domingo, 21 de fevereiro de 2016

Adunis Asbar, o maior poeta árabe, diz que islão não pode ser modernizado


“ ‘Islam Can’t Be Modernised’ Says World’s ‘Greatest Arabic Poet,’ ” por Chris Tomlinson, Breitbart, 19 de fevereiro de 2016:

Tradução repassada por Renato ...

Adunis Asbar, conhecido pelo pseudônimo de Adonis, é um escritor nascido na Síria e é considerado o maior poeta que escreve em língua árabe que vive hoje. Ele foi criticado por falar contra o ISLÃ antes de receber o prêmio da paz Erich Maria Remarque.

Em uma entrevista com Die Welt ele começou a falar sobre o problema da crise europeia.

Ele mesmo foi criado como muçulmano e possui muita habilidade na língua que o Corão foi escrito. Adonis disse: “Você não consegue reformar uma religião. Se alguém faz isso, o significado original se perde. Então a ideia de um muçulmano moderno e uma religião islâmica moderna é impossível. Se não há separação entre religião e política, não haverá democracia, principalmente se não houver igualdade para as mulheres. Será sempre um regime teocrático.”

Fazendo críticas pesadas ao mundo islâmico, ele continuou: “os árabes não possuem mais força criativa. O Islã não contribui para a vida intelectual, não sugere discussão. Não é mais um pensamento. Não produz arte, nem ciência, nenhuma visão que possa mudar o mundo. Os árabes continuarão a existir, mas não vão tornar o mundo um lugar melhor.

Sobre o regime de Assad na Síria ele diz: “ Tenho sido por muito tempo um opositor ao regime de Assad, pois ele transformou o país em uma prisão. Mas seus oponentes, os tão chamados “revolucionários”, praticam homicídios em massa, cortam a cabeça das pessoas e vendem mulheres em jaulas”.

Ele se referia ao Estado Islâmico e ao grupo terrorista Al-Nusra.

Sobre o Islã, ele continua: “É um sistema totalitário. A religião dita tudo: como correr, como ir ao banheiro, quem se deve amar, etc...”

Quando foi perguntado se recebia ameaças de morte, ele respondeu: “claro que recebo, mas eu não ligo. Há certas causas em que se vale a pena arriscar a vida”

Adunis Asbar

Nenhum comentário: