sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Atualizações em julho de 2014


Um resumo do que entrou no blog em julho de 2014


ISIL/ISIS matam todos os que eles vêm como inimigos acusando-os de apostasia
Acusar seus inimigos de ex-muçulmanos (apóstatas) é um recurso muito usado para poder se livrar deles, afinal, os apóstatas devem ser mortos. As punições são cruéis, os corpos mortos deixados em praça pública, servindo de alerta para os outros: sigam quem manda ou morra. Maomé fez isso e deu certo. Ele é o exemplo. Fazer como ele fez é sunna.


Não é claro se as vítimas são mortas antes da crucificação. (Sharia Unveiled). 



Afeganistão: "Família considera matar filha de 10 anos de idade, depois que um mulá (clérigo islâmico) a estuprou na mesquita"
A Sharia, a lei do Islão, tal como é praticada hoje, e como tem sido praticada por 1400 anos, é uma ofensa à humanidade. E o que é pior. Com a saída das forças ocidentais, o Talebão tem tudo para reconquistar o poder. Uma assitente social afegã disse, melancólicamente, que "estamos perdendo lentamente todos os direitos que conseguimos nos últimos 13 anos." (nationalpost

Líder do Estado Islâmico ordena que se pratique mutilação genital em mulheres

E ainda tem gente que tenta negar que a “circuncizão feminina”, verdadeira mutilação genital, não é uma prática islâmica (R7). 



Três homosexuais são queimados vivos por Alá

Homosexuais devem ser queimados vivos

Os funcionários da escola primária muçulmana são pegos pela câmera descrevendo "como os homossexuais devem ser apedrejados até a morte." Eles dizem também que "bater palmas é satânico, e que música na escola é anti-islâmico." Filmagem foi obtida para um documentário do Canal 4 no Olive School - uma escola primária muçulmana para 600 alunos em Blackburn, administrada pelo Tauheedul Islam Fé, Educação e Comunidade Trust. (Daily Mail)  


Reportagem do Fantástico fala do tratamento da mulher sob o islão. Muçulmanos brasileiros respondem com "taquia"

Al Qaeda no Brasil


Enriquecimento cultural

Grupos Internacionais endossam apoio ao Estado Islâmico (Califado) declarado pelo ISIS
Quem acha que esta história de « califado » é brincadeira, pense novamente. Vários grupos islâmicos ao redor do mundo têm manifestado o seu apoio o Califado.
(1) Mais de mil pessoas na Indonésia estão "prontas para lutar" para ISIS, na Síria e no Iraque (Asia News).
(2) o grupo militante paquistanês Tehreek-i Khilafat declarou sua lealdade ao Estado Islâmico do Iraque e al-Sham do (ISIS) (Times of India)
Atualização:
(3) grupo rebelde da Síria assina pacto de não agressão com o Estado Islâmico (Al-Arabiya).

Banir o Niqab e a Burca? Bom, mas não suficiente: é preciso encarar de frente a ideologia islâmica
Banir a niqab e a burca é como fazer um curativo em uma ferida mortal. É algo mais psicológico do que uma solução definitiva. Sim, muçulmanos que imigram para a Europa estarão menos inclinados em irem para lá. Mas é um dedo na represa. A imigração muçulmana é um problema. Mas a dawa (propaganda) vai continuar. É preciso encarar a ideologia de frente e combate-la.
  • Corte de Direitos Humanos Européia considera legal a lei francesa que proibe o niqab e a burca (BBC).
  • Noruega proíbe a construcão de mesquitas financiadas pela Arábia Saudita (PamelaGeller).
  • Espanha: Catalunha pretende avançar com planos de proibição da burca (The Local).

Gaza: Mesquita usada para armazenar armas é destruída pelo exército de Israel
Mesquitas têm sido usadas ​​para armazenar armas em outros países no passado, e especialmente o Hamas quer fazer isso, uma vez que isso o torna capaz de usar o ataque israelense contra a mesquita para difamar Israel atacar indiscriminadamente alvos civis (NY Times).


Estado Islâmico avisa os cristãos que eles têm três opções: converter para o Islão, pagar a Jizya, ou serem mortos
"Oferecemos-lhes três opções: o Islão, o contrato dhimma - envolvendo pagamento da jizya; e, se eles recusarem isso eles não vão ter nada, apenas a espada", Essas são as opções para o cristãos viverem sob o Califado (Reuters). Isso é consistente com o Alcorão 9:29 e com Bukhari 4294:
Maomé disse: “Lute contra aqueles que não acreditam em Alá. Faça uma guerra santa contra eles … Quando você encontrar os seus inimigos politeístas, convide-os para escolherem as opções. Se eles reponderem para qualquer uma delas você aceita e se retire sem lhes fazer mal. Convide-os para aceitarem o islão; se eles aceitam, desista de lutar contra eles ... se eles recusarem a aceitar o islão, exija deles a jizya (imposto compulsório). Se eles concordarem em pagar, aceite. Se eles se recusarem a pagar a jizya, busque a ajuda de Alá e os combata. (Sahih Muslim 4294). blog

Documento distribuido aos cristãos de Mosul pelo "Estado Islâmico" (califado) oferecendo as 3 opções conforme Alcorão 9:29: conversão ao islamismo, pagamento do "imposto da proteção" Jizya, ou morte.
Tem havido relatos independentes de que muitos cristãos que saíram de Mosul ontem e hoje, ao passagem pelos pontos de verificação do ISIS, eles tiveram tomados à força todos os seus pertences, dinheiro, jóias, carros, laptops, até mesmo telefones celulares .. Eles conseguiram fujir apenas com suas próprias roupas .. Agora eles não têm nada para alugar uma casa ou para comprar comida, quero dizer que eles chegaram com nada .. http://www.bbc.com/news/world-middle-east-28381455

Estado Islâmico marca lares cristãos em Mosul
Eles estão marcando cas asas dos cristãos com uma ن, Nasara, que é a palavra do Alcorão para os cristãos: Nazarenos. Provavelmente, eles estão fazendo isso para que eles possam saber onde moram os cristãos de modo a exigir a jizya, o imposto que o Alcorão exige que os Povos do Livro, subjugadas, paguem ao Estado islâmico: "Lute contra aqueles que não crêem em Alá, nem no Final dos Tempos, nem proibam o que foi proibido por Alá e pelo Seu Mensageiro, nem reconhecem a religião da verdade, (mesmo que sejam) do Povo do Livro, até que paguem a Jizya com submissão voluntária, e se sintem subjugados" (Alcorão 9:29). Os nazistas printavam os muros dos judeus. Os islamismo obriga os muçulmanos a pintarem os muros dos cristãos, deste o século VII. (Fotos do Twiter



Enquanto que a atenção da imprensa está voltada para o conflito entre Israel e Hamas, um genocídio de verdade está acontecendo. Isso sim é LIMPEZA ÉTNICA!
Os cristãos nativos do Oriente Médio estão sendo exterminados. E pensar que, na década de 90, a OTAN bombardeou a Sérbia para proteger os muçulmanos.
Os cristãos de Mosul Ordenados a se converterem enquanto Militantes Queimam Catedral
Os cristãos de Mosul que restam estão fugindo da cidade ontem, após os ocupantes do ISIS terem dado um ultimato para se converterem ao Islã ou serem executados sumariamente. Em um comunicado lido nas mesquitas da cidade, os islamitas disseram aos cristãos que eles tinham até o meio-dia para se converter ou pagar uma "jizya" - um imposto sobre os não-muçulmanos. Aqueles que se recusarem a cumprir seriam mortos.

A foto mostra a catedral dos cristãos caldeus sendo queimada. Esta comunidade cristã remonta a dois mil anos.


Estado islâmico massacra cristãos e paga para quem entregar pastores evangélicos
Segundo a Lei Islâmica, é proibido expor o Evangelho aos muçulmanos. A perseguição é implacável (Gnotícias). 

“A minha Diocese não existe mais. O Estado Islâmico levou-a embora”, diz Arcebispo de Mossul


Vídeo mostra cristãos narrando o horror que eles suportaram sob ISIS antes de fugir de Mossul.
Uma mulher cristã narrou que os muçulmanos do ISIS disseram para ela e sua irmã: “Traga o seu dinheiro e o dê para nós. Se não, cada um de vocês levará um tiro na cabeça.” O vídeo termina com a mesma mulher chorando e se lamentando, e mencionando Mateus 10:16, que report Jesus dizendo: “Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas.” 

Testemunhas do genocídio dos cristãos em Mosul pelo Califado Islâmico registrada em vídeo

Vídeo da BBC Brasil

Mar (São) Behnam, um mosteiro do século 4 administrado pela igreja siríaca católica perto da cidade predominantemente cristã de Qaraqosh (AFP). Enquanto isso, existem cristãos no Ocidente que alegam que falar de tais coisas prejudicaria o "diálogo" inter-religioso com os muçulmanos devotos.

Nigéria: líder cristão diz que Ocidente ignora motivos islâmicos do Boko Haram
Nicholas Okoh, o primaz da Igreja da Nigéria,  disse “Por muito tempo os Estados Unidos não dizem nada sobre o Boko Haram. Eles continuam mencionando problemas econômicos, [dizendo] que o Boko Haram está lutando por causa de problemas econômicos. Isso não é verdade ... Os Estados Unidos ignoraram deliberadamente as questões fundamentais da ideologia religiosa." Na verdade, e mais grave,  a grande mídia nos EUA foi bombardeada, por algum tempo, com artigos que diziam que o Boko Haram não tinha nada a ver com o Islão (Baptist Press).

Bangladesh: Freiras e instituições católicas atacadas




Reflexão sobre o mais recente conflito entre Hamas e Israel

Representante palestino na ONU dá uma breve aula de Direito Internacional
explicando que atirar foguetes em civis, como o Hamas faz, é crime de guerra, ao passo que avisar antes, como Israel faz, não é. 


Notícias relativas ao conflito em Gaza
A capacidade bélica do Hamas aumenta
·        Aumento do alcance dos foguetes atirados pelo Hamas poem em risco áreas mais populosas de Israel (jewishpress).
·        Israel derruba drone do HAMAS (cbc)
Outras notícias
·        Palestinos da Cisjordânia comemoraram no sábado, quando militantes do Hamas disparam a maior salva de foguetes contra a área de Tel Aviv desde o início da recente escalação do conflito (Algemeiner).
·        Enquanto palestinos festejam o bombardeio de Israel, os hospitais em Israel continuam a tratar dos doentes de Gaza (Jpost).

Egito propõe um cessar-fogo. Israel aceita. Hamas não aceita. Porque?
  • O que o Hamas tem a ganhar continuando as hostilidades? (oglobo)
  • Apresentador egípcio diz que foi o Hamas quem rejeitou o cessar-fogo e ironiza o grupo 



Escudo-Humano
Uma das práticas mais repugnantes que o Hamas utiliza é o de colocar civis em locais onde foguetes são lançados ou onde material bélico é estocado. Estes locais incluem escolas, hospitais e mesquitas. Este fato tem sido registrado por jornalistas de diversos periódicos (honestreporting)

·        Video mostra Hamas disparando fogetes de dentro de áreas residenciais. Tente viver no único país livre e democrático do Oriente Médio..Israel. Hamas não tem alvo. Hamas se esconde e arremessa mísseis de Gaza em meio a escolas e hospitais e acabam usando crianças como escudo. 


·        Hamas usa da tática do “escudo-humano” colocando cidadãos, mulheres e crianças, nos locais de onde os foguetes são lançados ou onde armas são estocadas, locais esses que icluem escolas e mesquitas. Isto força as forças de defesa de Israel a reduzirem os ataques como também aumenta as chances de que mulheres e crianças sejam atingidas, o que cai com uma luva na propaganda anti-israelense. Dois vídeos que mostram líderes do Hamas falando sobre isso.


·        Hilary Clinton confirma, em entrevista, que Hamas usa escudos humanos (CNS). Ela justifica a prática dizendo que “Gaza é muito pequena.” Mas, em nenhum momento da entrevista ela menciona a Constituição do Hamas, que diz: Israel existe e continuará a existir até que o islão a destrua, do mesmo jeito que destruiu outros antes.

Mesquitas têm sido usadas ​​para armazenar armas em outros países no passado, e especialmente o Hamas quer fazer isso, uma vez que isso o torna capaz de usar o ataque israelense contra a mesquita para difamar Israel atacar indiscriminadamente alvos civis (NY Times).

Vídeo mostrando militantes jihadistas do Hamas usando uma ambulância das Nações Unidas (UN) como meio de transporte no meio do conflito.
Eles sabem que Israel se baseia em um conjunto ético mais elaborado do que o deles.

Jornalistas egípcios criticam dirigentes to Hamas que se escondem em luxo enquanto populacão sofre

Pergunta: Se a disputa na Palestina é apenas territorial, porque os judeus em outras partes do mundo são alvo de agressões? Para responder a esta pergunta, é necessário colocar a “conexão islão” dentro do contexto ... uma explosão do anti-semitismo global:
* Austrália: judeu agredido por dois muçulmanos por usar uma camisa escrito "IDF" (iniciais de Israeli Defense Force) (forward). Em outra manifestação, um blogueiro “descobriu” que os pró-palestinos são na verdade anti-judeus (JDW).
* Alemanha: muçulmanos cantam  “Matem os judeus nas câmaras de gás!” (International Business Times). Em uma outra manifestação, a polícia emprestou o megaphone para os muçulmanos nazistas (PamelaGeller).
* Holanda: Grupo de muçulmanos entoam canções genocidas contra os judeus em Haia, e empunham bandeiras do ISIS. As autoridades não tomam nenhuma ação (Youtube, Dutch News).
* França: Menina judia atacada com spray de mustarda (Tabletmag).
* França: Milhares de pessoas participaram do protesto, que terminou com um cerco a uma sinagoga. A imprensa disse que centenas de judeus foram presos dentro de uma sinagoga na área e unidades policiais foram enviados para resgatá-los
 * França: após cerco à sinagoga em Paris, polícia francesa baniu manifestações por um tempo. Mas organizações palestinas e de extrema-esquerda desrepeitaram a banição organizando manifestações ao redor da França (Haaretez). Novas manifestações têm ocorrido (palestinos e seus simpatizantes da ‘esquerda revolucionária’ quebrando a lei).

Manifestação em Paris, também chamada de “mini-intifada”

* Canadá: grupo de muçulmanos interrompe manifestação pró-Israel agredindo os manifestantes aos gritos de “matem os judeus.” O prefeito de Calgary, o muçulmano Naheed Nenshi, se recusou a condenar as agressões (Blazing Cat Fur).
* EUA: Judeus de Chicago ameaçados através de folhetos colocados em para-brisa de automóveis (Examiner), e em San Francisco judeus são atacados (CreepingSharia).
* Em outras partes do mundo, janelas da mesquita de Belfast quebradas duas noites seguidas (Newsletter) e manifestações em Londres (Daily Mail), em Malmo homem apanha por empunhar uma bandeira de Israel (Local), no Marrocos um rabino foi espancado (PamelaGeller), e também no Chile e na Bélgica (Arutz Sheva).
* Turquia: manifestações se espalham ao redor da Turquia, e judeus turcos são ameaçados. “Os judeus turcos irão pagar um preço alto” pelas ações de Israel. “Turistas judeus, não se atrevam a visitar a Turquia.” Membros do partido do governo, o AKP,  foram vistos participando das manifestações. O chefe da ONG humanitária IHH disse que “os judeus na Turquia são alvos legítimos.” O jornal Yeni Akit, ligado ao Primeiro Ministro Erdogan, conclamou a comunidade judaica do país a pedir desculpas para as vítimas da operação de Israel em Gaza. Em uma carta aberta ao rabino-chefe da Turquia, o correspondente Faruk Köse escreveu:  “Vocês têm vivido confortavelmente entre nós há 500 anos e ficaram ricos às nossas custas. É este o seu agradecimento, matando muçulmanos? Erdogan, exija que o líder da comunidade judáica peça desculpas!” Na semana passada, a cantora popular Yildiz Tilbe twitou elogios a Hitler. "Que Deus abençoe Hitler", disse. “Se Deus permitir, serão novamente os muçulmanos que irão acabar com os judeus, logo, logo.” (Terra)

E até no Brasil
O que mais me deixa preocupado no Brasil foi a postura do governo, em chamar o embaixador brasileiro (ato que representa uma crise no relacionamento entre países, o que não era o caso), e o depoimento de políticos, como a desta deputada (veja a figura abaixo). Isso aí é anti-Semitismo histórico.



Isso é claramente um convite a atentados. A página também chama os distúrbios de rua nas cidades francesas de “Intifada.”

Atualização: uma das pessoas idenficada nesta página foi atacada dentro de casa por 15 homens (Algemainer). A página foi finalmente retirada do ar.
  




Turquia: Líder religioso diz que 90% dos muçulmanos vítimas em conflitos são mortos por muçulmanos
Quem fez esta declaração foi Mehmet Görmez, líder da Diretoria de Assuntos Religiosos, Diyanet (The News). Eu acrescentaria dizendo que 100% dos cristãos vítimas nestes conflitos são mortos por muçulmanos. De um ponto-de-vista histórico, o islamismo sempre foi fraticida, pois existe a luta interna para se decidir que grupo representa o “islão autêntico” e quem é o mais fiel imitador de Maomé.

Líder Palestino diz acusa Israel de promover Genocídio
Mahmoud Abbas disse em Haia que Israel promove genocídio (Times of Israel). Este é o único genocídio na História no qual a população sendo “exterminada” cresce e a sua mortalidade infantil diminui (Times of Israel).

Comissão de Direitos Humanos da ONU acusa Israel de cometer “crimes de guerra”
No arrazoado, Israel é acusado de todo o tipo de coisa, mas o Hamas não é mencionado, nem mesmo os foguetes lançados por ele contra Israel (que foi o que provocou esta crise).  A moção foi aprovada, incluindo-se o voto do Brasil. A ONU é agora a ONG para a jihad global.

Os túneis de Gaza
Já se sabia da existência de túneis ligando Gaza ao Egito, por onde material bélico tem sido contrabandeado. O que não se sabia era da extensão e complexidade dos túneis. Enquanto que alguns ainda se parecem como buracos cavados no sub-solo, outros são muito bem construídos (veja afoto abaixo), usando-se toneladas de concreto que poderia ser usados para melhorar ainfra-estrutura da população em Gaza. Além disso, muitos destes túneis têm saída para Israel. Durante as incursões do IDF (as forças de defesa israelenses) foram descobertos planos para futuras operações em Israel, incluindo uma “mega operação” sendo planejada para o ano novo judeu (setembro) envolvendo 200 jihadistas. (Gatestone Institute).

É necessário um grande investimento em termos de recursos, material e gente
para se construir túneis como esse

Sermão de sexta-feira no Qatar: “Alá, Mate os judeus, Congele o sangue em suas veias”
Sheik Tareq Al-Hawwas, TV Qatar, 18 de julho de 2014. "Oh, Alá, aumentai a pressão exercida sobre os judeus. Demonstre-lhes os milagres de sua força, pois eles não são páreo para você. Conte-os um por um, e mate-os até o último. Não poupe um único deles. Oh Alá, disperse-os. Oh Senhor, congelai o sangue em suas veias. Oh Alá, rasge-os em pedaços. Oh Alá, semeai a discórdia em seus corações." Este tipo de “oração” direcionada ao kafir (não-muçulmano) sempre foi comum. A diferença é que se antes ela acontecia apenas nos países islâmicos, com a imigração, hoje ela acontece também na Europa, EUA, Canadá ... e no Brasil. 


Os Ahmadis são um secto do islamismo,  fundado na Índia perto do fim do século 19. O seu criador, Mirza Ghulam Ahmad (1835-1908), que alegou ter cumprido as profecias nas tradições de várias religiões do mundo e trazer o triunfo final do islão. Ele alegou ser o Mujaddid (reformador divino), o prometido Messias e Mahdi esperado pelos muçulmanos.

Os sunitas consideram os Ahmadis hereges, e, portanto, legalmente, podem serem mortos sob a lei islâmica. As Ahmadis estão proibidos de ler o Alcorão em público e estão sujeitos a discriminação.

Exemplo: Tribunal no Quirguistão torna os Ahmadis ilegais. Segundo a decisão do tribunal  os muçulmanos que aderem à doutrina Ahmadi no Quirguistão não têm o direito de registrar com o Estado, e não podem organizar-se como uma comunidade religiosa. (Asia News)


Pallywood
Vídeo feito por péssimos artistas fingindo que um palestino foi atingido por um atirador de elite de Israel. 

  






Estado Islâmico manda lojas cobrirem manequins
Porque isso? Seria porque ao ver o manequim descoberto, o muçulmanos pode estupra-la o que forçaria a pobre manequim a ser condenada à morte? Na verdade, é que arte que mostre a forma humana são proibidos (NBC). 

Irã: Não-muçulmano foi condenado a ter sua boca queimada por comer durante o Ramadã
A sentença, aplicada a um cristão, foi feita em praça  pública, na cidade de Kermanshah. Outros cinco muçulmanos foram açoitados, na mesma ocasião, por não jejuarem (Daily Mail). Segundo a lei islâmica, não muçulmanos devem observar os festivais religiosos islâmicos bem como as vestimentas. Em 2008, Hossein Soodman foi enforcado por ter-se convertido ao cristianismo.

Estado Islâmico explode santuário muçulmano considerado como o túmulo do profeta Jonas
Os jihadistas consideram o templo como sendo uma tentação para idolatria. Esta ação vem de Maomé, que aparentemente disse: “que Alá amaldiçoe os judeus e cristãos pois eles construíram lugares de culto sobre o túmulo de seus profetas.” Isso é considerado coo uma advertência feita também aos muçulmanos (Sahih Bukhari 1:8:427) (AP). 


Nenhum comentário: