sábado, 8 de novembro de 2014

Emirados Árabes Unidos financia a islamização do Brasil


Não existe a menor condição que um grupo irrisóriamente minoritário cresça a não ser por inflências externas. E é exatamente isso que está acontecendo com o islamismo no Brasil. Tem existido um investimento maciço por parte de governos e entidades extrangeiras que estão promovendo a propaganda islâmica, junto a políticos e governantes, e junto à porção da sociedade mais carente e mais fácil de ser ludibriada. 
O vídeo abaixo mostra a "ação social" promovida pela Federação das Associações Muçulmanas no Brasil (FAMBRAS), entidade cujo objetivo é o de divulgar o islão e o de suprir as necessidades da comunidade muçulmana no Brasil. O vídeo mostra uma "ação comunitária" na Vila de Santa Catarina, região sul da cidade de São Paulo. Como esta "ação" é dedicada a uma população que não é muçulmana, conclui-se que ela acontece com o intuito de divulgar o islão, ao se apresentar como algo "caridoso." 

O próprio vídeo (cujo título é "islão solidário") mostra cartazes sendo distribuídos para a população com os dizeres "Islam é Vida", "Islam é Paz",  "Islam é Confraternização" e "Islam é Amor." Esta é a "ação social" islâmica,  feita para angariar simpatias e novos adeptos.  


A "população carente" da Vila de Santa Catarina mostra os cartazes que lhes foram dados pelos organizadores da "ação social"

Segundo o vídeo, as organizações que promoveram este evento foram o governo dos Emirados Árabes Unidos e a Crescente Vermelha, usando a experiência do Colégio 24 de Março, que já organizou campanhas de atendimento semelhantes anteriormente.  

O governo dos Emirados Árabes Unidos atuando no Brasil? Distribuindo cartazes dizendo "Islam é Amor"? Pergunta: o governo brasileiro teria permissão de promover atendimento aos trabalhadores extrangeiros sujeitos a condições de trabalho semi-escravo nos EAU, empunhando cartazes dizendo "Cristianismo é Amor"? A resposta a esta pergunta tem "4 sílabas": ene, á, ó, til. 

Se vocês quiserem conhecer o verdadeiro islão, vejam o que acontece nos "paraísos islâmicos", porque é lá onde a lei islâmica é aplicada. 

E o que a Crescente Vermelha (dos Emirados Árabes Unidos) está fazendo no Brasil, quando nós temos a Cruz Vermelha? Vamos rever o que é a Crescente Vermelha, como um exemplo do nível de intolerância que existe no islamismo. No final do século dezenove, começaram a surgir entidades voltadas ao atendimento de feridos durante as guerras, no que culminou na criação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que agregava as organizações Cruz Vermelha de diversos países. A ação se tornou global. Nos anos 1960 houve uma reação contrária ao emprego da "odiosa cruz" como um símbolo de paz e neutralidade por parte dos recém-criados países de maioria islâmicas, o que os levou a usarem a crescente islâmica, dái surgindo a Crescente Vermelha. Esse fenômeno é 100% islâmico. Todos os demais países, independente de serem budistas, hindus, ou comunistas, têm as suas Cruz Vermelha próprias. De modo que hoje existe o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e da Crescente Vermelha. Mas nenhum país vê a cruz, neste contexto, como um símbolo religiosos, apenas os muçulmanos. 


Cruz Vermelha ao redor do mundo

A Crescente Vermelha, só para os muçulmanos


A FAMBRAS não esconde que recebe apoio extrangeiro. Este apoio internacional é estampado no site da FAMBRAS, que afirma ter construído 37 mesquitas no Brasil, com o apoio das embaixadas dos países islâmicos, visando fortalecer a prática do islão, incentivando novas conversões e desenvolvendo a cultura islâmica no território nacional.

Agora, me responda a seguinte pergunta. Qual é o "padrão cultural" que une muçulmanos da Indonésia, do Irã, da Arábia Saudita, da Inglaterra e da Suécia? São os "padrões culturais" contidos na lei islâmica (Sharia). São estes "padrões culturais" que a FAMBRAS busca desenvolver no território nacional. Ou seja, islamizar o Brasil.

O vídeo é, claro, pura propaganda. Ele mostra mulheres portando o simbolo da Crescente Vermelha, como se fossem enfermeiras, sem fazer nada, apenas distribuindo panfletos, enquanto que as alunas do Colégio 24 de Março fazem todo o trabalho. E o vídeo mostra também o depoimento de um médico (no minuto 2:47) dizendo que os 18 exames que foram disponibilizados constituem-se um serviço inédito no Brasil. Esses exames incluem pressão arterial, exame de vista, exame de tipo sanguíneo, hepatite C, e exame de câncer de mama. Quer dizer então, doutor, que graças à generosidade do governo dos Emirados Árabes Unidos, da Crescente Vermelha e da Fambras, os brasileiros finalmente podem medir a pressão arterial e fazer exame de vista?

Outra coisa que, sinceramente, me revoltou no vídeo, foi deles terem usado a população que eles dizem estarem ajudando como peça de propaganda. A população teve que fazer uma fila dentro de um galpão para ganhar presentes (minuto 3:30). Parecia o estereótipo que se faz dos colonizadores europeus dando bugigangas para os índios nús. Só que desta vez, o estereótipo era real! Eram as melhores pessoas (como o Alcorão se refere aos muçulmanos) dando as bugigangas para os nativos infiéis.

Aviso. A população brasileira não precisa de uma campanha de um dia para resolver os seus problemas de saúde. Montar uma barraquinha por um dia, fazer um exame, e depois ir embora e nunca mais voltar não resolve nada. Serve apenas como PEÇA DE PROPAGANDA. E este é o caso desta "ação comunitária", que aparenta ter a intenção de querer passar uma imagem fantasiosa, sanitizada e água-com-açucar do islamismo.

Repito: para conhecer o verdadeiro islão basta olhar como os não-muçulmanos (incluindo aí os ex-muçulmanos) são tratados nos "paraísos islâmicos."

Se o governo dos Emirados Árabes Unidos estivesse realmente interessado em fazer o bem, ao invés de fazer uma campanha mequetrefe de um dia, ele iria financiar um hospital por várias décadas. Isso sim seria uma ação efetiva e eficiente. Mas ajudar os infíéis neste nível seria ir contra o Alcorão?






24 comentários:

Anônimo disse...

Prezado, o mais importante não é dito no texto. É possível pregar, realizar culto aberto e público ou fazer proselitismo de alguma religião que não a islâmica em algum país de maioria islâmica? Não. Muitas cidades sagradas islâmicas até a entrada de não islâmicos é proibida. Então, por que eles se arrogam no direito de pregar o islã em outros países de maioria não islâmica? E por que os Estados não aplicam o princípio da reciprocidade e não proíbem essa prática que os mesmos Estados que financiam e executam não permitem em seu próprio solo?

Anônimo disse...

Você poderia traduzir ou apenas sintetizar esses artigos que falam sobre Maomé se vestir de mulher (Aisha)?

http://www.answering-islam.org/Responses/Abualrub/mhd_cross_dressing1.htm

http://www.answering-islam.org/authors/shamoun/rebuttals/abualrub/mhd_crossdressing3.html

José Atento disse...

Vou adicionar este assunto na minha lista. Obrigado pela sugestão!

Sim, Maomé era uma pessoa que gostava de moda bem eclética ...

Titon disse...

Islam é terror, Islam é intolerância, Islam é guerra, Islam é fundamentalismo, Islam é escravidão, acha que não? Pesquise...

Jose Augusto Vieira disse...

Dom Pedro, há tempos e tempos, já dizia: "NESTAS TERRAS, EM SE PLANTANDO, TUDO DÁ".
Aqui é terreno fértil para todo tipo de bandalheira, a começar pelos nossos políticos e governantes, plantando e fazendo germinar a semente da incompetência, da desordem política e social. É o perfil que o PT imprimiu e ainda imprime nas nossas instituições. Nosso futuro é o
SALVE-SE QUEM PUDER! - Vide a Venezuela -.

Anônimo disse...

Mesmo querendo fazer caridades, já temos a cruz vermelha,mudaram o nome porque a única coisa que essa religião carrega é ódio da cruz. Não podemos fechar os olhos para isso, porque é a realidade . A cruz vermelha não esta ligada a religião, que nem a bandeira da Suíça, muçulmanos pediram para tirar a cruz porque os ofendem. E antes de mais nada ,eles estão em terras cristãs, primeiro...tem que respeitar a minha religião,para depois eu respeitar a deles.

Anônimo disse...

Muitos estão dizendo que eles tem que respeitar a religião da terra que eles estão,eu acho certo tem que respeitar mesmo mas, amigos e amigas, vocês acham mesmo que eles respeitam algo ? Vocês vão ver a Europa lá pra 2050 infestada de muçulmanos, a Europa vai ser Muçulmana, se não fizermos algo contra esses radicais o quanto antes... tchau civilização ocidental.

Anônimo disse...

Islamização no brasil? Ta ficando louco ? se islam é a religião da paz porque são tão intolerantes?

Adriano Erico Gonzaga disse...

Descobri seu blog recentemente e posso afirmar que o islamismo é um verdadeiro cancro duro, um tumor malígno difícil de erradicar! E é claro que essa "assistência" árabe jamais daria certo com os evangélicos! Nunca eles engoliriam essa farsa, essa seita perversa de doentes mentais!

Anônimo disse...

Intolerantes e muitos terroristas infiltrados no islan odeiam os cristianos decaptam, queimam pessoas por creer em Jesus, o brasil esta cavando a propria cova

Chrystiano Rodrigo disse...

Isso é patético!
O brasileiro e o mundo ocidental está anestesiado. Já começo a me convencer que isso é espiritual, só pode ser! Porque não é possível uma coisa dessa. É muita burrice!!

Célia Chrisóstomo de Oliveira disse...

Já dizia o profeta Elias, é impossível agradar a dois senhores, se seguirem um, aborreceras
o outro, se seguirem o outro aborreceras o um; se querem seguir ao Senhor, siga-O e se querem seguir a Baal, Maomé e Satanás, esses tres sao um só,siga-o, mas nunca conseguirás servir ao verdadeiro Deus Jesus, se servires aos homens e seus ídolos!!

Célia Chrisóstomo de Oliveira disse...

Elias chegou perto do povo e disse:
— Até quando vocês vão ficar em dúvida sobre o que vão fazer? Se o Senhor é Deus, adorem o Senhor; mas, se Baal é Deus, adorem Baal! Baal= ídolos, pessoas veneradas por humanos(Maomé etc) e Satanás!! É impossivel agradar a dois senhores ao mesmo tempo, ou amaras um e aborrecerás o outro, ou amarás o outro e aborrecerás o um! Jesus é o Caminho, Verdade e a Vida!! FICA A DICA!! :)

Osvaldo Aires Bade - EducaOK disse...

Fale querido?!
Essa cruz que esses doentes perseguem é a Cruz da Bandeira da Suíça. rsrs

A organização foi fundada por iniciativa de Jean Henri Dunant, em 1863, sob o nome de Comitê Internacional para ajuda aos militares feridos, (ver: saúde militar) designação alterada, a partir de 1876, para Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

A assistência aos prisioneiros de guerra teve grande avanço a partir de 1864, quando foi realizada a Convenção de Genebra, para a melhoria das condições de amparo aos feridos, e em 1899, quando foi realizada a Convenção de Haia, que disciplinava as "normas" de guerra terrestre e marítima.

Atualmente, o CICV não tem se limitado apenas à proteção de prisioneiros militares, mas também a detidos civis em situações de guerra ou em nações que violem os Estatutos dos Direitos Humanos. Preocupa-se ainda com a melhoria das condições de detenção, a garantia do suprimento e distribuição de alimentos para as vítimas civis de conflitos, a prover assistência médica e a melhorar as condições de saneamento especialmente em acampamentos de refugiados ou detidos.

Também tem atuado em assistência a vítimas de desastres naturais, como enchentes, terremotos, furacões, especialmente em nações com carência de recursos próprios para assistência às vítimas.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha baseia-se no princípio da neutralidade, não se envolvendo nas questões militares ou políticas, de modo a ser digna da confiança das partes em conflito e assim exercer suas atividades humanitárias livremente.

Osvaldo Aires Bade - EducaOK disse...

Tem certeza que nao vai rolar umas cabeças?

lescott disse...

Não fazem isto porque estão recebendo dinheiro também. São uns vendidos.

Unknown disse...

Se o Islã é paz e amor pq estão fugindo mesmo?
Ahhh estão fugindo dos Cristãos ou dos ateus?

Anônimo disse...

quem já estudou a fundo do porque das cruzadas, entende o porque foi criada as cruzadas, em caso contrário, faça sua parte: a rede mundial da acesso a muitas bibliotecas, com uma e farta literatura sobre este fato da História Mundial!

até mais ver!

Papai Noel é meu Tudo disse...

EU GOSTARÍA MUITO QUE EXPLICASSEM PARA OS FRANCESES, ALEMÃES, INGLATERRA E TALS, QUE O ISLÃ É MUITO BONZINHO... EU GOSTARÍA MUITO!! MAS COMO DISSE O AMIGO ALI EM CIMA, ELES NÃO ADMITEM OUTRA RELIGIÃO EM SEUS QUINTAIS, O QUE SERÁ QUE VEM FAZER POR AQUI?? É SÓ OBSERVAR OS PAÍSES CITADOS ACIMA.

Papai Noel é meu Tudo disse...

DECIDE, OU UM OU OUTRO.

Marta Farias disse...

Isso é resultado da ganância dos políticos brasileiros, pois devem estar ganhando muito dinheiro pra permitir que esses selvagens invadam nosso país, expondo a população a mais esse fonte de violência e intolerância. Nem os países europeus foram capazes de controlar esses fanáticos, imagine o Brasil onde tudo é deficiente. Estamos completamente perdidos.

Antonio Roberto disse...

Zé, não foi D. Pedro quem disse isso.
Foi Pero Vaz de Caminha que veio junto com Cabral e enviou uma carta a S. João VI falando sobre as terras brasileiras.
A terra é tão boa que os balés e degredados que vieram nessa braçada, qdo morreram, foram enterrados e olha o povo que saiu daí........

Rômulo Silva disse...

maomé é um verme doente , assasino e estuprador de meninas. pedófilo desgraçado

Jesus disse...

Acorda povo brasileiro, ou será tarde demais. Deixem de ser ingênuos ninguém da nada de graça. Já basta os políticos que vos enganam agora vão se deixar ser enganados com esmolas por estrangeiros. A internet tá aí vejam o que eles dão no país deles para quem não é do islã. A morte!