terça-feira, 1 de setembro de 2015

Atualizações em agosto de 2015

Veja o que entrou de novo no blog em agosto de 2015


Arábia Saudita: o grande hipócrita do mundo
A Arábia Saudita é o Reino do Abuso dos Direitos Humanos. Ela porém exorta o Ocidente "a enfrentar a intolerância étnica, religiosa e cultural." O maior violador dos Direitos Humanos ... mesmo assim paparicado pelos governos do mundo, que se embebedam com o seu vinho negro. Artigo externo.

Maomé e Estado Islâmico torturam e matam em busca de tesouros
Leia o artigo e assista o vídeo no link.

Maomé no 'Inferno de Dante' (A Divina Comédia)
Leia o artigo no link.


Estado Islâmico aplica Sharia e mata 6 ex-muçulmanos
Um vídeo do ISIS mostra a execução destes 6 heróis que se reconquitaram a razão e foram mortos por isso (fonte).




Dubai: Pai deixa que filha se afogue ao impedir que dois salva-vidas do sexo masculino a tocassem
A reportagem em questão fala que o homem não identificado é de origem asiática e o motivo para deixá-la morrer foi a crença dele. Já se percebe qual é a crença desse homem. Uma variante do crime de honra. (ara.tv)

Portugal: Xeique Munir acusado pela esposa de violência doméstica
Violência doméstica é algo sério. Mas como lidar um sistema político-ideológico que não só a permite mas a incentiva? (Sol.pt)

Irã: Mulher quer ser surrada apenas uma vez por semana
Ele fez o pedido no tribunal da Sharia. O marido diz que se ele bater nela apenas uma vez por semana ela vai se rebelar contra ele. (ex-muçulmanos)

Estado Islâmico oferece meninas escravas como prêmio de competição do Alcorão
E nós ainde ouvimos muçulmanos e apologistas dizerem: "O Islão valoriza as mulheres" (Globo)

Kayla Mueller foi estuprada sistematicamente pelo Califa Al-Bagdhadi antes de ser morta. Ela havia se tornado propriedade dele
Em maio deste ano eu comentei sobre esta jovem sorridente, Kayla Mueller, americana e ativista do ISM (Movimento de Solidaridade Internacional), um braço da Jihad Global. Apesar de ser "ativista"  ela acabou sendo morta por aqueles que ela defendia. Agora vem a notícia que, antes de ser executada, ela se tornou propriedade do Califa Al-Bagdhadi. Ele a visitava junto com o tunisiano Sayyaf, estuprando-a sistematicamente. As fontes da inteligência americana souberam disso através do depoimento de duas escravas sexuais iazides presas no mesmo prédio que Kayla, bem como do depoimento da esposa de Sayyaf, que foi capturada após uma incursão de comandos dos EUA.

Essa notícia é triste e revoltante, mas é consistente com tudo aquilo que Maomé fez durante a sua vida, sob as bençãos de Alá, ações estas consolidades na Sharia e imitadas pelos bons muçulmanos ao longo dos séculos. Não foi o islão quem inventou o estupro. Mas o islão o consolidou como algo halal (permitido) se feito sobre as mulheres káfir (não muçulmanas).

Alcorão 4:3 se refere às "mulheres que a sua mão direita possuir"; Alcorão 4:24 proibe o homem muçulmano de ter sexo com uma mulher já casada, exceto aquelas que a sua "mão direita possuir"; Alcorão 33:50 diz claramente quem são as "mulheres que a sua mão direita possuir": elas são aquelas conquistadas como espólio de guerra.

O casamento pedófilo legalizado por países islâmicos é uma homenagem ao Profeta que já passara dos 50 anos quando transformou em esposa uma menina com menos de 10 anos
Artigo analisa video tratando da pedofilia no islamismo (fonte).

Arábia Saudita: juiz anula casamento porque esposos foram amamentados pela mesma mulher
A justiça da Arábia Saudita anulou um casamento de 25 anos e 7 filhos porque o casal, quando bebê, amamentou da mesma mulher, o que, segundo o juiz, os tornou irmãos, mesmo tendo tido pais diferentes. (Fonte) Isso lembra o caso do clérigo da Al Azhar (Egito) que havia dito que as trabalhadoras deveriam "amamentar" seus colegas de trabalho, a fim de poderem trabalhar na companhia um do outro, como membros da mesma família.

Reino Unido: Muçulmanos se juntam ao ISIS para fazer sexo durante a Jihad
Um imã disse que muitos muçulmanos se juntam ao Estado Islâmico por sexo, pela facilidade de estuprarem mulheres a cada nova cidade conquistada (fonte). Pois é, estuprar ainda é crime na Grã Bretanha, enquanto que é algo halal (permitido) no Califado Islâmico.

Suécia: homem espera obter cidadania para poder sair estuprando, por saber que não existe mais o risco de ser extraditado
O muçulmano do curdistão ameaçou a vítima dizendo que ele já matou 10 pessoas. Ele também disse que estuprou a vítima por ela ter ajudado as suas filhas a se tornarem independentes. O curioso é que o filho do estuprador está preso acusado de ligações com terrorismo na Síria. Aqui vemos vários dois problemas ligados à Sharia: a permissão de estuprar káfir (não muçulmana), e a mulher como propriedade do homem. (fonte)

Arábia Saudita: juiz anula casamento porque esposos foram amamentados pela mesma mulher
"Para se tornar membro da uma família basta "mamar" no seio de uma mulher adulta daquela família." (fonte)

Prêmio Nobel da Paz, iraniana Shirin Ebadi, fala sobre direitos da mulher no Irã
Ela explica que o acordo recém-assinado com o Irã é um prêmio para o regime teocrático dos aitolás iranianos. Segundo ela, as potências perderam chance de pressionar Teerã por mais respeito aos direitos humanos. Por exemplo, com respeito aos direitos das mulheres, ela diz que "uma mulher pode fazer doutorado na universidade, pode também ser ministra, mas assim mesmo ela continua valendo menos do que um homem perante a lei, mesmo que seja uma comparação com um homem analfabeto. Um homem pode ter quatro mulheres, mas uma mulher que quer se separar não tem nenhum direito. Perde automaticamente a guarda dos filhos. Eu, mesmo como advogada, tenho diante da lei apenas a metade do valor que tem um homem." (O Globo)

Mulher deve sempre atender (sexualmente) o marido; sexo contra vontade da esposa não é estupro 
Muçulmanos e apologistas irão te dizer que o islão valoriza das mulheres  (https://youtu.be/FOISpCSCdwg)

O problema das mulheres se casarem com muçulmanos
Este artigo externo relata muitos dos problemas inerentes a casamentos de "mulheres infiéis" com muçulmanos. Para ler clique aqui.


Menino Iazide aprende em madrassa como degolar sua mãe
A notícia do Daily Mail diz que o menino de 4 anos foi doutrinado no Alcorão e na Sharia, que os iazides são káfirs (descrentes) que devem ser mortos, e treinado a degolar. A família havia sido capturada pelos psicopatas islâmicos do Estado Islâmico e vendidos como escravos. A doutrinação de pessoas normais em psicopatas ocorre nas madrassas ao redor do mundo. E isso afeta tanto crianças quando adultos.

EUA: Dois jovens presos quando rumavam para o Oriente Médio para se juntarem ao Califado Islâmico 
Ele para matar o morrer por Alá; ela, para parir e parir por Alá. Os dois tinham ligação com a Irmandade Muçulmana. (fonte)

Inglaterra: bateram no menino por recitar mal o Alcorão
Doutrinação e falta de respeito para o próximo. (fonte)

Syed Choudhury nasceu na Inglaterra, tendo tudo para crescer uma pessoa boa e produtiva para a sociedade
Ao invés disso, ele acabou corrompido pelo fundamentalismo islâmico, desejando a implantação da lei islâmica Sharia na Inglaterra e matar homossexuais. Agora, aos 19 anos de idade, ele está preso por tentar ir para a Síria se juntar ao Estado Islâmico para matar pelo amor de Alá. (fonte)




Marrocos: transexual apanha de multidão
Dezenas de muçulmanos se juntam para agredir brutalmente uma transexual no supostamente moderado Marrocos, que, por sinal, é sempre retratado como tolerante e moderno em reportagens turísticas na CNN.

video


Parada Gay na Suécia: gays passam por área muçulmana e são chamados de racistas
Ativistas da Esquerda gritavam: "Chega de racismo nas nossas ruas." Mas eles não gritavam isso contra os muçulmanos, mas sim contra os homossexuais e os heterossexuais e que desfilavam as bandeiras com as cores do arco iris. 

Lembre-se disso: no islão não existe o conceito do "viva e deixe viver." Sob o islão é obrigação de todos, muçulmanos ou não, de obedecerem a "lei de Alá", a Sharia. 


Estado Islâmico executa mais 9 homossexuais 
Eles foram atirados do alto de um prédio em Mosul, Síria, depois que uma corte islâmica os condenou por perversão sexual. (fonte) Isso é lei islâmica em ação! E lembre-se que a maioria dos muçulmanos desejam Sharia.

Halal - Boicote Halal 

Leia este artigo "Boicote Produtos Halal" para saber o que é "comida halal" e o porquê de boicotá-la. E visite os demais links.

História (Arte e Jahiliyya)

Jahiliyya: ignorância pré-islâmica, e o ódio islâmico às artes, religiões e culturas dos outros - Exemplos
Leia o artigo no link.


Jihadistas adoram Hitler ... também aqui




A crise migratória da Europa se agrava e a invasão islâmica se amplia
Leia o artigo no link.

EUA: Louis Farrakhan, líder do grupo Nação do Islão, cita o Alcorão e diz para seus correligionários materem os seus inimigos
O contexto é a campanha do atual governo americano de Obama de dividir os EUA por vias raciais. Farrakhan pega carona de um modo islâmico. O islamismo nos EUA tenta a todo modo converter os negros americanos. Farrakhan não clama por calma e reconciliação. Nada disso, a exemplo de Maomé, ele pede por sangue. (fonte com vídeo, fonte)

Suécia: existem áreas onde a lei sueca não existe mais
Enclave islâmico de Rosengård, na cidade de Malmö, é um deles (fonte).

EUA: governo subsidia comida halal
O governo de Barack Hussein Obama está mais preocupado em dar subsídios para a comida Halal nas escolas públicas de pelo menos três distritos. E uma observação gritante: gasta-se mais com esse tipo de comida do que com a que os kafirs (ou não-muçulmanos, como preferir) comem. (fonte)
 

Índia: muçulmanos atacam e sitiam estação policial gritando "Allahu-Akbar" em 11 horas de tiroteio em Punjab
Os três terroristas foram mortos 11 horas depois que eles invadiram uma delegacia de polícia no distrito de Gurdaspur, no Punjab, e travaram uma intensa troca de tiros com as forças de segurança na segunda-feira.
Seis pessoas, incluindo um policial sênior, dois guardas privadas e três civis, foram mortos no ataque.
A Índia nunca invadiu ou ocupou um único país muçulmano, mas mesmo assim, os muçulmanos não param de atacar a nação e o povo hindú. Pelo contrário, os muçulmanos roubaram mais de 30% da área territorial da Índia através de violência e exigências em menos de 100 anos. E isso sem contar com os 1300 anos de jihad islâmica contra a Índia. (fonte)

Rússia: atentado no aeroporto de Moscou 
Em janeiro de 2011, o aeroporto de Moscou foi alvo de um ataque jihadista, que provocou a morte de 35 pessoas. O mujahadin covarde explodiu a bomba no setor de desembarque, junto a uma multidão que espera a chegada de parentes e amigos. (fonte)

Acaso evita chacina islâmica em trem internacional na França
Uma pessoa, no caso uma pessoa de "origem marroquina", entrou no trem que vai de Paris para Amsterdã portando umo fuzil de assalto Kalishnikov (o famoso AK-47). Para azar dele, três americanos o viram e o atacaram, imobilizando-o. Um dos americanos foi baleado e um outro foi esfaqueado, mas a chacina foi evitada. O marroquino reclamou pedindo para devolverem a sua Kalishnikov. Ele era um jihadista conhecido pela polícia francesa, que mesmo assim o deixou entrar no país. (fonte)
Atualização: Um dos heróis que evitaram a chacina, o aeronauta americano Spencer Stone foi esfaqueado quatro vezes no peito por uma dupla de homens "asiáticos" (a mídia americana está seguindo a receita de bolo dos britânicos ao se referir a muçulmanos, com o intuito de não ofendê-los) na cidade de Sacramento, Califórnia. (fonte)


Quem disse que Maomé era negro deve ser morto
Vejam esta citação interessante, do livro Muhammad Messenger of Allah, Ash-Shifa of Qadi ‘Iyad, Qadi ‘Iyad Musa al-Yahsubi, traduzido por Aisha Abdarrahman Bewley, Madinah Press Inverness, Scotland, 2004:
Ahmad ibn Abi Sulayman, o companheiro de Sahnun, disse: "Qualquer um que diz que o profeta era negro deve ser morto." (P. 375)
Ahmad ibn Abi Sulayman, companheiro de Sahnun, disse que quem diz que o profeta era negro é morto. O Profeta não era negro. (p 387)
Veja bem, não é Maomé quem está dizendo isso, mas sim um companheiro dele. O que gente aprende com esta citação, com uma conotação clara de um racismo latente, é a confirmação de que qualquer afirmação ou comentário que um muçulmano considere como ofensivo a Maomé deve ser retaliado, neste caso com a morte.

A figura de Maomé é fundamental no islão. Sem Maomé não haveria islão. E Maomé nao foi flor que se cheire. Ele assaltou caravanas, roubou os bens dos káfirs (não muçulamanos), sequestrou káfirs por resgate, permitiu o estupro de mulheres káfirs (e ele próprio estuprou algumas), torturou prisioneiros, degolou prisioneiros, praticou pedofilia, praticou incesto, manteve um harém com dezenas de mulheres entre esposas, concubinas e escravas sexuais, praticou o escravagismo ... tudo isso narrado pelas próprias fontes islâmicas. Será que Alá não sabia que todas estas ações não constituiam crime?
Mas vá você falar isso para um muçulmano, principalmente em algum país onde o islamismo seja a maioria, e você irá para a prisão ou para a cova rasa.

O pior crime no islamismo é não aceitar Maomé como o mensageiro de Alá e como o exemplo de conduta a ser emulado em todos os aspectos.


Detroit, EUA: cristãos refugiados do Oriente Médio protestam contra a construção de uma mesquita
Eles têm o apoio de estadunidenses patriotas. Eles sabem, melhor do que ninguém, o que uma mesquita atraí para junto de sí. (fonte)


50 muçulmanos "moderados" se manifestam contra o Estado Islâmico
Isso mesmo, 50 (cinquenta). Cinco, zero. 50 muçulmanos moderados. Isso aconteceu em Dublin. Agora, compare isso com o meio milhão de muçulmanos chechenos que se manifestaram em apoio do assassinato dos jornalistas do Charlie Hebdo, e compreende-se bem o tamanho do problema.
http://www.rte.ie/news/2015/0726/717314-is-rally/

Perseguição aos Ateus

Bangladesh: Mais um blogueiro ateísta assassinado por supremacistas islâmicos
Ele é o quarto já morto este ano. Ele era família hindu como dois dos demais. (BBC)


Suécia: refugiados cristãos da Síria são forçados a fugir de abrigo devido a ameaças dos refugiados muçulmanos
Os refugiados muçulmanos exigiram que as duas famílias cristãs escondessem suas cruzes e proibiu-os de usarem áreas comuns do complexo habitacional que eles compartilhavam.
"Eles não se arriscam a ficar. A atmosfera tornou-se muito intimidante. E eles não tem nenhuma ajuda", o representante da agência de migração do governo sueco disse a um jornal. (Blaze)

Paquistão: Mulher Cristã é vítima de ataque com ácido por usar uma cruz
Quando um homem muçulmano viu Julie Aftab, uma jovem de 16 anos, com uma cruz à volta do seu pescoço, ele tornou-se abusivo, gritando para ela que ela vivia na sarjeta e que iria para o inferno por desprezar o islão. Ele foi-se embora mas regressou uma hora e meia mais tarde, agarrado a uma garrafa de ácido de bateria que ele selvagelmente atirou para cima da sua cabeça. À medida que ela corria pela porta fora, um segundo homem agarrou-a pelo cabelo e forçou mais ácido para dentro da sua garganta, queimando o seu esófago. À medida que ela desesperadamente pedia ajuda, dentes caíram da sua boca, cambaleando pela estrada. Uma mulher ouviu o seu clamor e trouxe-a para casa, despejando água sobre a sua cabeça e levando-a para o hospital. Inicialmente, os médicos recusaram-se a tratá-la visto que ela era Cristã. "Todos eles viraram-se contra mim....até as pessoas que me levaram para o hospital. Eles disseram ao médico que iriam atear fogo ao hospital se eles me tratassem." (fonte) Hoje, aos 26 anos, ela conseguiu fugir do Paquistão com a ajuda de um grupo cristão. Tudo isto só porque ela estava a usar uma cruz.

Iraque: arcebispo diz "somos odiados por sermos cristãos"
Em quem acreditar: nos bispos e pastores na Europa e nas Américas que vivem puxando o saco do islão ou nos bispos e pastores que sentem a realidade na carne? (fonte)

Cristãos: a minoria mais perseguida no mundo

O Socorro humanitário de uma freira aos perseguidos pelo Estado Islâmico 
https://www.youtube.com/watch?v=EIJ2sYjp6ak

Tortura e violações na Líbia antes da chegada ao inferno do Mediterrâneo
"Em Maio, a Anistia Internacional (AI) chamou a atenção para "uma onda de raptos, tortura e violações em grupo" na Líbia, que atinge em particular os cristãos da Nigéria, da Eritreia, do Egito e da Etiópia... "A Líbia está cheia de crueldade". (fonte)

Estado Islâmico destrói antigo mosteiro católico na Síria, construido 150 anos antes da criação do islão
Os "soldados de Alá" destruíram o mosteiro católico sob o pretexto de que o monumento é usado para adorar outros que não a Alá. Ué, mas cadê a tal "tolerância islâmica"? (fonte)

Paquistão: homem cristão se casa com muçulmana, e é assassinado pela família dela
Ela também foi baleada e está em estado crítico (fonte). Ela cometeu três crimes segundo a Sharia: 1. se casou sem a permissão do pai; 2. Se casou com um homem não muçulmano; 3. Ela deixou de ser muçulmana.

Cristão devem fingir não serem cristãos para salvar suas vidas durante a Jihad?
A perseguição aos cristãos é tamanha que teólogos africanos e árabes estão discutindo se é válido que cristãos se finjam de muçulmanos para salvarem as suas vidas durante um ataque de Jihad. (fonte)

Egito: cristão preso por dar Bíblia de presente para um muçulmano
Medhat Ishak, de 35 anos de idade, foi acusado de blasfêmia e pode pegar prisão perpétua. Isso está acontecendo no "tolerante Egito." (fonte)

EUA: Cristão e ativista do estado do Maine foi espancado até a morte por refugiados muçulmanos
Freddy Akoa, um assistente social, foi morto por refugiados da Somália. O Departamento de Estado dos EUA, em cooperação com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, enviou 1.379 refugiados somalis para o Maine desde 2002. (fonte)

Paquistão: cristãos vítimas de inundação são forçados a se converterem ao Islão, tornaram escravos dos muçulmanos ou morrem de fome
As inundações torrenciais em várias regiões do Paquistão neste verão levou milhares de pessoas a ficarem sem casas. Os cristãos em Kasur não receberam quase nenhuma ajuda humanitária e foram deixados para morrerem de fome. Para eles receberem alguma comida eles são forçados se converterem ao Islão ou se tornarem escravos dos tempos modernos, a fim de receberem ajuda de muçulmanos ou do governo. (fonte)


Autor palestino discorre sobre o padrão-duplo da liderança palestina
"Nós palestinos não ensinamos ao nosso povo os princípios da tolerância e da paz. Preferimos avalizar e aplaudir o terrorismo, principalmente quando direcionado contra judeus. Queremos que o mundo condene o terrorismo somente quando ele ceifa a vida de palestinos." (Gatestone)

Grã-Bretanha: polícia registra aumento de crimes contra os judeus
Correlacionados com o crescimento da população muçulmana. As maiores forças policiais no país estão registrando aumento do número de crimes contra as pessoas judaicas e propriedade. Crimes incluem agressão, assédio, incêndio e danos criminais (fonte).

Espanha: cantor judeu-americano expulso de festival de música
Jihad contra os judeus. O cantor Matisyahu não é israelense. A sua música não tem nada de israelense. Mesmo assim, os organizadores do festival de música Rototom Sunsplash o expulsaram porque ele se recusou a emitir uma declaração endossando um estado palestino. Porém, nenhum outro dos músicos participantes teve que fazer o mesmo.
Os organizadores do festival responderam a pressão dos membros locais do movimento que busca um boicote a Israel (BDS). A questão é que o cantor não é israelense. Ele foi expulso por ser judeu! Isso torna evidente que o alvo da pressão do movimento BDS são os judeus, independente da sua nacionalidade (Fonte).
Atualização: O ministro das relações exteriores da Espanha interviu no caso, e Matisyahu cantou no festival. Na noite da sua apresentação, uma multidão de palestinos radicais e promotores do boicote a Israel foram ao teatro, com capacidade para 20 mil pessoas. Além deles terem pago o ingresso, que ajudou a pagar o cachê do cantor, eles levaram bandeiras e cantavam slogans. De modo que Matisyahu fez a performance da sua vida à frente de uma audiência hostil. O vídeo da sua música JERUSALÉM, está neste link do YouTube: https://youtu.be/4QY8Ya9BQVQ

Os palestinos são nativos da Palestina? 
O ministro do Hamas responde.


Grã-Bretanha: polícia registra aumento de crimes contra os judeus ... correlacionados com o crescimento da população muçulmana
Um número das maiores forças policiais no país estão registrando aumento do número de crimes contra as pessoas judaicas e propriedade, números das forças policiais mostram. Em Londres e Greater Manchester total mais do que duplicou em um ano, enquanto houve também aumento em Merseyside, West Midlands e West Yorkshire. Crimes incluem agressão, assédio, incêndio e danos criminais (Telegraph).

Perseguição outras religiões

Tailândia: Preso jihadista que explodiu bomba em templo
Trata-se de um turco. O que é que levou um turco a sair da Turquia para explodir uma bomba em um templo hindú na Tailândia? (fonte)
Atualização: o segundo jihadista foi preso. Ele é chinês uigur. O que eles têm em comum? O islão e a vontade de executarem a jihad armada (matar pelo amor de Alá). (fonte)

Punições Islâmicas (sob a lei islâmica)

Irã: Homem é condenado a ter os olhos arrancados após danificar a visão de outro homem em briga de rua
Esse é um exemplo da insanidade da Sharia. O correto seria fazer com que o homem que cegou o outro fosse obrigado a fornecer algum tipo de apoio à família da vítima, ou algo que fosse positivo. Qual o benefício para a sociedade ter mais um cego? (fonte; fonte original)

Palmira: Estudioso de 80 anos foi decapitado por se recusar a revelar a localização de objetos de valor
Semana passada, os valorosos soldados de Alá, do Estado Islâmico, decapitaram Khaled al-Asaad, um renomado estudioso do mundo antigo de 83 anos, pendurando-o em uma coluna romana nas ruínas de Palmira, na Síria. Exatamente como Maomé fez com Kinana, após o ataque traiçoeiro ao Oásis de Kaibar. (Fonte) Leia mais no artigo Maomé e Estado Islâmico torturam e matam em busca de tesouros.

Matar pisoteado ou partido no meio por cavalos ou camelos
Segundo o jornal inglês Daily Mail, o Estado Islâmico anuncia um novo método para matar as pessoas: serem pisoteadas por cavalos. Isso segue o exemplo de Maomé que mandou matar Umm Qirfa. Ela foi assassinada tendo suas pernas amarradas em dois camelos, e puxadas para os lados até que seu corpo se partisse em dois (leia sobre isso aqui). E também Umar, companheiro de Maomé e segundo califa, matou Sara (uma ex-escrava que cantava canções dizendo a verdade sobre Maomé) pisando sobre ela com o seu cavalo.


Um comentário:

Anônimo disse...

Supostos imigrantes islâmicos famintos rejeitam comida da Cruz Vermelha na Macedônia, por que não era comida HALAL... aparentemente por causa do símbolo da "cruz" presente nas caixas.
https://www.youtube.com/watch?v=UeMIX90-594

A invasão islâmica - vídeo publicado por um alemão (Muito Impressionante)
https://www.youtube.com/watch?v=LSYdxggXrUw

Imigrantes sírios promovem revolta na praia de Lesbos/Grécia, quando a praia foi fechada
https://www.youtube.com/watch?t=87&v=XIC1kbknIK8

Lixo deixado por imigrantes na Hungria
https://www.youtube.com/watch?v=bMqzz2sP7FU

TV húngara filma imigrantes saindo da estação de Budapeste para a Alemanha, fazendo sinal de decapitação para o cinegrafista
https://www.youtube.com/watch?v=t8NDImiea5U