sábado, 16 de maio de 2015

Atualizações em abril de 2015


Veja o que entrou de novo no blog em abril de 2015

O Aterrorisante Brilhantismo do Islão
Leia este texto e você vai compreender exatamente o que é o islão e o porquê dele se comportar como se fosse um micro-organismo. Você vai também compreender o o motivo que leva muçulmanos devotos agirem do modo que eles agem.

Irã proibe xiítas de fazerem a peregrinação até Meca
O site shoebat.com está relatando que os aiatolás xiítas estão proibindo cidadãos do Irã de fazerem a peregrinação até Meca. Esta não seria a primeira vez na história que isso ocorre. Durante os séculos XV e XVII, o conflito entre os Otomanos (suintas) e os Safavidas (xiítas) provocou o mesmo. Hoje, vemos o conflito entre os árabes e os iranianos se escalando, dentro da divisão entre xiítas e sunitas. Shoebat diz, corretamente, que a cidade de Karbala é considerada pelos xiítas como mais importante do que Meca. Karbala é onde Hussein, o filho de Alí (companheiro de Maomé, e quarto califa) com Fatima (filha de Maomé), foi morto pelos sunitas, motivo pelo qual os xiítas fazem a Ashura (quando eles se "cortam até sangrar" em praça pública).

Foucault e a Revolução Iraniana 
Este livro, que contém a tradução completa dos artigos de Foucault sobre a revolução iraniana, é uma leitura essencial para compreender esta revolução em geral e sua concepção de poder, bem como sua política sexual. E-book disponível neste link.

Estado Islâmico lança "Um manual para jihadistas no Ocidente" (crime é permitido se for contra os não-muçulmanos)
O Estado Islâmico lançou um manual para os devotos muçulmanos jihadistas no Ocidente, dizendo claramente que roubar e mentir é permitido se isso ajuda a causa de Alá. Segundo este manual, o bom muçulmano deve ser um criminoso. Leia o artigo todo neste link.


Bangladesh: turba de muçulmanos ensandecidos ataca casal que resolveu deixar de ser muçulmano
Eles foram atacados após terem sido batizados, e o imã chegou a esbofetear a mulher na frente dos seus filhos. O pastor que os batizou também apanhou, sendo atacado na sua casa. (Fonte).
Se eles tivessem se tornado ateus eles teriam apanhado do mesmo jeito.
Tudo isso porque Maomé disse para matar todos aqueles que deixarem o islão.

EUA: iraniana foi assassinada em 2012 por imigrantes da Jordânia
A investigação descobriu que eles a acusaram a vítima de ter ajudado a filha deles a se casar com um homem cristão. E a filha ainda se converteu ao cristianismo. (Fonte)


A brutal sequência da execução de uma mulher pelo ISIS
Segundo o vídeo (que é chocante demais) ele foi acusada de adultério. Mulheres muçulmanas dizem que não tem medo das punições, pois só é punida quem faz algo errado. Mas existem muitos casos da mulher ser estuprada e acabar sendo acusada de adultério, se ela não tiver 4 testemunhas homens para provar o estupro.

Inacreditável: Irã eleito para fazer parte da diretoria do "Mulher ONU"
Este é um organismo que luta pela "igualdade de gênero e empoderamento das mulheres." E isso apesar de um relatório da própria ONU dizer que o governo atual de Hassan Rouhani ter piorado o estatus das mulheres no Irã. Só falta agora elegerem a Arábia Saudita para presidir a Comissão de Direitos Humanos. (Fonte; Fonte)

Menina de 9 anos fica grávida após ser estuprada por militantes do Estado Islâmico
A menina foi feita de escrava sexual e estuprada sequencialmente. Ela corre risco de vida com a gravidez. "Milhares de meninas e mulheres foram estupradas, torturadas, forçadas ao casamento e escravizadas pelos militantes" do Califado Islâmico. (Fonte)

Mais relatos de abuso sexual de meninas Yazidis por parte dos zelosos seguidores de Maomé
(1) Eles são membros do Califado Islâmico. A repetição destes relatos nos dá conta do horror e do processo industrial com o qual as meninas Yazidis eram tratadas: algemadas e violentadas sistematicamente por homens diferentes (DailyMail). Lembre-se que Maomé não apenas permitiu mas praticou o estupro de prisioneiras. E Alá concordou com tudo isso no Alcorão.
(2) Em outro relato vindo das sobreviventes sexuais do Califado Islâmico nos diz que os zelosos seguidores de Maomé jogavam a sorte para decidir qual mulher seria estuprada (Independent). Isso é algo que os companheiros de Maomé também fizeram!!!!

Mulher que fingiu ser homem por 40 anos ganha prêmio de melhor mãe no Egito
Será que somente assim uma mulher tem valor no islã? (Fonte)

Paquistão: marido mata esposa por visitar sua irmã sem a sua permissão
Isso está de acordo com a Sharia: "m10.4 O marido pode proibir sua esposa de sair de casa (O: por causa do hadith relatado por Bayhaqi que o Profeta (Alá o abençoe e lhe dê paz) disse. "Não é admissível que uma mulher que acredita em Alá e no último dia permita que alguém entre na casa do seu marido se ele se opõe, ou de sair dela, se ele for avesso''). Mas, se um dos seus parentes morrer, é preferível deixá-la sair para visitá-los." (Fonte)

Pedofilia: Mais um feito do profeta
Esse senhor do vídeo é um mulá iraniano. E ainda tem gente que diz que isso não existe.
Sahih Muslim, livro 008, número 3310 e 3311, respectivamente:
"Aisha (Alá esteja satisfeito com ela) relatou: o Apóstolo de Alá (que a paz esteja com ele) se casou comigo quando eu tinha seis anos de idade, e eu fui morar em sua casa quando eu tinha nove anos de idade."
"Aisha (Alá esteja satisfeito com ela) informou que o Apóstolo de Alá (que a paz esteja com ele) se casou com ela quando ela tinha sete anos de idade, e ela foi levada para sua casa como uma noiva quando ela tinha nove anos, e suas bonecas foram com ela; e quando ele (o Profeta) morreu, ela tinha dezoito anos."

video



Pensador saudita: "instituições muçulmanas ensinam que cristãos são infiéis e inimigos"
Link externo.

Estado Islâmico mata 3 jihadistas chineses que queriam voltar para a China
Eles beberam do seu próprio veneno. (Fonte)

Estado Islamico está recrutando personal trainers, cozinheiros e assessores de imprensa
E os psicopatas todos louquinhos para irem prá lá. Se fosse para se detonarem, mas não, querem ir para "morrer matando por Alá" dentro da Jihad Islâmica. (O Globo)

EUA: mãe é presa ao tentar se juntar ao Estado Islâmico
A muçulmana estava abandonando tudo pela Jihad. (Fonte)

Alemanha: mais mulheres que desejam "dar" pelo amor de Alá
Mais de 70 mulheres, incluindo 9 estudantes do sexo feminino, deixaram a Alemanha para se unir ao Estado Islâmico para se tornarem "esposas dos jihadistas." (Fonte)

EUA: americana se converte ao islão e tenta se juntar ao Estado Islâmico
Ela desejava o martírio islâmico (morrer matando). Mais uma pessoa normal que o islão torna em psicopata. (Fonte)

Tal pai, tal filha
O pai de uma menina muçulmana britânica (síria) de 15 anos que resolveu se tornar prostituta gratuita para os valorosos jihadistas mujahadin do Califado Islâmico reclamou das autoridades britânicas por não terem ajudado a filha. Agora, vem à superfície que o pai é um radical que levava a filha para as manifestações islâmicas nas ruas de Londres.(Spectator) Somente existe radicalismo islâmico entre os muçulmanos. Lembre-se disso.

Convertidos ao islão são suspeitos de terem matado um imã em Londres
O imã não era muçulmano o suficiente. (DailyMail)

Austrália: clérigos e associações islâmicas dizem que nova lei anti-terror pode criminalizar certos ensinamentos do Alcorão
Se alguém quer alguma prova maior da ligação do islão com o terrorismo, não é preciso de mais nada.
Transcrição do artigo (Fonte):
O clérigo que prega a partir de certas passagens do Corão poderia ser pego na rede de nova lei anti-terror do governo, líderes islâmicos têm alertado.
O Grande Mufti da Austrália Ibrahim Abu Mohammad e o Conselho Nacional Australiano de imames pediram que o crime de "defender o terrorismo" seja removidos da nova lei chamada de "Sobre os Combatentes Estrangeiros" actualmente no Parlamento.
Eles vieram a público com a sua oposição no mesmo dia que o primeiro-ministro Tony Abbott apoiou o projecto de lei como essencial para frear os "pregadores do ódio", incluindo o grupo radical islâmico Hizb ut-Tahrir.
A organização está hospedando uma palestra em Lakemba na sexta-feira para denunciar "a política e as parcelas da intervenção liderada pelos Estados Unidos no Iraque e na Síria", e Primeiro Ministro Abbott admitiu que o actual quadro legal não é suficiente para fechar o evento. O conselho de imãs disse que um clérigo poderia colidir com a nova lei, mesmo que ele simplesmente "defenda o direito de um muçulmano em defender sua terra". ("terra"? desde quando religião tem "terra"? Porque o islão não é religião, mas sim um sistema político!!!!)
Eis aí a clara conexão entre os radicais e os moderados!
E o nosso Brasil varonil não tem legislação alguma contra isso. Ao contrário o Brasil celebra a "diversidade" ignorando o fato que sob o Islão a diversidade não é celebrada, mas sim punida ou condenada ao ostracismo.

Austrália: jovens recém-conversos presos 
Adolescentes australianos (muçulmanos) presos por planejarem ataque a base de bombas e esfaqueamento durante a celebração do dia do soldado (ANZAC Day). Este fato aconteceu 3 dias atrás e vocês já devem ter lido ou ouvido falar disso. Só quero ressaltar o fato que alguns dos adolescentes presos participaram do centro de estudos islâmicos Al Furqan Springvale do Sul e eram associados a Abdul Numan Haider, que também participou do centro. Abdul Numan Haider, em setembro de 2014, atacou um policial a facadas, sendo morto por um outro policial que estava próximo. O que é ensinado nestes "centros de estudos islâmicos" com respeito a jihad e aos káfirs (não-muçulmanos)? (Fontes)

- Islão: tornando pessoas normais em psicopatas assassinos a 1400 anos.

O Estado Islâmico não tem nada a ver com o islão? Puxa. Imagine então a quantidade de muçulmanos que iria se juntar a ele se fosse islâmico de verdade! (sarcasmo)
  • Turquia: Casal britânico e quatro filhos detidos à caminho da Síria. Eles queriam se juntar ao Estado Islâmico (Reuters)
  • Canadá: casal de jovens preso, acusados de "tentarem deixar o país para se jutar a um grupo terrorista" Eles ainda tinham material para fabricação de bombas. Eles são alunos de uma escola conceituada em Montreal, e não são pobres. (Fonte)
  • Austrália: líder islâmico reclama que "valores australianos" são valores dos kufar (descrentes). O líder do Al-Furqan Islamic Information Centre disse isso para uma platéia de 20 jóvens influenciáveis. Ele disse ainda que "eles não vão permitir que vocês sigam a sua religião [ou seja, imponham a Sharia] até que vocês se tornem mártires [ou seja, se tornem criminosos]. (Fonte)
  • EUA: mais muçulmanos presos por desejarem se juntar ao Estado Islâmico. Em San Diego e em Minesota. Presos sem direito a fiança. (Fonte)
  • GB: muçulmano fez a cabeça de um amigo para matar soldados britânicos. Kazi Islam (18) tentou influenciar Harry Thomas (19), aproveitando um momento de fraqueza emocional. (Fonte)
  • GB: muçulmano de 14 anos preso por planejar ataque estilo Estado Islâmico. Ele estava associado aos australianos presos dias atrás. Puxa, 14 anos! (Fonte)
  • Cantor de rap alemão faz versos sobre "matai os politeístas onde quer os encontreis." O vídeo chamado "Nós queremos o seu sangue" faz menção ao Alcorão 9:5, 4:89 e 2: 191. (DailyMail)
Senegal: Crianças criadas memorizando o Alcorão e mendigando nas ruas
Sem educação e sem futuro.


Ex-muçulmana deixou o islão ao entender o que estava escrito no Alcorão



Escravidão - Exemplos

Qatar tenta dissimular sobre o escravagismo rampante
A Anistia Internacional disse que os trabalhadores migrantes enfrentam "galopante" e "grave" exploração, incluindo a violência física e sexual, no âmbito do sistema de Qatar, a "KAFALA", que vincula os trabalhadores migrantes ao seu empregador, independentemente do trabalho que implica. Se o trabalhador opta por não fazer o trabalho, ele ou ela é muitas vezes é retido no país sem uma "autorização de saída" que permitiria que ele ou ela pudessem buscar outro trabalho.
Nicholas McGeehan, um pesquisador Qatar da Human Rights Watch, também disse que os trabalhadores frequentemente perdem o passaporte para o seu empregador "imediatamente após a chegada ao país," deixando-os com nenhuma maneira de sair ou ganhar dinheiro no Qatar. (Fonte)

Documentário sobre o Escravo Negreiro Islâmico

"Se o pai estiver fantasiando durante o sexo com a sua esposa e ela ficar grávida, o filho vai nascer homosexual."
Isto foi o que disse o Ayatollah Hossein Dehnavi, uma celebridade no Irã, e que dá conselhos sexuais na televisão estatal. Dentre outas pérolas deste zeloso seguidor de Alá, se encontram:
- A mulher que não usar o hijab corretamente estará levando os homens para a homosexualidade.
- A mulher deve prover sexo para o marido a qualquer hora, e que buscar gratificação sexual é um pecado.
- Mulher branca deve usar calcinha preta, e mulher negra deve usar calcinha branca, para excitar o marido.
(Fonte)

História

O Genocídio dos Armênios
Uma data triste, centenário do começo do Genocídio Armênio, que resultou na morte de 1.5 milhões de pessoas. Importante a ressaltar. O que o Estado Islâmico faz hoje é pinto perto do que os turcos-otomanos fizeram. O Genocídio foi precedido por uma chamada à Jihad.
Leia o artigo, e assista ao vídeo.

Dia 6 de Abril: Genocídio dos Gregos da Trácia Oriental
Dia 6 de abril é uma data na qual se recorda do Genocídio dos Gregos da Trácia Oriental, por parte dos turcos otomanos. A Trácia Oriental é a região européia da Turquia, que era predominantemente grega, mas os gregos foram exterminados de lá, aos gritos de Allahu Akbar.
Os habitantes nativos, os gregos, foram expulsos pelos invasores. E ficou tudo por isso mesmo.
O governo turco nunca admitiu qualquer genocídio.

O Islão destrói o passado
Um artigo de Daniel Pipes que versa sobre o supremacismo islâmico que o leva a destruir o que é dos outros. (Daniel Pipes)

Cidade assíria  de Nimrud destruída pelos Califado Islâmico
A exemplo dos turcos, que destruíram todo o vestígio da civilização armênia na Aásia Menor, o estado islâmico destrói a história. Esse padrão segue o exemplo de Maomé, que ao conquistar Meca destruiu todos os símbolos religiosos de tudo, deixando claro, apenas os relacionados ao islão. (RT)



Reinventando a História: Austrália pertence aos egípcios
De acordo com o analista político Yahya Badr, os egípcios da antiguidade (ou seja, da época dos faraós) descobriram a Austrália e logo, ele já alega que o povo egípcio de agora possui direitos sobre a mesma. Durante a entrevista para o canal TRT (canal turco) em sua versão árabe, esse senhor disse que em uma caverna que fica em Hunter Valley, que de acordo com ele fica a uns 100 km ao norte de Sydney e ele disse que nela foram encontradas duas paredes com hieróglifos inscritos nelas, cuja existência varia de 4300 a 4400 anos de existência. E na tradução, ela faz referência ao neto de Khufu, Djes-eb, além de dizer que ele navegou por duas temporadas (ou seja, dois anos) em direção ao oeste e para concluir, ele faz uma pergunta retórica, que é a seguinte: De onde ele estava vindo? Do continente AMERICANO. E ao chegar lá (Austrália), o Faraó ordenou que esse Djes-eb lhe levasse insetos, só que ele fora morto por lá. E para finalizar, ele diz que na história do colonialismo, o primeiro país/território que colocar a sua bandeira lá, possui o direito sobre ele, logo, o povo egípcio possui todo o direito legal sobre o território australiano, visto que os documentos encontrados nessa caverna deixam claro de que ele estava voltando do continente americano.
      Dentro desta lógica, os muçulmanos devem deixar todos os lugares onde eles vivem, considerando que todos eles já tinham dono antes de terem sido conquistados.
Clipe do MEMRI TV: http://www.memritv.org/clip/en/4839.htm


O problema do diálogo inter-religioso em uma foto
Esta foto mostra um dos problemas do chamado "diálogo inter-religioso com o islão." Explico. A foto foi tirada durante um encontro da " Juventude Interreligiosa do Rio de Janeiro." Qual o problema? Na verdade, seriam dois.
(1) De um ponto-de-vista estritamente científico, o que este slide afirma é um absurdo. O islão surgiu oriundo da península arábica no final do século VII depois de Cristo, e não existe evidência histórica alguma que embase qualquer afirmação contrária. A única coisa que existe em termos históricos é que, de repente, dezenas de milhares de psicopatas assassinos apareceram dizendo que quem discordasse de um livro (o Alcorão) seria morto da forma mais cruél possível.
(2) De um ponto-de-vista religioso isso é muito sério pois este slide mostra a distorção da narrativa bíblica que o islão introduziu.
Mas qual o problema? É que neste "diálogo" interreligioso não se dialoga nada, não se discute nada, apenas se aceita o que o outro diz, afinal, se for para discutir pode-se "ferir as sensibilidades muçulmanas" e "destruir o diálogo." Na prática, isso faz com que os menos educados sobre o islão político (ou seja, a maioria) comece a aceitar a narrativa, não apenas isso, a defender a narrativa islâmica dos fatos, mesmo elas sendo mais furadas que queijo suiço.

O islão sempre surrupiou dos povos conquistados o mérito do que houvesse de aproveitável no patrimônio cultural destes, como se fosse seu próprio, para, a partir daí, anular aquela cultura. Isso começou com o próprio Maomé que se apropriou de aspectos vigentes pagãos, judeus e cristãos, distorcendo-os para que parecessem como uma parte integrante e única do islão.

E ái de quem discordar da "narrativa islâmica" vivendo em algum "paraíso islâmico." (lembre-se do exemplo de Asia Bibi.


O engodo do "diágologo inter-religioso"
Igreja Batista convida promotores da poligamia, enquanto que jovens bem-intencionados se deixam levar.

 

Atualização sobre o evento da Igreja Batista: pessoas que foram até lá relatam que o evento foi propaganda islâmica pura. Inclusive, houve um caso interessante. Ao final da propaganda, digo, apresentação, perguntaram se existia alguém que desejava fazer pergunta. Uma mulher se levantou para fazer uma pergunta, no que ela foi imediatamente agarrada e jogada para fora do templo. Ou seja, não foi possível questionar nada daquilo que foi apresentado.

Deputado Wadson Ribeiro (PCdoB) leva a Câmara dos Deputados a homenagear o islão
O Facebook do Comitê pelo Estado da Palestina – Brasil divulga um AGRADECIMENTOS AOS POLÍTICOS QUE CONTRIBUEM PARA A EXPANSÃO ISLÂMICA NO BRASIL. Hum, então o Deputado Wadson Ribeiro (PCdoB) está contribuindo para a expansão islâmica no Brasil !!!
Será que vai haver alguma "chamada para a oração islâmica" dentro do Congresso Nacional?
E fica aqui a pergunta: homenagem ao islamismo na camara dos deputados. Porque? Existe homenagem à comunidade cristã, à comunidade bahai, à comunidade indú, à comunidade budista, à comunidade ahmadia, à comunidade judáica?


Deputado Federal Wadson Ribeiro (PCdoB) e a PL 979/15
O deputado está propondo um projeto-de-lei que (PL 979/15) que assegura o uso de vestimentas e paramentos religiosos em locais públicos no Brasil. Eu ainda preciso ver o teor deste PL para poder comentar sobre ele. Contudo, a reportagem do site do PCdoB liga o PL a advogada que não foi permitida de terminar uma prova para a OAB porque os fiscais pediram para ela tirar o hijab.
O mais ridículo é o que a advogada diz no final: "o hijab - véu muçulmano - não é um acessório, mas uma proteção para as mulheres." (Fonte) Me diga, o que é que um véuzinho na cabeça vai proteger? O cabelo dos raios solares? Vamos deixar claro, o hijab é uma declaração política que a muçulmana que o usa endossa a lei islâmica (Sharia)!

Alunos são levados à visita de mesquita
Fotos mostram alunos do SENAI do centro educacional SESI visitando a mesquita Abu Bakr as-Șiddīq, em São Bernardo. Que tarefa acadêmica ou curricular é esta que leva alunos de uma escola técnica até uma mesquita ou a se submeterem a um "ciclo de palestras" em uma mesquita? Eles também visitaram um templo de Candomblé, uma sinagoga, um templo budista e uma igreja católica? O mesmo acontece em um templo de Ubanda, ou hindu, ou em um templo evangélico?  O que vocês acham? E veja que as meninas têm que se fantasiar, estilo islâmico, e se vestirem como sacos.

 

Advogado investigado pela Polícia Federal
Ele se apresenta nas redes sociais como Marcelo Salahudin Bulhões (Fonte, Fonte)

O perigo que nos ronda já é notado do exterior
Ministro do Líbano alerta para o radicalismo. "Alguns líderes das associações islâmicas libanesas estão colaborando, divulgando e pregando o ódio e o terror e que eles são simpatizantes do Estado Islâmico (EI) aqui no Brasil." Que as autoridades brasileiras acordem! (Fonte)

É interessante ouvir quem tem experiência em lidar com "muçulmanos devotos" e encontros ecumênicos
Dom Agasson, bispo copta do Brasil demonstrou sua preocupação com o futuro dos cristãos em todo mundo, em particular no Brasil. Dom Agasson ressaltou a importância dos diálogos ecumênicos embora cada dia "se torne mais difícil acreditar neles." “(...) vinte e um cristãos coptas foram mortos e outros tantos estão sendo mortos. Reunimo-nos e eles (os muçulmanos) acusam os terroristas de serem bárbaros, mas, depois vamos para casa e nada acontece. Eu não participo mais desse tipo de reunião” Disse Dom Agasson se referindo aos encontros “ecumênicos” promovidos por autoridades do Islã com lideranças cristãs cuja finalidade é mais ganhar a mídia do que promover a convivência.
No Brasil os efeitos da forte onda que deseja destruir o cristianismo em todo o mundo já se faz sentir com bastante intensidade. (Liga Cristã Mundial)

Funk com trechos do Alcorão gera briga na Justiça
Muçulmanos querem remover ‘Passinho do romano’ do YouTube, mas Tribunal favorece Google. Cantor recebeu ameaças" (O Globo). Eis um exemplo do que nos aguarda: o islamismo tentando forjar a liberdade de expressão, até que ele a controle totalmente. Um dos modos de fazer isso é através da "Jihad Jurídica", na qual as organizaçãos islâmicas tentam intimidar as pessoas com processos na justiça. É lamentável constatar que isto vem funcionando para eles na Europa, portanto não é de se estranhar que isso venha a acontecer no Brasil.

Mesquita de São Paulo abre uma ONG chamada Oásis, com o objetivo de trazer mais muçulmanos para o Brasil ... e com o apoio do governo
Ou seja, aumenta a quantidade, e eles vem direto para a rede salafista.


O Brasil na rota da imigração islâmica
Um gráfico de alguns meses atrás, mostrando as contribuições de cada país para absorver refugiados. Os paises islâmicos não os absorvem. E os refugiados cristãos continuam por lá.


Dezesseis Estados dos EUA tentam proibir a Sharia
Porque não fazer no mesmo aqui? (Fonte)

A imigração islâmica para o Brasil já começa a chamar a atenção da imprensa internacional
.... "Brasil ganhou elogios por auxiliar no pior desastre de refugiados do mundo. Ele aceitou refugiados sírios muito mais do que qualquer outro país da América Latina, de acordo com a alta comissária da ONU para os refugiados, e 6.300 vistos mais foram concedidos. Mas Oliver Stuenkel, professor de relações internacionais da Fundação Getulio Vargas, em São Paulo, diz que este apoio humanitário precisa ser colocado em contexto. No total, o Brasil ainda tem apenas cerca de 8.000 refugiados, em comparação com meio milhão na Alemanha e 200.000 em os EUA." (Fonte)
Podes crer, o nosso governo não quer ficar para trás. Vejam bem: 500 mil na Alemanha e 200 mil nos EUA!
Islamização do Brasil a partir da imigração maciça ... O Brasil do futuro é a Europa de hoje ...
O pior é que estes imigrantes estão caindo nas mãos das mesquitas, a maioria salafista, que vão fazer de tudo para mantê-los ou torná-los "devotos", impedindo eles se misturarem no caldeirão de culturas da nossa "civilização tupiniquim."

Prefeitura de Canoa cede terreno para cemitério islâmico
Enquanto isso, no mundo islâmico, continua a temporada de caça aos cristãos, judeus, budistas, hindus e ateus. (Fonte)

O Blog da Rádio CBN trás uma série de reportagens sendo escritas por César Rosati chamada "A periferia e os filhos do Islã"
Reportagens no estilo-padrão: os pobrezinhos são vítimas incompreendidas de pessoas que acham que todos os muçulmanos são terroristas, construindo uma imagem distorcida do islamismo. Na verdade, quem tenta esconder a imagem verdadeira são as reportagens. Afinal, não existe terrorismo no islão. Atos que nós chamamos de terrorismo são apenas imitação daquilo que Maomé fez. E imitar Maomé é obrigação de todo muçulmano. (Fonte)
Mostra-se também a estratégia principal de propagação: tentar ganhar adeptos juntos aos mais frágeis através da desinformação, como a feita pela reportagem.
PS. Existe uma madrassa em Embu das Artes.

Foto: César Matheus (que se arabizou e adotou o nome de Kaab Al Qadir) e Aniza Zafira (outra aculturada), na Favela Cultura Física, em Embu das Artes. César Kaab criou um grupo de hip-hop com o sugestivo nome de Jihad Brasil.





42% dos muçulmanos no Canadá admitem que o islão e o Ocidente são irreconciliáveis
Isso foi mostrado por duas pesquisas de opinião. De positivo é que igual número (42%) de cristãos e judeus também acham que o islão e o Ocidente são irreconciliáveis. E 46% das pessoas sem religião (ateus e agnósticos) também pensam o mesmo. Isso é bom sinal: as pessoas estão acordando. É o primeiro passo. Mesmo assim, os muçulmanos continuam imigrando ... e desejando moldar o Canadá de modo a ser "complacente com o islão." (Fonte)

Revisitando o caso da ministra sueca Margot Wallström
Ela foi atacada por organizações islâmicas por defender os direitos das mulheres ... e nenhum político europeu veio ao ser socorro. Leia o artigo todo no link. Um artigo complementar do Gatestone Institute.

Reino Unido: cristã foi suspensa do seu emprego por ter convidado uma muçulmana para ir com ela a igreja Mas, muçulmanos convidam cristãos para ir a mesquita e tentam os converter ao islão a todo o momento! O que acontece com estes muçulmanos? Nada, claro. (fonte)

EUA: técnico de esporte demitido por criticar o islão
Técnico de Lacrosse foi demitido após compartilhar no Facebook uma carta aberta que critica a afirmação do presidente Obama de que o islão sempre fez parte dos EUA. Parece que a liberdade de expressão é apenas para alguns. (fonte)

EUA: maometanas devotas iam explodir bomba em Nova York
Uma das mulheres presas acusadas de tramar a explosão de uma bomba em Nova York é funcionária de um "grupo humanitário" associado ao Islamic Circle of North America (ICNA). (fonte)

Austrália: patriotas se manifestam contra a islamização
Uma avalanche começa com umas pedrinhas. (fonte)

Nove dos 10 países mais perigosos do mundo são islâmicos 
A exceção é a Ucrânia, na zona de conflito (fonte)

EUA: probabilidade que refugiados do Oriente Médio recebam "ajuda social" é 8 vezes maior do que outros grupos
Este fonômeno acontece também na Europa. (fonte)

Portugueses não desejam mesquita em Lisboa
Petição: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT76702

França: aumenta o interesse sobre o islão depois do atentado ao Charlie Hebdo
Isso é bom e ruim, pois depende de onde os franceses vão buscar informação. O interessante é que sempre que existe um atentado do terror islâmico, a curiosidade aumenta. Provocar o terror é uma boa forma de relações públicas (fonte).

Grã-Bretanha: época de eleição na Grã-Bretanha
A secretária do interior se comprometeu que o futuro governo Tory irá, entre outras coisas, banir os pregadores do ódio islâmico, fechar mesquitas extremistas e reavaliar se os tribunais da Sharia na Inglaterra e no País de Gales são compatíveis com os valores britânicos.
Reação dos islamistas? Alguns grupos muçulmanos dizem que os comentários de May são o mesmo que "islamofobia". E Manzoor Moghal, presidente do Muslim Forum, um grupo de especialistas, disse à BBC que as propostas de May irão violar a liberdade de expressão. (fonte)

Grã Bretanha: líder trabalhista promete implementar a Sharia
Sr. Miliband, líder dos Trabalhistas, pretende criminalizar críticas ao islão. A criminalização das críticas ao islão (e a Maomé) é parte da Sharia, que alega que o islão é perfeito. Logo, o que o  vai-se fazer é colocar a Sharia acima da lei britânica (fonte). PS. Felizmente, os trabalhistas pederam as eleições.

Políticos dizem o que motiva da Jihad é "falta de oportunidades econômicas"
Enquanto que o Boko Haram usa serras elétricas para degolar pessoas, o diretor do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Príncipe Zeid Ra’ad Al Hussein da Jordânia, diz que que os terroristas precisam de mais oportunidades econômicas, sociais e políticas para não serem terroristas.
Enquanto que milhares de jovens deixam sua vida de liberdade, conforto e um futuro promissor na Europa, Canadá, EUA e Austrália para se tornarem jihadistas do Estado Islâmico, o diretor da CIA, John Brennan, diz que estes jovens são atraídos por causa da repressão política, pela economia, privação de direitos, e falta de educação.
Isso não é piada de "primeiro de abril."
O que eles querem é Sharia, mas isso nem o príncipe e nem o diretor da CIA desejam admitir.
(fonte, fonte, fonte)

EUA: Rua de Nova York tomadas pelas orações islâmicas
Muçulmanos orando no meio de uma avenida. Normal, mas em qual avenida? É em alguma da França, Turquia, Iêmen, Arábia Saudita? Não, é só na famosa Madison Avenue, em Nova Iorque.
O fato ocorreu em janeiro.

EUA: Uma escola em Ohio cancelou uma atividade chamada "O Desafio da Menina Coberta" que mandava todas as alunas a usarem o hijab por um dia
A Diretora cancelou após diversos protestos de pais e amigos usando argumentos tais como (Fonte):
- o evento promovia uma única religião em detrimento das demais (já que não existe nada similar para as outras)
- o hijab é um símbolo da opressão que as mulheres sofrem sob a Sharia
- todas as meninas usando o hijab seria como caçoar do islamismo
- ensinar sobre "diversidade" tudo bem, mas obrigar as pessoas é algo diferente.
- enquanto que nos EUA as mulheres podem escolher o que vestir, na maioria dos países muçulmanos não existe a mesma liberdade.
O fato é que se opor a misoginia islâmica não é mal. Este é um caso típico que mostra que ser intolerante contra aquilo que é ruim é algo bom!!! Neste caso, devemos ter tolerância zero com os preceitos da Sharia no tocante às mulheres. E nunca ceder à propaganda islâmica. Nunca.

Um problema que existe na Europa
e que vamos ver aqui também ... ampliado com o tráfico.



EUA: "o paraíso passa pela carne humana dos infíeis"
Duas Muslimas (maometanas) devotas (que planejavam destruir pontes em Nova York) dizem que "o paraíso passa pela carne humana dos infíeis" (FoxNews)

EUA: simpatizante do Estado Islâmico preso ao plenejar atentado
O atentado estava no estágio final. A polícia prendeu granadas e um AK-47 do irmão de um soldado (que se juntaria ao EI) que iria usar o uniforme do irmão para entrar no refeitório da Guarda Nacional no estado do Ilinóis. (Fonte)

Mali: Al-Qaeda ataca comboio da Cruz Vermelha
Matando paramédicos (que iriam ajudar a população) por Alá (ViceNews).

Espanha: Jihadistas espanhóis presos por planejarem "degolamentos no estilo do Estado Islâmico" na Catalunha
O grupo era composto por 8 devotos e se intitulava "Irmandade Islâmica para a Pregação da Jihad." Veja o que disse Abdelwahab Huzi, pregador salafista: "Mas o que eles não sabem é que, uma vez que eles permitem-nos de votar, vamos todos votar em partidos islâmicos porque não acreditamos nem na esquerda e nem na direita. Isso vai nos fazer ganhar conselhos locais e à medida que começamos a acumular poder na região autónoma da Catalunha, o Islã vai começar a ser implementado." A Catalunha um centro principal para Salafi-jihadismo no continente. (Gatestone)

Boko Haram anuncia mudança de nome
Aquele grupo de muçulmanos devotos da Nigéria, anuncia que está mudando de nome. Agora, eles querem ser conhecidos como Estado Islâmico na Áfica Ocidental." (Fonte)

O avanço dos jihadistas mujahadin maometanos sobre Ramadi
Cidade a 130 km de Bagdá, provoca novo êxodo de refugiados. Novamente, os valorosos seguidores de Maomé pilham a propriedade de quem foge. (CNN)


Nigéria: Presidente eleito deseja implementar a lei islâmica (Sharia)
E agora, Nigéria? A eleição de um islamista como presidente da Nigéria será um desastre para os 50% da população não-muçulmana (animistas, ateus, cristãos e gays) da Nigéria O novo presidente, Muhammadu Buhari, deseja implementar a lei islâmica Sharia, por sinal, o mesmo objetivo do Boko Haram.
O islamista do APC Muhammadu Buhari ganhou as eleições nigerianas. Ele derrotou o então presidente Goodluck Jonathan. Muhammadu Buhari teve o apoio do presidente Obama.
Veja o que ele disse: "Eu Vou continuar a mostrar abertamente e dentro de mim o compromisso total com o movimento pela Sharia que está varrendo toda a Nigéria. Se Deus quiser, não vamos parar a agitação até a implementação total da Sharia no país."
A agitação? Seria este um indício de que o Muhammadu Buhari apoia a violência? Afinal, o objetivo final dos ataques terroristas em toda a Nigéria e África é um estado islâmico?
A Eleição Muhammadu Buhari como presidente da Nigéria será um desastre para a África. (Mas um triunfo para Obama, que pediu ao presidente derrotado que que "mostrasse contenção" ao lidar com terroristas islâmicos). (Washington Post)


Geonocídio Armeno
  1. O Papa hoje se referiu a matança generalizada dos armenos em 1915 usando a palavra apropriada: genocídio. Essa notícia é importante, pois a Turquia nega isso até hoje. Eu vejo isso como uma guinada na posição do Papa, que está preferindo fazer o que ele deve, ou seja dizer a verdade, mesmo que isso incomode líderes muçulmanos, neste caso, o governo turco de Erdogan! (Fonte)
  2. O Parlamento Europeu aprovou Resolução do Centenário do Genocídio Armeno. Ficamos aguardando o que o presidente Obama irá dizer no dia 24 de Abril, data do começo do genocídio. Será que o Obama Hussein vai desagradar o seu amigo e presidente turco Erdogan, que nega o genocídio armeno? (Fonte)
  3. O presidente turco Erdogan ficou zangado e chamou seu embaixador. (Fonte)
  4. E o presidente Obama descumpriu mais uma vez sua promessa de campanha e não usou a palavra "genocídio" (Fonte)
Ícones Cristãos da Propaganda: Sabeel e Desmond Tutu
Um artigo que distrincha o mal que algumas pessoas consideradas "ícones cristãos" fazem ao deslegitimizar Israel e simplesmente ignorar o sofrimento dos cristãos ao redor do mundo.
Eu os chamaria de "cristãos de araque." Leia o artigo neste link.

Califado do Estado Islâmico celebra a Páscoa implodindo igreja
Foi a Igreja da Virgem Maria, na cidade de Tal Nasra, Síria. A igreja tinha 80 anos de idade e era uma das 3 maiores igrejas na região.
O Califado está sendo consistente com Maomé, que, após conquistar Meca, destruiu todos os símbolos religiosos deixando apenas a pedra negra do islão intacta. Com este ato, Maomé mostrou toda a sua intolerância religiosa e seu ódio para tudo o que seja considerado não-islâmico. (SpyGhana)


Arábia Saudita: Imã incentiva jihad contra os káfir
Imã de Meca conclama os sunitas do mundo para uma Jihad contra os xiítas, judeus e cristãos.
PS. Ateus e agnósticos não se preocupem, para eles vocês são cristãos, de modo que estamos todos na linha de tiro. (Fonte)

Quênia: cristãos separados e mortos na Universidade Garissa
Os muçulmanos foram soltos, enquanto que os cristãos foram mortos, seletivamente.
Os devotos mujahdin do Al-Shabab, o grupo de louvor a Alá da Somália, atacou esta universidade, que tem 800 alunos, na manhã de hoje. Cenas de corpos mutilados e degolados estão circulando na internet, distribuida pelos adeptos do califado islâmico. (Fonte)
Mas é claro que isso não tem nada a ver com o islão. O fato de que apenas os não-muçulmanos estão sendo mortos é coincidência (sarcasmo).
Link da universidade: http://www.guc.ac.ke/index.html
ATUALIZAÇÃO: Foram 148 mortos (alguns sites falam em 147), de acordo com o artigo,sendo 142 estudantes, três militares e três policiais. (Fonte)
Islão: A Religião que mais cresce no mundo, eles dizem ... e matar os outros aos gritos de Allahu Akbar ajuda bastante ... !

Austrália: 4 igrejas queimadas na Páscoa
Nos dias antes da Páscoa, o tempo mais sagrado do cristianismo, nada menos que quatro igrejas Melbourne foram incendiadas.
Não ouviu falar sobre isso? Claro que não. Tem gente que aplaude tal destruição e profanação, contanto que seja uma igreja ou mesmo uma sinagoga. Se for um templo hindu ou Sikh, a mídia só irá relatá-lo se eles podem girar como um ato de "islamofobia", alegando que a intenção dos vândalos era atacar os muçulmanos.
Mas, se alguém deixa bacon na maçaneta da porta de uma mesquita, ele vai preso. Se alguém vandaliza uma mesquita, os não-muçulmanos são execrados - mesmo quando o criminoso for um muçulmano (que é o que acontece na maior parte do tempo)." (Fonte)

Um menino cristão paquistanês foi atacada e incendiada após alguns jovens muçulmanos descobriu sua religião
Nauman Masih, 14, foi atacado por muçulmanos desconhecidos que estavam indo para a mesquita fazer suas orações de sexta. Ele estava voltando de alfaiates quando foi parado por jovens muçulmanos e depois de identificá-lo como cristão, que lhe ateou fogo. (Fonte Tiao Cazeiro)

Notícias do Paquistão ilustram bem a vida das minorias sob o islão
  • Homens 'linha-dura muçulmanos" armados abriram fogo contra uma escola católica no Paquistão. O estudante cristão ferido foi levado para o hospital. Fonte
  • Dois muçulmanos queiman um menino cristão de 14 anos no Paquistão. Vítima no hospital com 55% de queimadures no corpo. Fonte
  • Irmão do advogado de defesa da família de duas paquiestanesas cristãs que tinham sido estupradas é baleado por muçulmanos após se recusar um acordo na Justiça. Fonte
  • A polícia paquistanesa tortura dezenas de cristãos até deixá-los em um "estado lastimável" para extrair confissões. Fonte
Migrantes jogados para fora do barco e afogados "por serem cristãos"
O incidente ocorreu quarta-feira quando 105 africanos subsaarianos estavam enfrentando problemas no mar em um barco de borracha inflável que estava perdendo ar rapidamente. De acordo com os sobreviventes que foram resgatados pela guarda costeira italiana, o barco estava afundando e todos começaram a rezar a sua divindade de escolha. Aparentemente, um grupo de 15 homens mandaram os cristãos pararem de orar, porque só Alá iria responder suas orações islâmicas. Quando um jovem cristão, gritou em voz alta pedindo a Deus para não deixar o barco virar, dois homens muçulmanos o agarraram pelo pescoço atirando-o ao mar. Em seguida, um grupo de homens muçulmanos começaram a jogar ao mar todos os que estavam rezando com as mãos entrelaçadas. Quinze homens foram presos quando o navio de resgate chegou a Palermo. O procurador diz que eles terão de enfrentar várias acusações de homicídio agravado. (Fonte)

Bangladesh: Turba ensandecida ataca cristãos e esfaqueia padre durante missa de Páscoa
Após isso, o grupo de muçulmanos devotos roubou items que valem 4 mil euros, destruindo bíblias, cruzes e pinturas, instrumentos musicais e casas. E ainda mataram cabras e galinhas. (Fonte)
Por mais revoltante que essas notícias sejam, a nossa ação deve ser política, impondo os nossos princípios e dizendo não à Sharia! Lembrem-se disso!

Estado Islâmico executa 30 cristãos etíopes em novo vídeo
Extremistas (muçulmanos devotos) decapitaram um grupo de 15 homens e fuzilaram outros 15 em imagens aparentemente gravadas na Líbia. Raymond Ibrahim relata que a justificativa da execução foi a recusa em pagar a Jizya, o tributo que cristãos e judeus têm que pagar segundo o Alcorão 9:29. O narrador do vídeo macabro de 29 minuteos referencia as fatwas do jurista medieval Ibn Taymiyyah que proclama todos os cristãos como "infiéis." Abu Malik ibn Anas al-Nashwan, aparentemente, um dos líderes do grupo, também aparece dizendo que "as relações do Estado Islâmico com os cristãos sob a sua autoridade é de acordo com Alá e a Sharia [lei islâmica]. Jizya [tributo] é imposta sobre aqueles que aceitam e guerra contra aqueles que resistem." Somos testemunhas da maior perseguição religiosa da história da humanidade. (Fonte; Fonte)




Islão não celebra diversidade, mas a pune - o islão é mono-cultural
  • Marrocos: ex-muçulmanos sob perigo constante. "Vivemos as nossas práticas religiosas em segredo", conta ele. "Por segurança, somos obrigados a agir como uma espécie de organização secreta." Os muçulmanos convertidos ao cristianismo também são ameaçados pelo artigo 220 do Código Penal de Marrocos, que pune com seis meses a três anos de prisão "qualquer um que incitar um muçulmano a fraquejar na fé ou a se converter a outra religião". (Fonte)
  • Egito: Muçulmanos não permitem que cristãos coptas rezem em suas próprias casas.
  • Egito: Cristãos coptas não podem reformar uma igreja, o que os força a celebrar a páscoa ao ar livre.  (Fonte)
Vídeo discute sobre a narrativa "cristãos são opressores, muçulmanos são vítimas." 
Como consequência disso o mundo dá de ombros para o sofrimento causado pelo islão sobre as minorias que vivem sob o seu governo. Assista o vídeo aqui


Perseguição Judeus (Boletim deAnti-Semitismo)

"Dez mitos sobre os judeus"
Livro analisa dez entre os mitos mais populares sobre os judeus, que têm contribuído para a persistência do antissemitismo. Site para compra.

Jerusalém: "Eu buscava matar judeus"
Foi isso o que disse o muçulmano que lançou seu carro contra um grupo de pessoas na calçada. (Fonte)

Chefe de milícia Iraniana diz que a eliminação de Israel do mapa é inegociável
Isso depois do presidente Obama anunciar um plano de paz com o Irã (Fonte)

O problema no Oriente Médio explicado
Simples de explicar, mas difícil de resolver



Hindús são obrigados a se reverter ao Islã para salvar as suas casas da demolição
"Cerca de 80 famílias Valmiki em Rampur anunciaram a abraçar o Islã, a fim de "salvar as suas casas da demolição". Cinco deles começaram uma greve de fome por tempo indeterminado contra o plano do governo de ampliar as estradas em Topkhana, como o corpo municipal disse, limpando as "invasões".
A polícia registrou um caso contra 86 membros da comunidade Valmiki para encenar uma agitação contra Ministro do Desenvolvimento Urbano Azam Khan, depois de protestos de trabalhadores.
O problema começou em 6 de abril, quando as autoridades municipais marcaram as casas para demolição em Topkhana."
""O Apóstolo de Alá disse:" Eu fui ordenado para lutar contra as pessoas até dizem: "Ninguém tem o direito de ser adorado senão Alá". E se eles dizem isso, orar como nossas orações, enfrentar o nosso Qibla e abater como nós abatemos, em seguida, seu sangue e propriedade serão sagrados para nós e não irá interferir neles, exceto legalmente. "(Bukhari 8,387)
Então, se eles não se tornam muçulmanos, seu sangue e propriedade não são sagrados e pode ser "interferência." (Fonte)

Punições Islâmicas (sob a lei islâmica)

Amputação
Malásia procura médicos para promover a punição islâmica da amputação de modo profissional.
Mas o efeito é o mesmo: o "ladrão de galinha" que perder a mão vai ficar sem a oportunidade de se redimir. (Fonte)

Apedrejamento
Brutalidade: sexo antes do casamento faz casal ser apedrejado até a morte pelo Estado Islâmico
Apedrejamento à céu aberto e na frente de crianças para que elas cresçam com o gosto de sangue na boca. (Fonte)



"O Grande Mufti do Egito se reune com não-muçulmanos na Europa para lutar contra o radicalismo islâmico"
Isso é o que diz a manchete da notícia diz. Mas, um momento. Ele não vai se reunir com os muçulmanos? Como é que se combate o radicalismo islâmico sem se reunir com muçulmanos? Porque o que o Grande Mufti quer de verdade é apenas ampliar a complacência dos não-muçulmanos, abrindo as portas para o avanço do islão! O texto diz que "as reuniões vêm dentro dos esforços para modificar a imagem do Islã, que o Mufti acredita ter sido distorcido por "grupos terroristas". Ou seja, não é para lutar contra o radicalismo. Se o Grande Mufti lutar contra o radicalismo, ele estaria lutando contra o islão própriamente dito, o islão de Alá e de Maomé. E ele sabe disso. Ele só quer é enganar o káfir. (Fonte)


Ultraje Eterno

Papel Higiênico
"O uso de papel higiênico foi declarado halal pela autoridade Diyanet religiosa da Turquia, depois de séculos de proibido pela etiqueta higiênico islâmico.
O Diretório turco de Assuntos Religiosos emitiu uma fatwa (decreto religioso muçulmano), indicando que agora é aceitável usar papel higiênico para a higiene pessoal, mas apenas se a água está longe de ser encontrada.
"Se a água não pode ser encontrada para a limpeza, outros materiais de limpeza pode ser usados. Mesmo que algumas fontes considerem papel a ser inadequado como material de limpeza, uma vez que é um aparelho para a escrita, não há nenhum problema na utilização de papel higiénico ", a decisão diz, como relatado por Hurriyet Daily News." (Fonte)

Bolo no formato do Alcorão
Na Turquia, alunos de uma escola religiosa muçulmana estão sob investigação por terem cometido o crime de terem feito um bolo no formato de um Alcorão para comemorar o suposto aniversário de Maomé. (Fonte)


Nenhum comentário: