quarta-feira, 4 de maio de 2016

Escola Islâmica Brasileira leva brasileiros ao Catar


Somos inclusivos e bomzinhos no Brasil, não é mesmo? Enquanto isso, cristãosateusliberdade de expressãohomossexuaishindúsjudeus, etc., são perseguidos no mundo islâmico, e cada vez mais no Ocidente, correlacionado com o aumento do número de muçulmanos devido a imigração.


SBM patrocina participação da Escola Islâmica Brasileira em evento no Catar

A Escola Islâmica Brasileira levou alunos brasileiros para participarem do Qatar Debate, evento promovido pela Qatar Foundation (para a Educação, Ciência e Desenvolvimento Comunitário), em Doha, Catar, entre os dias 10 e 13 de abril. O Qatar Debate é um dentre diversos institutos que buscam desenvolver habilidades para debates, com enfoque na língua árabe. Esta terceira edição contou (pela primeirva vez) com participantes do Brasil, Argentina, Colômbia e Panamá.

A viagem foi patrocinada pela Sociedade Beneficente Muçulmana (SBM). Além dos alunos (cujo número não foi mencionado),  viajaram Priscila El Bast, representante da escola, Sheik Mohamed Umama, diretor religioso e Samia Houssami, diretora pedagógica da Escola Islâmica Brasileira.

O objetivo da Sociedade Beneficente Muçulmana não é o de promover um trabalho beneficente, mas sim o de promover o islamismo no Brasil.

Escola Islâmica Brasileira
Em atividade a 49 anos no bairro de Vila Carrão, Zona Leste da cidade de São Paulo, a Escola Islâmica Brasileira é um dos expoentes no Brasil no ensino da língua árabe. Mantida graças à iniciativa da SBM, a instituição tem como meta principal conciliar a formação religiosa e a informação científica visando aperfeiçoar o potencial de cada aluno, bem como sua criatividade e raciocínio lógico. Engajada, a instituição também incentiva o interesse pelas ciências e pelas artes, despertando futuras vocações.
Crianças da Educação Infantil, do Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio recebem aulas regulares e princípios islâmicos, além de ensino religioso e aulas de árabe na instituição. Fundamental para a difusão do Islam no Brasil, a Escola Islâmica Brasileira atende atualmente mais de 500 alunos. Deles, quase 200 são bolsistas mantidos graças a doação realizada pela SBM.

Fonte: wpdigital





Um comentário:

Anônimo disse...

Em Portugal a prefeitura de Lisboa (Câmara Municipal de Lisboa) vai dar 3 milhões para a construção de uma nova mesquita. Outras religiões pagam tudo do seu bolso.