”.

Resposta a Estes Argumentos.

Curioso analisar que esta passagem bíblica está fiel às versões da bíblia existentes hoje, seria ótimo perguntar aos muçulmanos se a bíblia usada como referencia é uma versão adulterada ou não, pois me parece que não é.

Talvez a resposta fosse que este texto não está adulterado, mas outros sim. Atá hoje não há provas concretas de que a bíblia foi adultera, muitos usam a bíblia verdadeira mesmo sabendo que não existe uma versão alterada. Eles continuam com uma constante tentativa de tenta validar Maomé usando textos isolados da bíblia! Mesmo que tentem, o nome de Maomé não é citado na bíblia, e não se encaixam em nenhum critério de personagem bíblico.

Quando eles vão para de tentar acha veracidade de sua crença nas escrituras dos outros?

Mas voltando a primeira pergunta. Maomé é profetizado em Isaías 21.7?

Analisando o alcorão, Maomé diz: ... , “o qual encontra mencionado na sua Torá e no seu Evangelho”. Sura 7: 157.

MAS O QUE É QUE ISAÍAS TEM A VER COM ESSA HISTORIA? O livro de Isaías não faz parte da torá, e nem faz parte do evangelho. Os estudiosos muçulmanos adoram dividir a bíblia entre torá e evangelho, como dois livros, uma para os judeus e o outro para os cristãos. A Bíblia é uma coletânea de 66 livros que contem a torá. Os livros da lei não são exclusivos para os judeus e sim para toda a humanidade.

Qualquer leitor que abrir a bíblia em Isaias 21.7 verá que Deus está profetizando contra a BABILÔNIA. Até o próprio titulo do texto mostra o assunto sendo tratado.

Contexto histórico de Isaías 21.7

Esta passagem faz parte de uma sequência de profecias contra várias nações, iniciando do capitulo 13 ao 24 de Isaías. Deus anuncia juízo as nações pecadoras, pois, como é comum no velho testamento, Deus usava nações para punir outras nações.

Isaías 8.7 Deus diz que irá usar a Síria como julgamento. Com o sacrifício de Jesus na cruz, Deus não usa mais o homem para exercer justiça. Todo o velho testamento precisa passar pela cruz de Cristo para depois ser aplicado. Por isso cristão nenhum tem direito de causar danos aos seus inimigos. Apenas ao Senhor pertence a justiça.

Mas claramente vendo Isaías 21.7 vemos que Deus anuncia castigo a babilônia, e não é uma passagem messiânica, não é uma profecia sobre Jesus, e o fato de se mencionar um jumento não prova que isso seja uma profecia sobre Jesus entrando em Jerusalém montando em um jumentinho. A passagem bíblica certa esta em João 12.14, e sua profecia em Zacarias 9.9.

João 12.14 E achou Jesus um jumentinho, e assentou-se sobre ele, como está escrito:

Zacarias 9.9 Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.

A profecia feita no velho testamento e se cumprindo no novo, enquanto em Isaías não há evidência de profecia só porque cita um jumento. 

Para piorar a situação dos muçulmanos, o texto se refere a carros e, ou seja, carruagem com jumento, e Jesus só usou um único animal.

O mesmo argumento pode ser usado com Maomé, pois não existe evidências históricas que mostrem que Maomé andou em carruagem de camelos. O desespero dos muçulmanos em tirar um texto fora do contexto não convenceu, mais uma vez esta tentiva fracassou...

Será que sempre que aparecer palavras como, jumento, camelo, parã, montanha, etc... eles vão tentar isolar o texto e dizer - Aí está Maomé.

Esta não é uma forma justa para se achar provas para uma crença.


Se o Deus que eu conheço quisesse dar indícios de Maomé nas escrituras, com certeza ele teria enviado bastantes detalhes sobre isso. Mas sabe por que não existem estes detalhes? Pois eu sei muito bem o porquê.




Nenhum comentário: