sábado, 28 de janeiro de 2017

Clérigo islâmico: "Maomé irá tirar a virgindade de Maria, Mãe de Deus, no paraíso islâmico"


Mais um exemplo do supremacismo islâmico (além da total falta de respeito para os outros). Texto abaixo oriundo de artigo da Russia Today.

Um clérigo egípcio ganhou a ira da comunidade cristã do Egito alegando que Maomé se casaria com Maria, a mãe de Jesus, no céu.

O Dr. Salem Abdel Galil, um estudioso da prestigiosa Universidade Al-Azhar no Cairo, fez as declarações inflamatórias durante o seu programa de televisão:
"Existem apenas quatro mulheres perfeitas", disse ele aos telespectadores. "Maryam [Maria], com quem isso começou; e Asiya, a esposa do faraó; e Khadija bint Khuwaylid [a primeira esposa do Profeta]; e Fátima, a filha do Profeta. Paz e orações a ela e ao nosso profeta."
"O próprio Profeta apontou para a posição elevada de Maryam. E posso diminuir sua posição, dizendo que só se refere a um tempo e lugar específicos? Não! Ela foi escolhida entre as esposas de ambos os mundos. Quatro mulheres foram escolhidas com Maryam. E Maryam é a primeira entre elas! E ela será a esposa de nosso favorito Maomé no céu, e ela será a primeira a entrar no céu, juntamente com os maiores profetas. E não apenas com os profetas, mas com os maiores profetas! "
Os comentários de Galil atraíram raiva de membros da minoria cristã do Egito. Nader Soubhi, do Movimento de Jovens Cristãos para Coptas Ortodoxos, exigiu um pedido de desculpas.

"Nós, cristãos, não reconhecemos nenhum aspecto da Virgem Maria, exceto sua santidade, sua pureza e sua virgindade. A Virgem Maria nunca perderá nenhum destes", disse ele, como citado pelo jornal liberal Elaph.

Maria é uma figura venerada no Islã. Acredita-se que ela tenha mantido a castidade durante toda sua vida, e alguns estudiosos sugeriram que ela se tornaria a esposa do profeta islâmico Maomé no pós-vida. No entanto, tal relação não é mencionada nem no Alcorão nem nos Hadices (tradições de Maomé).

Salem Abdel Galil

9 comentários:

Fabio M. Nader disse...

E a comunidade islâmica ou aplaude uma pessoa dessas ou fica em "eloquente silêncio", mostrando apenas a reação das religiões atacadas por essa falta de bom senso e de conhecimento do Alcorão... inventam teorias sem qualquer base em algo que o Profeta tenha dito, feito, aprovado ou sancionado, principalmente quando isso menospreza as demais religiões... depois não querem ser vítimas de preconceito, quando não refreiam nenhum dos erros ou extremismos de seus iguais. Falar que extremistas são uma minoria é verdade, mas também é verdade que eles agem, falam e "aprontam" livremente sem sequer terem um puxão de orelha dos muçulmanos não extremistas. Isso, no mínimo, parece apoio aos olhos dos leigos.

Anônimo disse...

Islã éa escória da sociedade, simplesmente lixos

Jorge professor disse...

Não acho o Islam a escória se for analisar não é... Mais entendo sua falta de informação. Até hoje existe uma política internacional tendenciosa e manipuladora da gual a colonização devido a grande falta de incapacidade de produção mineral e manufaturas em muitos países?europeus roubaram de muitos países? É realmente tão ruim que instituições americanas para socialização de menores e adultos detentor, pessoas dentro acupando cargos no governo, Inglaterra. O outro falou democracia liberdade do que?governo do povo para o povo me pergunto aonde? Cristãos democráticos, parlamentaristas, presidencialistas grandes utopias que até agora não funcionaram. Até porque os países que se dizem lutar pela liberdade vamos analisar os índices de violência em todas às camadas, desigualdade, racismo, hegemonia.

Ari Zanella disse...

Caro José Atento,

Como cristão convicto de que "Ninguém vai ao Pai (Deus) senão por Jesus Cristo (Filho de Deus) não me preocupo com a mal interpretação que fazem da mãe corporal de Jesus. Em vez de retrucar prefiro dizer como Cristo na cruz: "Pai, perdoai-lhes porque não sabem o que fazem". Deixemos, então, que Deus aja por nós. Em breve, vamos ter a batalha de Armagedom (nações contra Israel).

Esta sua postagem foi replicada no site LIBERTAR.IN de Marcos Paulo Goes. Infelizmente, o referido não dá a nós o direito de expressarmos nossa opinião. Ali é via única. Só ele pretende estar com a verdade. Esse é um pseudo cristão que por sua conduta não parece ser um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo.

Muito obrigado!

José Atento disse...

Jorge Professor,

Como professor, eu tenho certeza que você irá ter interesse em ler este livro sobre a Lei Islâmica (Sharia): http://infielatento.blogspot.com/2011/06/lei-islamica-sharia-para-os-nao.html. Com mente inquisitiva e aberta de um professor eu acho que você irá apreciar esta leitura, que ampliará a sua informação.

Algo que eu também tenho certeza você irá apreciar como professor é o fato histórico do islamismo ter sido criado no século VII, muitos séculos antes do colonialismo europeu, e da independência dos EUA. O conceito de Jihad foi criado e aplicado por Maomé, e seus sucessores até os dias de hoje. O sucesso de Maomé não ocorreu como "profeta" mas sim como Senhor da Guerra.

Você pode também ler um resumo sobre o islamismo e sobre o papel de Maomé lendo este artigo: http://infielatento.blogspot.ca/2015/03/isla-101-uma-introducao-ao-isla-e-jihad-islamica.html.

Qualquer dúvida, estamos aqui.

Cordialmente,

José Atento

Anônimo disse...

Jorge professor tu é professor mesmo ou tá de zoação sério mesmo que tu vai usar a velha falacia do colonizador para justificar os problemas dos países islâmicos,antes dos europeus eles eram dominados por outros islâmicos na forma de vários califados o ultimo que foi o turco otomano sofria diversas rebeliões uma muito conhecida foi a da Arabia Saudita que veja só deve a Inglaterra o terrível colonizador sua criação.

É logico que a Europa não é santa ela queria ganhar dinheiro e expandir seu comercio,influência e poder assim como os seus vizinhos.As sociedades muçulmanas eram muito atrasadas enfim os dois lados ganharam benefícios só que os muçulmanos hoje estão na corda bamba estão desesperados pois com o avanço da tecnologia e da ciência eles não estão conseguindo mais controlar seus fiéis que é a base de seu poder.

Não é só o Ocidente que esta sofrendo uma crise de identidade o Oriente Islâmico também embora eles tentem esconder até a morte literalmente por isso a enfase na propaganda da jihad está tão intensa é a unica defesa que eles tem contra a destruição de suas doutrinas básicas ou seja se eles conseguirem eliminar as sociedades que mostram superioridade cultural,cientifica e social alcançadas sem o Islã eles não terão que fazer malabarismos para provar que sua religião é perfeita.

Anônimo disse...

Venha aqui a Luton e depois conte-me estórias...

Anônimo disse...

Satanicos.
Demonios.
Assassinos.

Anônimo disse...

Subscrevo tudo o que disse.