quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Igreja Copta canoniza os 21 cristãos assassinados pelo ISIS na Líbia



A Igreja Ortodoxa Copta anunciou que os 21 cristãos egípcios assassinados pelo Estado islâmico na Líbia serão comemorados em seu calendário como mártires e santos.

O Papa Tawadros II, da Igreja Ortodoxa Copta, disse que os nomes dos 21 mártires degolados pelo ISIS em 14 de fevereiro serão inseridos no Synaxarium dos coptas, a lista oficial da Igreja Oriental dos Mártires, um procedimento semelhante ao canonização na Igreja Latina.

Um ícone dos 21 mártires, desenhadas por Tony Rezk, será a imagem oficial para comemorar o testemunho supremo.


Os cristãos egípcios foram alinhadas ao longo de uma praia da Líbia e de repente decapitados, cena mostrada no vídeo gráfico de cinco minutos. A produtora Al Hayat Media do Estado Islâmico produziu o vídeo intitulado, "uma mensagem assinada com sangue à Nação da Cruz."

O Papa Francisco denunciou os assassinatos e chamou os cristãos "mártires" que foram "mortos simplesmente por serem cristãos." O Papa também observou que suas últimas palavras foram: "Jesus, me ajude"

"O sangue de nossos irmãos e irmãs cristãos é um testemunho que grita para ser ouvido", disse o Papa.

"Não faz diferença se sejam católicos, ortodoxos, coptas ou protestantes", continuou o Papa. "Eles são cristãos! O seu sangue é único. O sangue deles confessa Cristo."



Nenhum comentário: