domingo, 19 de abril de 2015

Estado Islâmico lança "Um manual para jihadistas no Ocidente" (crime é permitido se for contra os não-muçulmanos)


Pois é, gente, e o Brasil faz parte do Ocidente!

Vejam trechos do Manual para Jihadistas no Ocidente, ou, mais propriamente "Como sobreviver no Ocidente", um e-book distribuido pelo Califado Islâmico (Estado Islâmico) na internet.

O livro é uma apologia ao crime e taqiyya, 100%, pura e simples! Tudo perfeitamente de acordo com a Sharia.

O manual trás dicas para a preparação, o financiamento e a realização de ataques terroristas no Ocidente, pedindo aos muçulmanos devotos para levantarem fundos através de golpes online e fraudes.

O manual exorta os seguidores a treinarem com armas de brinquedo e assistirem a série de filmes do personagem Jason Bourne, como parte de sua preparação sigilosa para 'ataques islâmicos' (que é terrorismo para o resto do mundo).

O manual diz
Muitos muçulmanos estão gastando muito esforço para mostrar ao mundo que somos cidadãos pacíficos, estamos gastando milhares de Euros para fazer Da'wah (convite ao Islã) para mostrar como somos bons na sociedade, mas estamos falhando miseravelmente. Os líderes da descrença mentem repetidamente nos meios de comunicação e dizem que nós, os muçulmanos, somos todos terroristas, enquanto nós rejeitamos e queremos ser cidadãos pacíficos.
Mas eles nos encurralaram e nos forçaram a nos radicalizar, e isso vai ser a causa da sua derrota e o motivo para a conquista de Roma.
Isso é o islão: a culpa é sempre do káfir (não-muçulmano) e nunca da ideologia islâmica.
... Aqueles que forem para a ofensiva mais cedo vão aprender como reagir em situações diferentes, e mais provavelmente vão receber o martírio (shahadah) em vez de prisão a longo prazo.
O autor do livro só é identificado no prefácio como um homem que "tem estudado a Jihad global por mais de 10 anos."

Os novos-conversos ao islão são incentivados a praticarem taquia.
Escondam o seu Islão, tanto quanto possível, por exemplo, saindo das orações da sexta-feira bem rápido, ao invés de misturar na mesquita.
O uso de cavanhaque é incentivado como uma alternativa à barba para cumprir a prescrição sem que seja preciso crescer uma barba cheia. As mulheres devem usar hijabs coloridos ao invés de hihabs pretos.
O manual também sugere fazer amizade com pessoas brancas que estejam insatisfeitas com seus governos e recrutar convertidos brancos para uma jihad sigilosa.
Para um muçulmano, não dizer a verdade completa (até mesmo para outros muçulmanos) não é mentira, e isso é permitido para o crente em um estado de guerra.
Lembre-se que o islão está sempre em guerra contra o káfir.

 Eles são informados a alterarem o seu primeiro nome
em vez de Ali, usar Al, ou um nome neutro, como Adão, ou adotar um pseudônimo, pois os jihadistas no Estado islâmico não estão autorizados a dizerem seu nome real para qualquer um, pois no caso de amigos serem capturados e interrogados, eles podem revelar o verdadeiro nome dos irmãos para os tiranos. 
Em seguida, vem a questão do dinheiro:
Antes que qualquer Jihad possa ser realizada, os muçulmanos precisam de dinheiro. Em casos de necessidade e de sobrevivência, os muçulmanos estão autorizados a obterem o dinheiro de maneiras que não são normalmente permitidas.
Se você for um especialista em fraude de cartão de crédito, paypal / ebay, phishing, pirataria, ou se você conhece os segredos de uma grande empresa, tire proveito de suas habilidades.
Se você puder reivindicar benefícios extras de um governo, então faça isso. Se você puder evitar o pagamento de impostos, então faça isso. Tome um empréstimo que você nunca irá pagar e use o dinheiro para imigrar para o Estado Islâmico, mas se você for pego fazendo isso ou outros golpes, não diga que você estava levantando dinheiro para a jihad.
Seguidores são instruídos a manterem a sua história da sua Internet e mídias sociais "limpas" usando um navegador TOR seguro, e manter-se à par das notícias da jihad via fontes, como a Al-Jazeera.
Não se ocupar em demasiada com informação ou navegação constante na Internet. Caso contrário, você sempre vai sempre ter isso em sua mente e pode falar sobre eventos jihadistas na frente de sua família e amigos. 
Dicas de comunicação incluem escrita "letras em tinta de limão" com palavras de código.

Uma vez que o "mujahideen corre por algumas horas, diariamente, em montanhas antes de ter seu café-da-manhã," os  jihadistas ocidentais são aconselhados a correrem no parque, aprenderem a saltar do alto de paredes, e participarem de um clube de escalada.
Se você treinar pular da parede do seu quintal, o seu vizinho pode pensar que você está fazendo algo suspeito e denunciá-lo à polícia, assim que pequenas coisas como esta são melhor evitar para trazer o mínimo de atenção para si mesmo quanto possível.
E, para treinar tiro-ao-alvo?
Você deve comprar armas de brinquedo, pistolas de ar ou armas de paintball para a prática de alvo.
Jogar jogos como Call of Duty dá-lhe conhecimento das técnicas utilizadas na guerra em diferentes terrenos.
O manual incentiva acampamentos como experiência de sobrevivência, e usar preservativos (camisinha) como reservatório de água, pois eles podem deter um litro de água.

O manual ensina como fazer seis tipos de bombas: coquetel molotov, bombas de prego, bomba airbag de micro-ondas, bomba de botijão de gás, bomba controlada por controle remoto, e carros-bomba.
Pratique-as com 'tentativa e erro' em pequena escala, para ter certeza de que elas estão sendo feitas direito.
Jihaditas são alertados para verem se eles estão sendo seguidos por agências de inteligência ou de polícia.
Você já viu muitos filmes de espionagem no passado, agora é a hora de você implementar algumas coisas que você aprendeu com eles. 
Os jihadistas no Ocidente não deve chamar-se lobos solitários, mas um  "agente secreto de serviços especiais."

Eles são encorajados a tirarem proveito de datas simbólicas para os ataques, para atingir lugares como sinagogas e gasodutos, e fazerem operações envolvendo um ou dois homem,  como na França.

O manual diz que se alguém precisar fugir, mas tenha dificuldade de ir para a Síria ou Iraque, tentar fugir para o Estado islâmico na Líbia, ou Khorasan (Waziristão, no Paquistão), ou na Nigéria (território sob Boko Haram)."
Sim, é difícil alcançar estas terras, mas também é difícil para o inimigo a ser confiante o suficiente para procura-lo por você lá. Se um muçulmano for pego por não muçulmanos nestas terras, ele pode dizer que ele é um jornalista freelance, mas se ele for capturado pelos muçulmanos, ele pode provar-lhes que ele é um minucioso muçulmano para se juntar ao Mujahideen."
Agentes Secretos tem que ser mestres do disfarce. Se eles forem uma menina, eles podem fazer maquiagem em um estilo que faz parecer totalmente diferente (ou seja, para fazer seu rosto parecer mais gordo ou mais magro). Eles podem usar uma peruca com a cor do cabelo de cor diferente devido à necessidade da situação. Eles podem colocar um ponto de beleza proeminente ou sardas falsos em seu rosto com uma caneta que faz parecer totalmente diferente de quem elas realmente são. Eles vão mudar o seu estilo de roupa. Pode-se usar bigodes falsos. Tudo isso pode ser feito em necessidade até que você possa encontrar refúgio e segurança, e a atenção da mídia estiver longe de você. Uma vez que a pessoa estiver segura no Estado islâmico, eles podem tocar o detonador de telefone celular e o carro pode explodir. Mas eles não podem pegar você agora. 
O manual vislumbra o alinhamento com grupos de Esquerda anti-facistas para retaliar contra grupos neo-nazistas que venham a atacar muçulmanos, e explorar a agitação que se seguir para lançar ataques terroristas.

Como uma palavra final de conselho, os seguidores do ISIS são convidados a compartilharem o manual, renomeando o arquivo primeiro para algo mais seguro, por exemplo, "como fazer bolo.pdf"


Para finalizar, um lembrete. O objetivo do Estado Islâmico é implantar a Sharia, ou seja, a "lei de Alá." Esta é a missão político-religiosa primordial de todo muçulmano devoto.


Referências:
Why ISIS Advises Western Jihadists to Carry Nerf Guns and Condoms, Bridget Johnson, PJMedia, 17 de abril de 2015.

Islamic State Ebooks Advise Jihadis on Evading Detection,  John Rossomando, The Counter Jihad Report, 1 de abril de 2015

70-page Islamic State terror manual found online, Aditi Khana, Rediff News, 18 de abril de 2015





7 comentários:

Luciano Silvestri disse...

Estou com duas duvidas, uma referente ao "recrutamento de brancos descontentes com o governo", por que essa diferenciação de "brancos" com outras raças? E a outra é em relação ao "..alinhamento com grupos de Esquerda anti-facistas...", poderia me explicar mais?

José Atento disse...

Luciano: meu entendimentos sobre isso.

"recrutamento de brancos" é para ter agentes muçulmanos que tenham um tipo físico que seja diferente de um árabe.

"alinhamento com grupos de Esquerda anti-facistas" é um modo de arregimentar o apoio da esquerda que se considera como um todo "anti-facista."

Luciano Silvestri disse...

Concordo, só não entendo por que esquerda iria defende-los, se todos os valores que eles se auto declaram defender vão contra o Islão.

José Atento disse...

Exatamente. E esta contradição me deixa louco!!!!!!!!!!!

R. O. Belo disse...

Cara, vai estudar, nada do que diz o blog é verdade. As pessoas que professam contra o isla criam mais guerras que os muçulmanos. Alguem por acaso ja tentou saber o que os americanos tem tentado fazer no oriente medio? Nada justifica atos de terrorismoe nao é isso que prega o livro sagrado do Islã, mas associar os atos ediondos de violencia a todos os muçulmanos entao de hoje em diante todo cristao e pedofilo pra mim. Pensem nisso...

José Atento disse...

O Belo. Você vai ter que ser mais específico e dizer o que está errado e o por que. Apenas dizer que "nada do que diz o blog é verdade" não é argumento. Afinal, eu uso fontes islâmicas primárias. Você está me dizendo que elas não são verdadeiras?

Mas talvez você possa começar a estudar. Por exemplo, você pode começar com o tafsir (exegese) de ibn Kathir, intitulado "lutar contra os judeus e cristãos é legal porque eles são idólatras e descrentes" escrito vários séculos antes da descoberta das Américas, logo, não existia EUA. Veja este link e me diga o que está errado nele: http://infielatento.blogspot.ca/2014/06/tafsir-diz-que-lutar-contra-os-judeus-e.html. Ou talvez você possa me dizer o que está errado neste tafsir "Matar uma pessoa (ou seja, um muçulmano) é como matar toda a humanidade (Alcorão 5:32)" http://infielatento.blogspot.ca/2015/03/matar-um-muculmano-e-como-matar-toda-a-humanidade.html.

Está aí um bom começo.

Só mais uma coisa. O meu blog trata da lei islâmica (Sharia) e não dos muçulmanos. A rigor, os muçulmanos são as maiores vítimas do islão.

Anônimo disse...

Voce que va estudar. Li os hadiths mas o alcorao ainda nao li todo, porem os hadiths e parte que vi do alcorao ja me deram um susto.