sábado, 15 de março de 2014

Atualizações no mês de fevereiro de 2014



A frase “a maioria dos muçulmanos são pessoas amantes da paz” não coincide com os fatos
Eu considero que a asserção “a maioria dos muçulmanos são pessoas amantes da paz” é errônea e pode ser facilmente refutada.

Muçulmanos querem a lei islâmica onde eles vivem ... e isso é preocupante
É importante termos em mente que o objetivo de cada muçulmano ortodoxo é o de colaborar com a implantação da lei islâmica (Sharia ou Charia) em todo o mundo, trabalhando para isto com zelo religioso. Este artigo apresenta evidências de que a maioria daqueles que se dizem muçulmanos desejam a implantação da sharia onde moram. E quanto maior o número de muçulmanos residentes em algum lugar, maior é a pressão pela implementação da sharia.Lembre-se também que a aplicação da sharia significa a morte das culturas pré-existentes naquele local. Este fato foi explorado no artigo Islão, o aniquilador de civilizações.

Pesquisa mostra que fundamentalismo islâmico é amplamente difundido na Europa
Pesquisa mostra que quase a metade dos muçulmanos europeus concordam que eles devem voltar às raízes do islão, que só há uma interpretação do Alcorão, e que as regras nele estabelecidas são mais importante do que as leis seculares.

Os resultados desta pesquisa devem fazer-nos pensar duas vezes antes de caracterizar as suspeitas sobre as crenças dos muçulmanos ocidentais como “islamofobia.”

Tanto a extensão do fundamentalismo religioso islâmico e seus correlatos – a homofobia, o anti-semitismo e a “Ocidentofobia” – devem ser motivo de graves de preocupações.

Lembre-se que o objetivo final do fundamentalismo islâmico é a implementação da lei islâmica (sharia) em todo o mundo

APOSTASIA - EXEMPLOS

Menina estrangulada por não aceitar a Sharia
O grupo militante islâmico “Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS )" estrangulou uma menina na Síria. O crime dela foi ter se recusado a adotar a interpretação da lei islâmica (sharia) que o ISIS segue. No islão é assim, tem sempre um grupo mais ortodoxo tentando impor a sua versão de islão sobre os outros (muçulmanos e não-muçulmanos). Quando um muçulmano se recusa, como no caso desta menina, ele é considerado um ex-muçulmano, e punição para deixar o islão é a morte. O ato que o vídeo mostra é de uma crueldade sem fim. É triste ver isso acontecendo nos dias de hoje. Mas é esta a realidade ... que esta se espalhando pelo mundo ... inclusive no Brasil. 




BESTIALIDADE

"Um homem pode ter relações sexuais com os animais, como as ovelhas, as vacas, os camelos e outros. No entanto, após alcançar o orgasmo deve degolar o animal". (Khomeini, Tahrirolvashyeleh 4º volume, Darol Orm, Gom, Iran, 1990)

Bestialidade
Nigéria: Muçulmano estupra uma cabra e diz para a polícia que a cabra deu-lhe permissão 
Malam Kamisu Baranda foi entregue à polícia pelo chefe de sua aldeia fora Dutse e foi detido preventivamente.  Ele disse ter feito sexo com a cabra dez vezes, porque ela 'satisfazia a sua exigência. Ele está convencido de que ele deve ser liberado porque ele pediu a sua permissão antes. (Metro)




Marroquino (muçulmano) estupra e sodomiza seu filho de 7 anos e sua filha de 11 anos.
Um doente mental, que tem Maomé como exemplo de conduta sexual (Emirates)

Arábia Saudita:
Um professor egípcio na Arábia Saudita está enfrentando acusações de estuprar uma criança sudanesa de 11 anos de idade, dentro de uma sala de aula (Emirates).


Dizem que o véu islâmico protege as mulheres 
... veja o vídeo e tire suas conclusões



Turquia: Dois imames muçulmanos presos por estuprarem sua própria irmã 

Depois de ter sido estuprada por cada dois irmãos mais velhos e ficar grávida, eles forçaram-na a fazer um aborto para esconder seu crime. Os dois clérigos são imãs na Direcção dos Assuntos Religiosos (Sharia Unveiled; Aydinlik Daily)



Paquistão: Casal apedrejado até a morte por adultério depois de um clérigo muçulmano emitiu uma fatwa contra eles. Soldado também apedrejado

Os dois foram mortos por suspeita de ter relações ilícitas (Dawn). Ainda no Paquistão, um soldado foi apedrejado até a morte por um suposto caso de amor. Cerca de 40 a 50 pessoas atingiram o homem com pedras até que ele sangrou até a morte. Centenas são mortos em todo o país a cada ano em nome da defesa da “honra da família”, mas apedrejamentos são mais raros. (Dawn). Blog FB

Muçulmano abusa sexualmente de Cristã de 2 anos porque o pai se recusou a converter ao islão
Em relação à menina violada; devido aos ferimentos, ela quase morreu e mesmo depois de 5 cirurgias, ela não consegue urinar normalmente. Ele nunca vai ser mãe, e os pais têm que viver escondidos devido aos receios duma retaliação por tornarem público este incidente. http://youtu.be/wkzf5U7enOM 

Adolescente apedrejada até a morte por amar o menino errado
Fato ocorrido em 2007. Du'a Khalil Aswad, uma Curda Yezidi, se apaixonou por um rapaz sunita. Ela foi apedrejada em "defesa da honra". Lei islâmica em ação. http://youtu.be/9hwntjKmCcs



Menina é apedrejada até a morte na Síria por ter conta no Facebook 
http://r7.com/gw56. Mais um exemplo da lei islâmica em açã

O ódio dos muçulmanos contra o Dia dos Namorados (Valentine's Day)
O Dia dos Namorados é anti-islâmico. Como todo regime ditatorial, o islamismo mata o amor individual. 




Mulheres refugiadas atiradas ao mar
Eu não sei se vocês já repararam, mas todos estes barcos com refugiados muçulmanos que chegam na Europa estão cheios de homens! Onde estão as mulheres? Simples, deixadas na terra deles. Ou então, como neste caso, atiradas ao mar. O fato é que devidos as mulheres são consideradas como secundárias na lei islâmica e tratadas como tal na prática, um propriedade do homem. Umas atiradas ao mar, mas a maioria deixada no lugar de origem, se virando sozinhas, enquanto que os seus maridos partem na busca de novas esposas, européias, ou, à busca de infiéis para serem estupradas. (Perigo Islâmico)

Mais um problema para o véu e todo aquele roupão arrastando no chão que as muçulmanas ortodoxas usam
Mulher morre em escada-rolante em um Shopping em Montreal, Canadá, após véu ficar preso (Toronto Sun)


Devoção a Jihad pela causa de Alá
Muhammad al-Arifi é um dos clérigos mais populares da Arábia Saudita, com mais de um milhão de seguidores no Twitter e 855 mil no Facebook. Ainda em 2010 – vários anos após a campanha dos sauditas para conter o que eles chamaram Ideologias "desviantes" - Arifi emitiu uma fatwa endossando a violência contra não-muçulmanos. "A devoção a jihad pela causa de Alá, e o desejo de derramar sangue, para esmagar crânios, e para cortar membros por causa de Alá e em defesa de sua religião, é, sem dúvida, uma honra para o crente (muçulmano)", disse ele, em um clipe no YouTube. "Alá disse que se um homem luta contra os infiéis, os infiéis não serão capazes de se prepararem para a luta." Arifi é membro do jurídico estabelecimento Wahhabi (JPost).


Nigéria - Quatro jovens foram condenados por sexo gay e chicoteados publicamente como punição na quinta-feira em um tribunal islâmico no norte da Nigéria, disse um ativista de direitos humanos. Os quatro estavam entre dezenas de capturados em uma onda de prisões depois da Nigéria reforçou as suas sanções penais para a homossexualidade com a nova Lei de Proibição do Same Sex Marriage em janeiro. O norte da Nigéria é governado pela Sharia (CTV News).

Arábia Saudita
Três prisioneiros, incluindo o imã (clérigo muçulmano) da prisão, estupraram um outro preso em uma prisão central na Arábia Saudita, depois de tê-lo drogado (Emirates).

Jovens muçulmanos surdos-mudos são mantidos acorrentados no interior de Bengala: Relatório.
Rana Ray de Krishnanagar (04 de dezembro de 2013): É obviamente desumano e absoluta injustiça acorrentar pessoas. Mas, em uma aldeia muçulmana de Sahebdanga perto Shantipur (em Nadia, Bengala Ocidental, Índia) é uma moda islâmica acorrentar jovens surdos-mudos, ou mentalmente incapacitados, como se eles fossem simplesmente incontroláveis ou portadores de algum mal. (islamaroundus

A Revolta de Zanj - A Revolta dos Pretos - O islamismo e a escravidão 

Saudita vende escravo negro africano castrado no Facebook
Escravidão é um prática islâmica, que segue o exemplo de Maomé, que foi um mercador de escravos. Por isso é que é muito diffícil de erradicar esta prática. Agora, ela se moderniza, e até mesmo o Facebook é usado para se vender escravos. No caso em questão, o anúncio diz (Tundra Tabloids): 
1 - pele preta. 172 cm de altura. Peso 60 quilos.
2 - Castrado (excelente para trabalhar com uma família), você pode verificar com um médico você mesmo - temos experiência no assunto.
3 - [Sua] saúde é boa e não tem imperfeições.
4 - Idade 26 anos.
5 - Muçulmano e obediente, e não vai desobedecê-lo exceto no que desagrada Alá. Por favor, o assunto é muito sério e não é uma piada. 




EUA: Grupo negro pede a muçulmanos pelo fim do racismo
Grupos negros de Detroit iniciaram uma campanha pedindo aos muçulmanos americanos a se absterem de utilizar as palavras árabes "abed" e "abeed", citando que elas, ao serem traduzidas do árabe, tornam-se insultos raciais contra os negros. A palavra 'abed', e sua forma plural 'abeed’, significa um "escravo" ou "servo" na língua árabe" (Detroit Free Press). Estas palavras também significam “negro”, por causa do tráfico de comércio escravo islâmico.

Muçulmano em Toronto tentar decapitar homem em um café depois de matá-lo sem motivo
Depois de matar um bombeiro sem motivo, Nabil Huruy, de 23 anos, tentou decepar a sua cabeça, no melhor estilo dos "guerreiros sagrados". Isto se chama Síndrome da Jihad Súbita, um evento cada vez mais comum no Ocidente. O bombeiro, Dominic Parker, deixou mulher e duas filhas. (The Muslim Issue)

Brava cristã alemã contra o Islamismo
Uma pequena mulher, sozinha, contra a corrente que está destruindo a Alemanha e a Europa. Muitos se calam, por medo, por estarem muito ocupados, por estarem entretidos com os confortos da tecnologia ... uns poucos se levantam. Não pense que isso não pode acontecer no Brasil. Quando isso acontecer, o que você vai fazer? http://www.youtube.com/watch?v=neJ8exLX7d4




Terrorismo islâmico na China: a questão da “minoria” uigur, e a traíção da (auto-proclamada) esquerda brasileira



Nigéria: Grupo muçulmano mata 43 crianças em idade escolar, as crianças foram queimadas vivas, os jihadistas balearam e cortaram as gargantas das crianças que tentavam escapar pelas janelas
Militantes do Boko Haram queimaram crianças vivas. Professor diz que eles bloquearam as saídas do albergue, tacaram fogo, e atiraram e cortaram as gargantas das crianças que tentavam escapar pelas janelas. Outros relatos sugerem que os atacantes atiraram explosivos, pulverizando quartos com tiros, e usados facões para cortar os alunos até a morte. Ataque traz número de mortos dos ataques do Boko Haram para mais de 300 neste mês (Mail).

Nigéria: Muçulmanos queimam cristãos até que eles se tornen cinzas
58 jovens cristãos foram atacados e massacrados por muçulmanos na Nigéria, e inúmeros deles foram literalmente reduzidos a cinzas (Charisma News).

Grupo militante islâmico na Síria ordens cristãos a pagar imposto Jizya para a sua proteção
O grupo militante islâmico “Estado Islâmico do Iraque e al-Sham (ISIS )” exigiu cristãos que vivem no nordeste da Síria a pagarem um imposto em troca de proteção , uma vez que eles buscam construir um tradicional "Califado" nas áreas que ele controla.

"Os cristãos são obrigados a pagar o imposto Jizya, em cada adulto do sexo masculino, no valor de quatro dinares de ouro para os ricos, metade para os cidadãos de renda média, e metade para os pobres", disse o decreto. "Eles podem pagar em duas prestações ." Quatro dinares equivaleria a pouco mais de meia onça de ouro , no valor de £ 435 a preços correntes.

Em troca , os cristãos não serão prejudicados e terão permissão para adorar privadamente , manter seu próprio clero sem interferência, e manter seus próprios cemitérios. Eles são implicitamente autorizados a continuar a beber bebida alcoólica e comer carne de porco, desde que escondidos e sem poderem negociá-las com os muçulmanos . Também não podem construir ou reformar igrejas, ou exibirem a cruz. Os cristãos que vivem sobe este regime são chamados de “dhimi” (cidadãos de segunda classe) dentro da lei islâmica. 

Os cristãos eram 10% da população de 22 milhões de habitantes da Síria, mas a guerra civil forçou cerca de 500 mil a deixarem suas casas e aldeias, que estão espalhados por todo o país. Cerca de 1.200 foram mortos. (Telegraph)

Doze freiras cristãs sequestrados na Síria. 
Em um vídeo, as freiras foram filmadas sentadas em uma sala e sendo questionadas por um homem invisível, provavelmente um dos sequestradores. Elas respondem que elas estão sendo bem tratados, e que elas estão muito ansiosas para serem devolvidas ao seu convento. É claro que elas vão dizer isso para agradar a seus captores. Mas alguma coisa, embora pequena, diz muito sobre a natureza do seu cativeiro: elas não estão usando nenhuma cruz no peito (como freiras fazem). De acordo com o rigoroso ensinamento islâmico, os cristãos e outros não-muçulmanos são proibidos de mostrarem quaisquer sinais ou expressões de seu "politeísmo" (shirk, em árabe). Na verdade, este fato é explicitado claramente nas Condições de Omar, que a doutrina muçulmana tradicional atribui ao segundo califa, de mesmo nome. (Raymond Ibrahim)


Massacre em povoado cristão na Nigéria
O grupo da religião da paz Boko Haram continua fazendo o seu louvar a Alá na Nigéria matando não-muçulmanos (kafirs) (O Globo). 


Existe uma campanha de boicote a Israel, promovida pelos palestinos e seus apoiadores, que na verdade é parte da tentativa de tornar o Estado de Israel iligítimo. Ao invés de olherem para Israel como um modelo de sociedade moderna, eles querem é destruir Israel para poder implantar mais um país islâmico, governado pela Sharia. A verdade é que esta campanha não passa de anti-semitismo e ódio aos judeus. 

No passado, os anti-semitas boicotavam o comércio dos judeus, e hoje, eles promovem o boicote do Estado judeu, e, a propósito, apenas do Estado judeu. É importante que os promotores do boicote sejam expostos por aquilo que eles são, anti-semitas clássicos vestindo uma roupa moderna. 


O velho anti-semitismo e ódio aos judeus está renascendo na Europa, alimentado com a imigração muçulmana. Os judeus estão migrando em masssa da França, que é o epicentro do anti-judaismo. É a história se repetindo, lamentávelmente.






Bangladesh: muçulmanos atacam templo hindú e deixam uma ameaça de bomba a menos que eles os budistas se 'convertam ao islão' 
Religião da paz e da tolerância (Daily Star). (os hindus e budistas estão sendo gradativamento expulsos de Bangladeh, uma região de onde eles são nativos) 

Indonésia: Muçulmanos Ahmadia torturado até a morte
O islão é contra tudo o que não for muçulmano (ateísmo, agnosticismo, budismo, cristianismo, etc ...) e a perseguição é feroz onde o islamismo for maioria. Na Indonésia, os Ahmadia (que são uma vertente do islamismo, porém considerados como apóstatas pela vertende principal do islão) estão sendo perseguidos barbaramente. http://youtu.be/_dExfGGcz7s 






Amputação
Na lei islâmica. música, arte, beleza, são proibidos, mas matar, torturar, violar, mutilar, são o pão nosso de cada dia. Hoje na Síria, amputação de mão a um "pecador", transmitida por tecnologia "infiel" para todo o mundo: a primeira amputação via twitter. (Sarcasmo: Mas é claro isso não tem nada a ver com o islão. O fato de ser prescrito no alcorão e consolidado na lei islâmica é apenas uma coincidência) (Washington Post). 




Recursos para Cristãos
Maomé foi profetizado em Isaías 21:7?

Maomé foi profetizado em Deuteronômio 33:2?

Maomé foi profetizado em Deuteronômio 18:18?


Nenhum comentário: