quinta-feira, 30 de junho de 2016

Passo Fundo se torna núcleo da islamização, centrada na "indústria halal"


O Brasil vem recendo a sua leva de imigrantes e refugiados oriundos do oeste da África. Os muçulmanos são atraídos, dentre outros motivos, pela expansão veloz da "indústria halal" que impõe o abate de aves e bovinos seguindo o rito islâmico, no qual apenas muçulmanos podem fazer o abate, e, a rigor, manipular o processo. Esta expansão é apoiada por grandes grupos econômicos ligados ao mercado muçulmano internacional.
É natural que estes muçulmanos se agrupem. E é também natural que a nossa boa índole nos leve a ajuda-los. Contudo, é importante que aprendamos as lições da Europa Ocidental, que vem sofrendo com uma islamização desenfreada, e por grupos que desejam impor sobre a Europa os mesmos padrões de comportamento que os levaram a deixar os seus países de origem. 
Duas reportagens da emissora de TV da Universidade de Passo Fundo tratam deste assunto. A primeira, versa sobre a importância do abate halal no processo de islamização, e como nós acabamos alterando nosso padrão de comportamento, e não o contrário. A segunda reportagem mostra com bastante clareza como uma sociedade pluralista, como a brasileira, pode ser facilmente manobrada para acomodar uma ideologia monocultural (o islamismo). 
O último vídeo é uma reportagem da TV Al Jazeera sobre o tráfico de refugiados para o Brasil. Quando o Brasil, como qualquer outro país, aceita refugiados trazidos por traficantes, ele aceita que a sua política migratória seja definida por criminosos.   
Um entendimento completo do contexto requer uma leitura sobre a certificação halal, algo discutido no nosso artigo Boicote Produtos Halal, que recomendamos que seja lido. 
A emissora de TV da Universidade de Passo Fundo (UPF TV) fez duas reportagens sobre o impacto dos imigrantes senegaleses em Passo Fundo e arredores.

O primeiro vídeo, intitulado "Senegaleses em Passo Fundo", diz que existe um número estimado de 750 senegaleses vivendo em Passo Fundo e arredores, incluindo as cidades de Marau, Carazinho e Tapejara, todas dentro de um raio de 60 quilômetros. Esta é a segunda maior concentração de senegaleses no Rio Grande do Sul.

A cidade de Passo Fundo fica a 300 km de Porto Alegre 
e a 600 km de Foz do Iguaçú

Segundo a reportagem, os senegaleses começaram a chegar em Passo Fundo a partir de 2008, aparentmente como refugiados econômicos, pois muitos remetem dinheiro para as suas famílias no Senegal. A reportagem entrevistou João Carlos Tedesco, professor de História da UPF, e que se especializou no fluxo migratório senegalês para o Brasil. Ele diz que a demanda deste contingente migratório é gerada pelos interesses de grandes grupos econômicos ligados aos países islâmicos e o mercado muçulmano. Estes senegaleses são levados a trabalharem em um dos 10 frigoríficos, adaptados para o abate halal de aves.  

A reportagem mostra, então, o trabalho dentro de um frigorífico. Um total de 18% dos empregados no frigorífico são muçulmanos e 17% da produção de aves abatidas é voltada para a exportação para países islâmicos. O mais interessante foi a entrevista com uma funcionária que disse:
... com o pessoal do Senegal nós temos que nos adaptar a uma forma totalmente diferente, a uma cultura diferente. São pessoas diferentes, uma língua diferente. A gente tem que tentar se adaptar com eles da melhor forma possível.
Aparentemente, o frigorífico está no Senegal, pois são os brasileiros que precisam se adaptar.

Esta mesma funcionária diz (minuto 7:01) que, muito embora apenas 17% da produção precisa ser halal, visando a exportação, toda ela é halal, para minimizar os custos de produção. Ou seja, toda a produção do frigorífico que visa o mercado interno (ou talvez exportação para mercados não islâmicos) faz parte da certificação halal. Repetimos: TODA A PRODUÇÃO É HALAL. A funcionária não menciona se existe algum selo que identifique o produto vendido no mercado interno como sendo halal, possibilitando ao consumidor escolher o tipo de carne que ele deseja consumir.

Um dos problemas da "indústria halal" é que apenas muçulmanos podem trabalhar nela porque os infiéis são impuros e tiram a pureza dos alimentos. Isso resulta no controle da indústria alimentícia, bem como cria-se uma reserva de mercado de empregos que apenas muçulmanos podem ocupar (algo inconstitucional, pois discrimina-se com base religiosa). O outro problema é que o abate halal é desumano. No abate humano, o animal é atordoado, sem sentir a dor do corte e da sangria. No abate halal (desumano) o animal não pode ser atordoado, sofrendo pelo corte e agonizando durante a sangria.

O preocupante é que a reportagem mostrou isso como algo normal, e não como algo a se questionado.

Algo que também não é mencionado na reportagem é como os senegaleses vieram parar no Brasil? Eles vieram por conta própria, foram financiados ou tiveram que pagar algum traficante para os trazer? Eles são imigrantes ou refugiados? E, sendo refugiados, em que base legal eles foram aceitos no país?

Outra indagação interessante que a reportagem não aborda é sobre a religião dos refugiados. Considerando que 4.2% da população do Senegal é cristã (95% são muçulmanos sunitas) é de se esperar que aproximadamente 30 dos 750 senegaleses em Passo Fundo sejam cristãos. Se isso não ocorre, por que?  E, por que cristãos ou ateus da África Negra não migram para o Brasil de outros países e na mesma proporção?

https://youtu.be/WnfvsyjzsxA OK

Senegaleses em Passo Fundo

A segunda reportagem da TV da Universidade de Passo Fundo (UPF) tem o título Práticas Religiosas Muçulmanas. A rigor, ela trata de uma parceria da UPF visando expandir o islamismo na região, através de uma nova mesquita.

No começo da reportagem, a repórter, tendo ao fundo os muçulmanos rezando, diz "o idioma é diferente, não interpretamos, mas sabemos que há muito a nos dizer." É verdade. Vejamos alguns exemplos do "muito a nos dizer":
09:29 : "Combata aqueles que não crêm em Alá."
2:191-193: " E matai-os onde quer os encontreis, [ ...] Combata-os, até que não exista perseguição e a religião seja a de Alá".
05:33 : "Este é a castigo para aqueles que lutam contra Alá e Seu Mensageiro, [ ...]: eles serão mortos violentamente, ou crucificados, ou suas mãos e pés devem ser decepados, alternadamente; ou serão banidos da terra."
A reportagem também menciona que os muçulmanos trazem normas culturais novas, e as imagens mostram uma delas, a segregação entre os sexos: os homens na frente, e as mulheres atrás, dentro de uma jaula, chamada de purdah. Aceitar isso é um retrocesso! Mas parece que a reportagem acha isso muito bacana.

A Purdah, uma prática medieval, sendo importada para o Brasil. Triste.

E, claro, a maravilha do conceito de que a mulher menstruada não pode rezar. Um conceito bastante progressista. 

A parceria com a UPF, através de um escritório modelo de arquitetura, foi feita dentro de um programa chamado Projeto de Extensão da Educação das Relações Étnico-Raciais. O vídeo dá a entender que o parceiro islâmico é o ILAEI, o Instituto Latino-Americano de Estudos Islâmicos, que é uma organização internacional, com filiais em diversos países do mundo e diversas cidades brasileiras.  Alguém está preocupado com a linha salafista seguida por este instituto?

Seria salutar que existisse mais questionamento no que acontece ao redor do mundo. É isso que se espera de uma universidade. Mais questionamento e menos festa. A pergunta básica é a seguinte: o que o Brasil ganha se tornando mais islâmico? Olhar o que acontece no resto do mundo já ajudaria bastante.

Outras questões interessantes que mereceriam ser levantadas são:
  1. O escritório modelo de arquitetura é composto por mulheres. Elas ficariam satisfeitas, como mulheres, sabendo que estão prestando um serviço para uma "comunidade" que defende que, por exemplo, para uma mulher provar que foi estuprada ela precisa do testemunho de quatro homens, caso contrário, ela é culpada de sexo ilícito, podendo ser apedrejada? Leia mais em Direitos das Mulheres sob o Islão.   
  2. Qual a postura dos muçulmanos senegaleses quanto a lei islâmica Sharia? Eles querem viver sob ela ou desejam aceitar a Constituição do Brasil? Eles desejam "direitos especiais" por serem muçulmanos? Pesquisas das mais diversas indicam que a maioria dos muçulmanos desejam a Sharia. Os muçulmanos senegaleses (bem como os de outras origens, bem como os brasileiros) não desejam a Sharia?
Ficam aqui as sugestões para um jornalismo mais investigativo e ousado e menos água-com-açucar.

https://youtu.be/KeatlVTc9t8 OK

Práticas Religiosas do Islão

O terceiro vídeo é uma reportagem da Al Jazeera que mostra que o Brasil está definitivamente na rota dos traficantes de refugiados. Talvez a UPF TV pudesse fazer jornalismo investigativo para saber se este é o caso dos senegaleses de Passo Fundo. 



Leitura Complementar:
Conheça o que a lei islâmica estabelece para você, não muçulmano, bem como para as mulheres, homossexuais e apóstatas (ex-muçulmanos ou muçulmanos considerados como "muçulmanos falsos"), neste livro Sharia, Lei Islâmica para os não muçulmanos.


59 comentários:

Anônimo disse...

Uma parte deles estava na minha cidade... ficavam na rodoviaria vendendo quinquilharias.. pelo visto foram pra passo fundo... agora da licença q vou comer meu sanduíche de presunto e queijo.. hehe

Anônimo disse...

Esse texto eh muito nocivo, vcs estão incitando a população contra seres humanos que fugiram de seu país e buscam uma vida melhor em outro lugar. Não podemos generalizar.

ADI disse...

LIXOS HUMANOS!!

ASSIM QUE BOLSONARO FOR PRESIDENTE DO BRASIL EM 2018, VAMOS EXTIRPAR ESTA RAÇA MALDITA...LEIS MALDITAS..

"SE A MULHER FOR ESTUPRADA, TEM QUE TER 4 HOMENS DE TESTEMUNHAS??"" ISSO É UM LIXO...
FORA LIXOS HUMANOS - MUÇULMANOS SÃO OS LIXOS DO MUNDO, PROVA DISSO É QUE ACONTECE COM ESSA MALDITA LEI SHARIA..

AQUI NO BRASIL VOCES NAO TERÃO CHANCES, DE NADA, ESQUEÇAM ESTA CONSTRUÇÃO DA SEITA DE VOCES!! E PROPAGAÇÃO DESSE LIXO DE SEITA QUE NAO DEVE SER CHAMADA DE RELIGIÃO!!

UNICA RELIGIÃO OFICIAL DE DEUS: CATOLICA APOSTOLICA ROMANA - O CRISTIANISMO - JESUS CRISTO, UNICO FILHO DE DEUS VIVO!!!

O RESTO É RESTO E LIXO HUMANO..

NINGUEM AMA DOIS DEUSES AO MMO TEMPO!!!

ISSO É INTRODUÇÃO DO TERRORISMO, POR VIAS LEGAIS - JA VOU ADIANTANDO:
""NÃO VAMOS PERMITIR ISSO NO MAIOR PAÍS CRISTÃO DO MUNDO"" NÃO VAMOS!!!!

ASS.: TEN CEL FONTANA (IIº EXERCITO-SP - COMBATE AO TERRORISMO ISLAMICO - CORRUPTOS- - BANDIDOS E COISAS DO TIPO)

Anônimo disse...

O senhor deveria estudar um pouco mais, mas certamente a nossa esquerda burra e cheia de princípios não estudaria antes de escrever tanta merda.
Mas leia um pouco sobre o "Halal" que tem um significado bem simples "legal".
" A faca utilizada deve ser bem afiada, para permitir uma sangria única que minimize o sofrimento do animal; o corte deve atingir a traqueia, o esôfago, artérias e a veia jugular, para que todo o sangue do animal seja escoado e o animal morra sem sofrimento; inspetores mulçumanos acompanharão todo o abate, uma vez que eles são os responsáveis pela verificação dos procedimentos determinados pela Sharia; todo o preparo, processamento, acondicionamento, armazenamento e transporte devem ser exclusivos para os produtos halal ,que obrigatoriamente são certificados e rotulados conforme a lei da Sharia."

Anônimo disse...

Estou ciente de todo o mal que o islamismo representa, e o que podemos enfrentar no futuro por causa disso. Devo muito a este blogue por tal conhecimento, e peço que o José atento continue o grande trabalho de conscientização sobre o verdadeiro islam.

O problema que eu vejo,é que é muito,muito difícil explicar para alguém, que o islam é perverso na sua raiz, e que tal doutrina almeja nossa destruição.Acho que boa parte desta dificuldade deve se a omissão da mídia(financiada por petro dólares da Arábia Saudita), que trata o islamismo como uma cultura exótica e moralmente superior à nossa.

Mais dificil ainda é falar do verdadeiro islam no meio universitário. O politicamente correto é muito grande.
Sou professor universitário e quando toco no assunto com meus colegas,acontecem uma dessas coisas : 1)fazem ouvido de mercador. 2) dizem que o problema da violência do islam é que uma minoria de "extremistas" deturpam a verdadeira fé, que é pacífica. 3) colocam o cristianismo também como sendo violento, tentando dizer que a culpa da violência que existe no islam na verdade é culpa do tal "fanatismo religioso" que supostamente existem em todas as religiões ,e assim colocam o cristianismo e islam no mesmo balaio,e ainda minimizam a culpa do último.

Gostaria de perguntar ao José atento como é sua experiência ao debater com o público sobre o islamismo? Talvez fosse interessante no blogue,um artigo de como conversar com o público sobre o verdadeiro islam.

Anônimo disse...

Filhos das putas, tirem esses bichos daqui do Brasil Já!

Anônimo disse...

Islamismo NÃO!SHARIA NUNCA! IMIGRANTES QUE QUEREM NO BRASIL DEVEM SEGUIR NOSSAS LEIS!

Anônimo disse...

Primeiro se o sharia fosse bom o pais deles nao estaria da forma que se encontra hoje e eles nao teriao que migrar segundo Deus nao deixa que falte o pao na mesa dos justos,o Brasil é rico em recursos naturais porque a maioria serve a um Deus vivo e somos livres pelo sanque de Jesus Cristo, terceiro o islam viu que no brasil nao temos um efetivo para combater qualquer tipo de ação terrorista por isto estao aqui nao estou generalizando mas a maioria dos muculmanos que estão no Brasil não estão aqui com boas intençoes vamos deixar de ser burros e pensar se eles nao respeitao as leis dos outros paises que podem bater de frente com eles porque respeitariao as nossas leis ou as autoridades dao mais atensão para esta questao ou vamos todos sofrer por omisao dos nosso governantes.

Anônimo disse...

TEMOS QUE COMEÇAR DE FORMA SUTIL A DAR-LHES CARNE PORCO PARA COMER, E SUJAR COM SANGUE DE PORCO E DE CÃES TODOS OS LUGARES ONDE ELES FRQUENTAM.

Anônimo disse...

Goatfuckers. Que morram e se fodam. Lixos. Todo muçulmano é um verme e deve ser morto.

Anônimo disse...

Quanta sandice. Preconceito puro. Um pouco de nazismo talvez. Pq Pra falar tanta besteira junto tem que fazer parte de um desses grupos radicais.

José Atento disse...

"Quanta sandice. Preconceito puro. Um pouco de nazismo talvez. Pq Pra falar tanta besteira junto tem que fazer parte de um desses grupos radicais."

Você vai ter que ser específico. Onde está o preconceito e a sandice?

José Atento disse...

"Goatfuckers. Que morram e se fodam. Lixos. Todo muçulmano é um verme e deve ser morto."

Não é assim que vamos endereçar os problemas. É preciso conscientizar a população sobre a Sharia, com calma.

José Atento disse...

"Esse texto eh muito nocivo, vcs estão incitando a população contra seres humanos que fugiram de seu país e buscam uma vida melhor em outro lugar. Não podemos generalizar."

Não existe generalização. E o texto não é nocivo. O texto resume dois vídeos, e faz perguntas importantes que precisam ser feitas. Você não gosta de perguntas?

José Atento disse...

"O senhor deveria estudar um pouco mais, mas certamente a nossa esquerda burra e cheia de princípios não estudaria antes de escrever tanta merda.
Mas leia um pouco sobre o "Halal" que tem um significado bem simples "legal"."

Não existe "merda" alguma. Quanto a estudar mais, faço isso sempre. Você tem alguma pergunta? Eu terei o máximo de prazer em responder.

Quanto a mecânica do abate halal, aqui vai uma sugestão para você. Corte a sua garganta, com uma faca bem afiada, e se ponha de cabeça para baixo. Isso vai te mostrar o quanto um animal sofre com o abate halal. O ABATE HALAL É DESUMANO!

José Atento disse...

"Gostaria de perguntar ao José atento como é sua experiência ao debater com o público sobre o islamismo? Talvez fosse interessante no blogue,um artigo de como conversar com o público sobre o verdadeiro islam."

Grato pela sugestão. Isso depende do público. Mas, em geral, vale o ditado: "pode-se levar um cavalo até a beira do rio, mas é impossível fazer que ele beba água."

Jorge disse...

Perai. Eles vêm pra cá e impõe seus costumes. Isto não é certo. Vc me antiga a casa e sua e eu, o de fora, dito as regras? Não. Não é certo amigo.

Unknown disse...

Parabens pelo seu jeito de pensar. voce tem perfeitamente razao.

Anônimo disse...

Não se iluda caro anônimo. A verdade é o que este texto. Há uma ação gravíssima atrás dessa migração. Não pense que algo como a migração de italianos e alemães, no século passado.

Anônimo disse...

No alcorão de cada 50 suras / versos em média um fala da morte ao infiéis. Os infiéis sao os não islâmicos. Quer mais ou chega?

Vivian Langorte disse...

Então, se é essa a lógica, pq.nós (que tb somos descendentes de imigrantes) não seguimos as regras dos indígenas que eram donos de toda o território??

Anônimo disse...

A lei sharia manda matar não mulçumanos. Isso não é bom!

Unknown disse...

Não seja ingênuo meu caro. Estamos falando de um tipo de gente que quer unicamente subjugar o nosso país e nos submeter às suas leis. Conheço uma moça que sofreu na pele tudo o que está descrito no texto, se envolveu com um desses aí e a certa altura quis voltar atrás e foi ameaçada de morte por desonrar o homem. Hoje são menos de mil, daqui a pouco são milhares.

Anônimo disse...

Minimizar o sofrimento?
Uouuuu... Aham!!!

Anônimo disse...

Que bom que alguém teve coragem e discernimento para trazer a tona um assunto tão sério e que coloca sim nossa segurança, nossa cultura em risco sim!!! Basta observar no que transformaram a Europa e foi exatamente desse jeito que foram impondo sua religião e cultura sob os europeus.
Gaúchos e brasileiros acordem para o perigo silencioso que estamos correndo dia após dia!!!

Ooo disse...

Com um governo de corrupto que deriva da esquerda armada terrorista , esperar o que?! Se fôssemos um país sério e preocupados com seu povo e nação, jamais seria permitido estes abusos e absurdos. Primeiro quem deve adaptar se são eles , e tido imigrante ou visitante deveria obedecer e respeitar as nossas leis e nossos costumes , ou procurem outro lugar pra migrar. O que acontece hoje na Europa com esta migração deve nos colocar em alerta .

JGrando disse...

Isto mesmo quem quer morar neste pais que seja submisso aos nossos costumes e pacificos do contrario temos que enxota los de volta no minimo.

Viviane Velloso disse...

Pessoal essa reportagem é bem real, para eles nós somos infiéis e merecemos morrer. E outra coisa o estupro é algo arraigado e bem normal na cultura deles. Olham para as brasileiras com cobiça e em árabe falam essa infiel é bonitinha, gostosinha para ser estuprada. Digo-lhes uma coisa: estudem árabe, estou fazendo isso e ouço coisas de arrepiar! É uma coisa nojenta! Eles tem uma cultura diametralmente oposta a nossa, e o Governo Brasileiro deve fechar as fronteiras para eles. Chega já tem mulçumano demais aqui!

Viviane Velloso disse...

Porque mataram os índios primeiro! E o que eles farão conosco, infiéis, primeiro? Mataram para que não sigam as nossas regras!

Anônimo disse...

As pessoas brasileiras nao teem a menor ideia sobre essa religiao.Matar os infieis quer dizer, cristaos.

Anônimo disse...

Querem imigrar,para impor os costumes e obrigar os brasileiros a seguir oDeus deles ,e se não seguem, matam todos os cristãos. Isso e um absurdo,devem fechar a fronteira. Não somos animais de caça deles.

Anônimo disse...

Parece que os cristãos não sofrem na hora da degola...

Anônimo disse...

Interessante que para desqualificar o autor do texto o sujeito afirma que é originário da esquerda... Pelo menos no Brasil a esquerda adora abrir os braços para esse multiculturalismo romântico que, desde Lula, faz acordos com ditadores de nações islâmicas em detrimento da Europa Ocidental e EUA. Se você é muçulmano e quer argumentar que o franguinho morre feliz piando 3 vezes "Alá é grande", vá em frente. Mas misturar ideologias de direita e esquerda nisso é só cortina de fumaça, amigão.

Anônimo disse...

Seguir Mossad leis!!!! Hahaha Aquelas que não seguimos? hipocrisia

Anônimo disse...

👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

Anônimo disse...

Tenho convivido aqui no sul com refugiados de fé islâmica. São absolutamente humanos, preocupados com o próximo, solidários, proativos. Essa matéria não relata a realidade, como é função do jornalismo. É apenas panfleto. Tenho amizade com pessoas católicas, por exemplo, que são muito mais agressivas, violentas, fascistas com o próximo. A imagem de um muçulmano potencialmente terrorista é puro preconceito, isso não reflete a realidade da maioria deels que chegram ao Brasil, muitíssimo pelo contrário. Que a intolerância não prevaleça no Brasil, oxalá!

Fran Belli Belli disse...

Nossa quanta ignorancia junto

Unknown disse...

Mulheres de todo o mundo, uni-vos contra o Islamismo, ou serão reduzidas a meros animais de estimação de homens ignorantes.

tonis bill disse...

a coisa é tao feia que muitos tem ate medo de se identificar.

José Atento disse...

"Tenho convivido aqui no sul com refugiados de fé islâmica. São absolutamente humanos, preocupados com o próximo, solidários, proativos. Essa matéria não relata a realidade, como é função do jornalismo. É apenas panfleto. Tenho amizade com pessoas católicas, por exemplo, que são muito mais agressivas, violentas, fascistas com o próximo. A imagem de um muçulmano potencialmente terrorista é puro preconceito, isso não reflete a realidade da maioria deels que chegram ao Brasil, muitíssimo pelo contrário. Que a intolerância não prevaleça no Brasil, oxalá!"

Anônimo: você confunde causa com consequência, islamismo com muçulmanos. Primeiro vem a ideologia (islamismo) e depois muçulmanos (que podem ser afetados de modos diferentes), e não o contrário. Não confunda o islamismo com os muçulmanos que você conhece. Além do mais, você chegou a conversar sobre qual o entendimento que eles possuem da Sharia, e se eles querem viver regidos por ela? Este é o ponto mais importante. Por exemplo, na reportagem, aparece eles promovendo a purdah (segregação). Você concorda com isso?

Por favor, se inteire sobre a lei islâmica (Sharia). Um livro que a resume se encontra neste link: http://infielatento.blogspot.ca/2011/06/lei-islamica-sharia-para-os-nao.html.

Anônimo disse...

Então vá lá e diga isso pra eles!!!

Ricardo gomes dos santos disse...

Os brasileiros devem fazer saber oque nunca se converter ima religiao assim .pois esta nao representa Deus e nem a nada de bem nunca irei agredilos de foma alguma mas nunca ajuelharei prA maome quem deu a sua Vida pot mim foi cristo .os outros deuses somente matam e is que seguem a Estes ten sede de sangue e nunca se sasiam .um conselho a todos mulçumanos .cristao judeus .e Toda religiao nao icite seu irmao a violencia amen deus inimigos .nao temam seu visinho .moradores de passo fundo .respeite os estrangeiros tratem bem nosso maior inimigo e o medo Deus esta no controle nosso pais e pasifico mas niguem pose dizer que somos fracos talves o nosso povo deja o unico que sabe lidar com a diversidade culturar nossa historia nos prova isso .vamos com calma .

wilsonjuniorfoz disse...

Para mim, eles não impõe nada!

Astulio da Mata disse...

EM VIDEIRA SC - HÁ MUITAS DÉCADAS ISSO ACONTECE. NO HOTEL(5 estrelas), ATÉ TEM UM TÚNEL, ONDE OS CARAS PASSAM SEM SEREM VISTOS. E ESSE ABATE, SE REALIZA SOB AS BENÇÃOS DA INDÚSTRIA E DO GOVERNO. Com relação a migração, é claro que tem tudo errado nisso. E se tiver 5% de refugiados, é muito. Eles são ENVIADOS PARA UMA MISSÃO AO REDOR DO MUNDO. Quando acordarem, Inez já é morta, juntamente com a nossa submissa cultura, ou extinta mesmo.

Marco Antonio Geib disse...

ANÔNIMO, QUE PAÍS É ESTE !?!

PORQUE ESTA GENTE ESTÁ AQUI !?!

PARABÉNS PELO BLOG...

Anônimo disse...

Não existe muçulmano radical e moderado, existe muçulmano somente, que quer impor a sharia no Ocidente. Todo muçulmano segue a cartilha da lei islâmica.
Maomé era ladrão, assassino e pedófilo.
Atentar para a lei dos números do isla:
Quando em menor quantidade, dizem que são da paz;
Quando em quantidade significativa, exigem tratamento especial;
Quando em maioria, impõe a sharia.

Anônimo disse...

Quem de sã consciência não enxerga o que está acontecendo no mundo levado pelo ódio dessa raça nociva a nossa cultura ocidental.

Anônimo disse...

compatriotas brasileiros continuam no blabla bla ,deitados eternamente em berco esplendido achando que
alguem fara que o mal,a corrupcao,a violencia e essa bai "xaria" desaparecam.Eh voces que tem que se levantar e
cuidar de tudo isso ,pra que nao aconteca!!!

GEOVA SOUZA disse...

FIQUEM PARADOS FEITO BOBOS, QUANDO A NABA MULÇUMANA COMEÇAR ENTRAR NOS SEUS RABOS INFIÉIS SERÁ TARDE DEMAIS.

Celso Parubocz disse...

Gostaria que Você fosse morar no país deles e tentasse rezar ou até formar uma comunidade seguindo seus preceitos religiosos, daí daria razão para esta preocupação......

Unknown disse...

Gente, sem ser xenofobo, mas leiam mais, leiam as Sunas, leiam os Hodices, isto não está no Alcorão, e são muito piores; o certo seria, querem morar no Brasil, ok, mas as leis são nossas. Em certos lugares de cidades francesas e belgas, determinados quarteirões não tem mais policiais, leis, costumes, nem mesmo a lingua original destes países. Queremos isso para nós ?

Unknown disse...

Desumano e cruel...sugiro que eles voltem a seus países e matem lá o gado do jeito que quiserem.

Anônimo disse...

Halal significa mais do que um simples alimento: O Profeta Muhammad (S.A.W.S) ensinou aos seus seguidores que eles não têm o direito de matar qualquer animal a menos que seja permitido por Deus. E somente com a permissão de Deus ( a Quem todas as criaturas pertencem) que certos tipos de animais podem ser abatidos para consumo humano. Apenas os animais herbívoros podem ser abatidos para consumo, exceto os suínos (por exemplo: bovinos, ovinos, aves que não se alimentam de carne)

O Profeta Muhammad (S.A.W.S) ensinou que o abate de animais deve ser feito da forma menos dolorosa: O Profeta Muhammad (S.A.W.S) estabeleceu que o animal não pode ser sacrificado com uma lâmina desgastada (não afiada). Não se pode matar o animal a pedradas e se deve evitar que o animal presencie todo o processo de sacrifício de outro. Um dia o Profeta Muhammad (S.A.W.S) disse a uma pessoa que estava sacrificando um animal ao lado de outro: "Quer matar o outro animal duas vezes?"

Parem de tentar jogar pessoas burras e idiotas contra o Islam. Um dia se a guerra chegar, os culpados serão os outros e não os que estão aqui inventando besteiras para jogar um lado contra outro.

Mais um desserviço deste blog medíocre cheio de notícias falsas e fatos um pouco suspeitos e sem lógica para falar o mínimo

José Atento disse...

Anônimo. O islamismo estagnou o desenvolvimento humano. O ser humano, que tem mais compaixão com os animais do que esta figura fictícia chamada Alá, desenvolveu o ABATE HUMANITÁRIO no qual o animal é atordoado antes do corte e da sangria. Mas o islamismo não permite isso. Os pobres dos animais têm que sentir dor do mesmo jeito que no século VII.

ACORDA!!!!

Anônimo disse...

Nao ssbem o que estao dizendo.leiam o Alcorao.e essa dad mulheres estarem atras e os homens na frente é pelos movimentos na hr de rezar.pq abaixam se e se curvam,entao por respeito às mulheres ficam atras pois seria embaraçoso o contrario.e ninguem obriga ninguem a seguir o islam.mto menos esse q vcs estao mostrando.

José Atento disse...

Ninguém obriga a seguir o islam? Hum ... Apenas Alá obriga isso ... "Mas quando os meses sagrados tiverem transcorrido, mate os idólatras onde quer que você os encontre, e capturai-os, e cerque-os, e arme ciladas para eles usando de todos os estratagemas (da guerra); mas caso eles se arrependam, observem a oração e paguem o zakat [ou seja, se tornem muçulmanos], abra o caminho para eles. Sabei que Alá é Indulgente, Misericordiosíssimo." (Alcorão 9:5)

Anônimo, por favor, leia o Alcorão. Não siga cegamente o que o seu xeique te diz. Questione. Pense.

Anônimo disse...

E ainda tem gente aqui defendendo essa Corja, defendendo a Sharia, dizendo que o Islã é bonzinho. Ou vc é burro ou muito mal intencionado. Podem parecer amistosos no início, quando são minoria, mas quando começam a ser organizarem em uma quantidade considerada, a coisa muda muito.

Anônimo disse...

1. Imigrantes no Brasil DEVEM seguir as leis brasileiras e respeitar a regras do pais que os acolheu....

2. Para além do drama e comentarios emocionados, em defesa os mulcumanos, islamicos...

Como explicar que pessoas com pobreza extrema consigam pagar para vir para o Brasil e conseguirem trabalho em empresas brasileiras tao rapidamente?


Anônimo disse...

Viva a Dilma e o PT