sábado, 1 de setembro de 2018

Notícias sobre a Jihad Global do mês de agosto de 2018

Veja o que entrou de novo no blog em agosto de 2018, exemplificando a aplicação da lei islâmica Sharia ao redor do mundo, seja por governos de países com maioria muçulmana, grupos islâmicos ou mesmo ações individuais.


O islamismo transforma Maomé em Deus (o islã é uma seita)
O islamismo pode ser considerado uma seita pelo fato de que tudo é centrado em Maomé, e tudo vem de Maomé: os versos do Alcorão e as tradições de Maomé (suna) através dos dizeres e ações de Maomé (através dos hadices) ou da sua biografia (sirat rasul Allah). Retire Maomé e o islamismo desaba. Contudo, o mais interessante é que Maomé se auto-atribuiu características divinas, algo que é aceito pelos muçulmanos (e defendido até mesmo de forma violenta). O problema se torna em algo patológico. Leia o artigo no blog.

O que os muçulmanos repetem 17 vezes por dia ao rezarem?
O artigo do blog apresenta mais evidências contemporâneas sobre o ódio que as orações islâmicas inculcam nos fiéis, com citações de líderes muçulmanos nos EUA e Canadá.


Benefícios de Beber a Bendita Urina do nosso Sagrado Profeta Maomé (S)
Não é piada! Leia sobre isso neste artigo do blog.


Conversões forçadas

Paquistão: estuprador entra na justiça para reaver a menina cristã de 12 anos que ele sequestrou e forçou a se tornar muçulmana
O estuprador de 25 anos, Sagheer Ismael, sequestrou a menina Eliseu, então com 12 anos, enquanto ela fazia compras. Seu pai, Iqbal Masih, saiu à busca da sua jovem filha na esperança de trazê-la de volta para a casa. Depois de buscar na vizinhança, ele descobriu onde ela estava, mas foi ameaçado pela família que a sequestrou. Eles alegaram serem uma boa família muçulmana, que a menina havia se convertido para o islã, e que iriam acusá-lo de blasfêmia, algo terrível no Paquistão, como um modo de intimidá-lo. Ele não recebeu assistência da polícia local quando tentou apresentar uma queixa contra o predador sexual. A polícia disse que ele deveria considerar sua filha feliz por ter se casado com uma família muçulmana tão boa. Partidários da Associação Cristã Paquistanesa Britânica cobriram as custas de um advogado e, após diversas audiências, a menina retornou para a sua família. Porém, o juiz acatou o pedido do estuprador para "reaver a sua esposa" e um novo julgamento está marcado para o dia 19 de setembro de 2018. (britishpakistanichristians)


Direitos das Mulheres sob o Islão: Parte 3Parte 2Parte 1
A imigração muçulmana aliada ao políticamente correto do Ocidente estão tornando as mulheres ocidentais igualmente sem defesa frente ao avanço implacável da Sharia.
Dinamarca: clérigo ensina sobre islã autêntico (apedrejamento, açoites, morte)
A TV 2 da Dinamarca usou uma câmera escondida para documentar como o imã dinamarquês Abu Bilal da mesquita em Grimhøjvej  ensina os muçulmanos sobre as regras islâmicas de apedrejamento e flagelação e mortes (filme de 2016).


Arábia Saudita: a anunciada liberalização não aconteceu
Mais duas ativistas de direitos humanos mulheres presas em repressão implacável. Samar Badawi e Nassima al-Sada foram detidas no início desta semana. "Apesar das repetidas tentativas das autoridades sauditas para projetar a imagem de um país que implementa amplas reformas para 'modernizar' o reino, a triste realidade é a prisão permanente de ativistas por seu trabalho pacífico com os direitos humanos. "Esse nível sem precedentes de perseguição aos defensores dos direitos humanos na Arábia Saudita é um sinal perturbador de que a repressão está longe do fim."
https://www.amnesty.org/en/latest/news/2018/08/saudi-arabia-two-more-women-human-rights-activists-arrested-in-unrelenting-crackdown/

Índia: a mutilação genital feminina (FGM) é um aspecto integrante da prática religiosa muçulmana
Quem disse isso foi Abhishek Manu Singhvi, advogado que representa a comunidade de Dawoodi Bohra frente a Suprema Corte do páis, à favor da FGM. Ele afirmou que a FGM tem a sanção de textos religiosos. Ele disse: “É um aspecto essencial do Islã e não pode ser submetido ao escrutínio judicial. Citando textos religiosos, ele demonstrou que esta prática tem sido seguida há séculos. Uma petição, sendo considerada pela Suprema Corte, pede a criminalização da FGM. (The Asian Age)

Índia, uma muçulmana deu queixa na polícia contra a prática da nikah halala (que envolve uma mulher divorciada se casar com outra pessoa, consumando o casamento e depois se divorciando a fim de permitir que se casar novamente com seu marido anterior)
Ela foi obrigada a se divorciar 3 vezes em 4 meses e foi estuprada várias vezes em nome do nikah  halala. Primeiro, o marido não ficou satisfeito com o dote e se divorciou com o "talal triplo (dizer 3 vezes "eu me divorcio"). Para poder se casar de novo com o marido ela teve que se casar primeiro com o seu irmão, e depois com o seu cunhado. Ou seja, ela virou uma boneca sexual na mão da família do marido.  (Times of India)

Holanda: vereadora se mata após ser estuprada e ameaçada por muçulmanos
A polícia holandesa e a prefeitura de Haia nada fizeram.

Turquia: o fenômeno das "noivas-crianças" 
Onde você gostaria que sua filha estivesse aos 13 anos de idade? Na escola ou na cama com um adulto? A resposta a uma pergunta dessa natureza é o óbvio ululante em grande parte do mundo. Nas sociedades islâmicas, no entanto, como na Turquia, que não é árabe e teoricamente secular, a resposta é um tiro no escuro. Normalmente nesses países o poder da polícia do governo não combate essa tradição patriarcal, muito pelo contrário, ela a apoia. (Gatestone)
  • De acordo com o Fundo Turco de Filantropia, 40% das meninas com menos de 18 anos na Turquia são forçadas a se casarem.
  • Em janeiro de 2018, um órgão do governo sob jurisdição do presidente Recep Tayyip Erdoğan sugeriu que, de acordo com a lei islâmica, meninas a partir dos 9 anos de idade e meninos a partir dos 12 podem se casar.
  • "Baixa escolaridade" abrange quase toda a Turquia: a escolaridade média no país é de apenas 6,5 anos.
  • Na Turquia não dá em nada abusar de uma menina de 13 anos de idade, mas mexer com o presidente é algo passível de prisão.
Grã-Bretanha: Veja a lista do nome dos trinta e um homens acusados ​​de abusar sexualmente de garotas em West Yorkshire.
Alegações de estupro e tráfico de cinco meninas (entre as idades de 12 e 18 anos) datam de 2005 a 2012.
  • Banaras Hussain, 37, de Shipley, acusado de uma acusação de estupro de uma mulher com mais de 16 anos.
  • Banaris Hussain, 35, de Huddersfield, acusado de uma acusação de estupro de uma menina de 13 a 15 anos.
  • Mohammed Suhail Arif, 30, de Huddersfield, acusado de estupro de uma menina de 13 a 15 anos.
  • Iftikar Ali, 37 anos, de Huddersfield, acusado de tentativa de estupro de uma menina de 13 a 15 anos e três acusações de estupro de uma menina de 13 a 15 anos.
  • Mohammed Sajjad, 31 anos, de Huddersfield, acusado de quatro acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos, um estupro de uma menina com menos de 13 anos e que facilitou a prática de uma ofensa sexual infantil.
  • Fehreen Rafiq, 38, de Huddersfield, acusado de duas acusações de facilitar a prática de uma ofensa sexual infantil.
  • Umar Zaman, 30, de Huddersfield, acusado de duas acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Basharat Hussain, 31, de Huddersfield, acusado de duas acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Amin Ali Choli, 36, de Huddersfield, acusado de duas acusações de estupro de uma mulher com mais de 16 anos de idade.
  • Shaqeel Hussain, 35, de Dewsbury, acusado de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos e de duas acusações de tráfico.
  • Mubasher Hussain, 35, de Huddersfield, acusado de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos e agressão sexual.
  • Abdul Majid, 34, de Huddersfield, acusado de duas acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Mohammed Dogar, 35, de Huddersfield, acusado de duas acusações de facilitar a prática de uma ofensa sexual infantil.
  • Usman Ali, 32 anos, de Huddersfield, acusado de duas acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Mohammed Waqas Anwar, 29, de Huddersfield, acusado de cinco acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Gul Riaz, 42, de Huddersfield, acusado de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Mohammed Akram, de 41 anos, de Huddersfield, acusado de duas acusações de tráfico com vista à exploração sexual de uma mulher e violação de uma mulher de 14-15 anos.
  • Manzoor Akhtar, 29, de Huddersfield, acusado de tráfico e três acusações de estupro de uma mulher de 13 a 15 anos.
  • Samuel Fikru, 30, of Camden, charged with two counts of rape of a female aged 13-15.
Outros doze outros homens, que não podem ser nomeados por razões legais, também foram acusados ​​de numerosos crimes relacionados à mesma investigação, informou a polícia de West Yorkshire.
(guardian)

Irã: jovem condenada a 2 anos de prisão por não usar hijab
A jovem nesta foto é uma das meninas da rua da Revolução. Ela foi levada para a prisão hoje para iniciar um mandato de dois anos. O crime dela? Tirar o lenço de cabeça desafiando o hijab compulsório no #Irã. (Twitter)

Roya Saghiri

Alemanha: Yazidi mulher foge da Alemanha depois de encontrar seu captor do Estado Islâmico na rua
Ashwaq Haji Hamid foi escravizada em Mosul, em 2014. Ela chegou a Baden-Württemberg com sua família em 2015 por meio de um programa destinado a ajudar mulheres yazidis que foram submetidas à violência pelo Estado Islâmico. "Eu fugi do Iraque para não ver aquele rosto feio e esquecer tudo o que me lembra, mas fiquei chocado ao vê-lo na Alemanha." A primeira vez foi em 2016. "Ele estava me perseguindo. Ele era a mesma pessoa. Na segunda vez, ele chegou perto de mim e me disse que sabia tudo sobre mim." (USA Today)



Doutrinação

EUA: muçulmanos mantém 11 crianças famintas em barraco no meio de deserto nos EUA
As crianças tinham idade entre 1 a 11 anos. Estariam elas sendo doutrinadas para serem "crianças-bomba"? A polícia disse que estava ciente do acampamento há algum tempo, mas que teve de esperar por um mandado de busca antes de entrar, já que os ocupantes "provavelmente estariam fortemente armados e eram considerados extremistas da religião muçulmana" (Siraj Wahhaj e Lucan Morton). (G1)

Indonésia: crianças do jardim de infância vestidas como militantes do Estado Islâmico desfilam na parada do dia da independência
Organizadores insistiram que eles não estavam tentando “incutir violência” nas meninas, mas simplesmente levantando “o tema da luta do Profeta para aumentar a fé e devoção” para Alá. A intenção era apenas educar as crianças sobre a "luta do Islã", mas não era radical por natureza. (rt)





Leia este artigo "Boicote Produtos Halal" para saber o que é "comida halal" e o porquê de boicotá-la. E visite os demais links.



História (Arte e Jahiliyya)

A Mesquita da Discórdia: a narrativa que tem levado maometanos a lutarem entre sí pela menor diferença em crença e prática
Maomé mandou queimar uma mesquita, e seus membros, acusando-os de não serem muçulmanos de verdade. Leia o artigo no blog.

Batalha de Yarmuk (636 DC): islamismo se expandiu através da guerra, escravidão e pilhagem
Leia o artigo no blog.



Tommy Robinson: o herói da resistência anti-Jihad é odiado pelo governo britânico
Leia o artigo no blog.

Carta de funcionário do governo francês em 1928 questionava a cooperação entre esquerda e islamismo
Em relação à então recém-criada Irmandade Muçulmana. Leia o artigo no blog.

2018 "Imã da Paz" alerta do Canadá
É assim que os Regimes Islâmicos pensam:
• América é o Grande Satã
• Precisamos nos aproximar da América
• Canadá é uma boa opção
• Vamos construir uma base poderosa no Canadá
• Se os EUA tentarem alguma coisa, utilizaremos os jihadistas no Canadá para atacar a América.
___ Eu era um deles. (Twitter)

Arábia Saudita ameaça Canadá com ataque no estilo "9/11" como retaliação a críticas feitas por ministra canadense
A ministra reclamou da prisão dos ativistas ateus Samar e Raif Badawi. A Arábia Saudita congelou os negócios com o Canadá, retirou o seu embaixador e ameaça retirar todos os estudantes sauditas das universidades canadenses, dizendo que o Canadá não tem que dar palpite onde não é chamado. (Daily Mail, National Post)

Grã-Bretanha: marinha britânica resgatou da Líbia, em 2014, o terrorista que se explodiu em concerto em Manchester
"Para este homem ter cometido tal atrocidade em solo britânico depois que o resgatamos da Líbia foi um ato de total traição", disse uma fonte do governo ao jornal britânico Daily Mail sobre o ataque. (aawsat)


Grã-Bretanha: dentre os 1112 refugiados sírios reassentados, não havia um único cristão 
Apenas os muçulmanos foram aceitos. Os cristãos representaram 10% da população pré-guerra da Síria e foram especificamente alvos dos jihadistas e continuam em risco. Mas são sistemáticamente ignorados pelos países da Europa Ocidental e Canadá.  Ano passado, apenas 25 dos 7.060 refugiados sírios, recomendados pelo ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), eram cristãos. No entanto, o governo britânico só aceitou 11 deles. (globalchristiannews)

Grã-Bretanha: exército faz anúncio para atrair muçulmanos ... cadê os vídeos para atrair budistas, hindus, cristãos, ateus, ...
Este é um anúncio do exército britânico para atrair muçulmanos. Uma patrulha do exército para a sua operação para que o soldado muçulmano se prepare para rezar, estenda o seu tapetinho, e se curve. O capitão da patrulha impede que comunicação via rádio seja feita para não atrapalhar a oração do muçulmano. 
Deste modo, em um futuro próximo, o exército britânico irá fazer o mesmo que o exército turco, que obrigou os cristãos de Afrin, na Síria, a se converterem ao islamismo. 





Grã-Bretanha: deputado Boris Jonhson diz que burca (e niqab) são como "caixa de correio" e "disfarce de ladrão de banco", e que devem ser banidas. Público britânico concorda com ele
A grande mídia ficou envergonhada por uma pesquisa de dados que mostra que uma grande maioria do público britânico não acredita que criticar a burca seja “facismo” e apoia a proibição do vestuário. (breitbart)

Austrália mostra o que fazer para conter a imigração ilegal: interceptar os barcos e levá-los para longe
Quatro anos atrás, o governo australiano avisou: "Qualquer embarcação que tentar entrar ilegalmente na Austrália será interceptada e levada para fora das águas territoriais australianas"Foram palavras extremamente duras, mas deu certo. A taxa de migração para a Austrália já é a mais baixa dos últimos 10 anos. A Austrália obriga as embarcações com migrantes a darem meia-volta e enviá-las a um centro de processamento regional usado para abrigar migrantes impedidos de entrarem na Austrália. (Gatestone)

Alemanha: Ascensão dos Salafistas
Agência de Inteligência Interna da Alemanha (BfV) calcula que haja na Alemanha mais de 25 mil islamistas, dos quais praticamente 2 mil representam uma ameaça iminente. (gatestoneinstitute)
  • "Os salafistas se veem como guardiões do Islã original, puro... Como consequência, os salafistas querem implantar uma "teocracia" de acordo com a sua interpretação das diretrizes da Lei Islâmica (Sharia), na qual não se aplica mais a ordem democrática liberal." — Relatório Anual do Departamento Federal para a Proteção da Constituição da Alemanha (BfV).
  • "Sob o pretexto de ajuda humanitária, os islamistas conseguiram radicalizar inúmeros migrantes. No passado, os salafistas em particular, procuraram estender a mão aos migrantes. Eles visitavam abrigos para refugiados para esse fim, oferecendo assistência. O grupo alvo não era apenas o dos migrantes adultos, era também o dos adolescentes desacompanhados que, devido à sua situação e idade, são particularmente suscetíveis às práticas missionárias salafistas". − Relatório Anual do Departamento Federal para a Proteção da Constituição da Alemanha (BfV).
  • O relatório do BfV mostra uma ligação direta entre o aumento do antissemitismo na Alemanha e a ascensão dos movimentos islamistas no país: "a 'imagem inimiga do judaísmo', portanto, forma o pilar central da propaganda de todos os grupos islamistas... Isso representa uma ameaça significativa à coexistência pacífica e à tolerância na Alemanha."
EUA x Turquia: moeda turca desaba frente a pressão dos EUA pela liberação de pastor 
Presidente Trump impõe tarifas no aço e alumínio produzidos na Turquia, o que provoca queda vertiginosa da moeda turca, a lira. A reação do presidente Turco Erdogan contra as tarifas foi a de apelar para o nacionalismo. Erdogan enquadrou a crise cambial da Turquia como uma 'batalha nacional' contra inimigos econômicos, incluindo os EUA, dizendo:  'se eles têm seu dólar, nós temos o povo, nós temos Alá'. (Daily Mail)

Espanha se tornou a nova porta de entrada da migração em massa para a Europa
Artigo do Gatestone Institute complementa o nosso artigo História se repete: Mouros invadem as praias da Espanha.

Grécia: jovem morre ao tentar proteger a namorada de três migrantes "asiáticos de pele escura"
O crime ocorreu na Acrópole, em Atenas. Segundo a declaração da mulher portuguesa à polícia, os culpados tinham uma aparência asiática escura. Ganges the "imigrantes" estão atacando turistas, algo ruim para um país que tem no turismo a principal fonte de renda (voiceofeurope)





O que os santos cristãos falavam sobre o Islão
Leia sobre isso neste link

Alemanha: Igreja Evangélica busca o lucro com a imigração em massa, mesmo sob o corpo morto de uma jovem mulher
Sophia l de 28 anos estava a caminho de casa em meados de junho, indo de carona de Leipzig para Amberg, ambas na Alemanha. Ela sumiu, depois que ela tinha subido para o caminhão de um homem marroquino de 41 anos. Mais tarde o corpo queimado dela foi encontrado na Espanha.

No serviço fúnebre de ontem, o presidente do Conselho da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD), Heinrich Bedford-Strom, disse:
"Talvez ela ainda estivesse viva se tivesse vivido com desconfiança. Mas isso seria uma vida melhor? Poderia ter sido a vida dela? Como ela poderia radiar o amor e a alegria de viver que pertencia a ela e qdeixam sua marca na vida de tantas pessoas que nunca perecerão?"
Obviamente que Bedford-Strom  não está impressionado com a morte de Sophia, pois ele continua a defender uma Europa de fronteiras abertas e uma imigração sem obstáculos para pessoas de todo o mundo.

O Conselho da Igreja Evangélica na Alemanha é uma gigantesca empresa social com mais de 500 mil funcionários. A igreja protestante é um dos maiores beneficiários da imigração em massa ilegal. (jungefreiheit

Jihad – lista de atentados

Tajiquistão: jihad do atropelamento
Ciclistas foram atropelados no Tajiquistão no fim de semana. Quatro mortos: 2 dos Estados Unidos, 1 da Holanda e 1 da Suíça, enquanto que três ficaram feridos. O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque. Um vídeo mostra um carro fazendo uma meia-volta em uma estrada rural e acelerando sobre os ciclistas caídos. Os ocupantes do carro saíram e esfaquearam alguns dos ciclistas. (Clarion)

Grã-Bretanha: "sudanês" promove nova "jihad veicular" atropelando pedestres perto do parlamento britânico em Londres
Salih Khater, de 29 anos, britânico de origem do Sudão. Outros suspeitos ligados a ele estão sendo procurados. Ele atropelou pelo menos 15 ciclistas que desfrutavam a tranquilidade do dia. (Guardian, CTVNews)
Paris: Polícia armada enche o prédio - como atirador detém dois reféns por quatro horas
O jihadista exigiu falar com a embaixada iraniana para que ele possa entregar uma mensagem ao governo francês. O impasse vem depois de uma enxurrada de ataques reivindicados pelo Estado Islâmico na França, como a morte de um homem de 29 anos em Paris no mês passado, que também viu quatro feridos, por um homem que gritou "Allahu akbar" antes da mão. (express)

Alemanha: Doutor esfaqueado até a morte em sua própria clínica por requerente de asilo da Somália
No que foi um ataque não provocado, aparentemente, um homem somali de 26 anos de idade é relatado ter invadido um consultório médico de família às 8h45 sem hora marcada e esfaqueou o médico, que morreu em uma das salas de prática logo depois. Um assistente médico também foi ferido. A cidade de Baden-Württemberg, que faz fronteira com a cidade francesa de Estrasburgo, experiência um crescimento da criminalidade, a emissora pública DW admite no seu relatório sobre o assassinato. (Breitbart)


Liberdade de Expressão e Blasfêmia - Exemplos
Indonésia: mulher acusada de blasfêmia por reclamar do barulho dos autofalantes da mesquita; muçulmanos ultrajados incendeiam templos budistas 
A acusada, Meiliana, de 44 anos de idade, é de etnia chinesa. Os promotores pedem 18 meses de prisão. A reclamação aconteceu em julho de 2016, mas ela está sendo julgada apenas agora. Na época, uma multidão de muçulmanos ultrajados pela reclamação queimaram ou depredaram 14 templos budistas (Daily Mail).



Mesquitas: lugar de oração ou central de operação?

Libia: Estado Islâmico se propaga através das mesquitas
Mesquitas líbias foram vítimas do grupo terrorista ISIS, que as transformou em centros de recrutamento de militantes, segundo um estudo egípcio. (aawsat)

Canadá: mesquita perde seu registro de "entidade de caridade" por receber convidados com visões "misóginas, homofóbicas e racistas" 
Mas esta "punição" não impede esta mesquita, dentre tantas outras, de continuar propagando os aspectos inerentes à doutrina islâmica que fomentam ódio contra todos os não muçulmanos e contra as mulheres. (rt)


Perseguição Cristãos: Parte 1Parte 2
"Lute contra aqueles que não acreditam em Alá ou no Último Dia, que não proíbem o que foi proibido por Alá e Seu Mensageiro, e  que não reconhecem a Religião da Verdade (islão), mesmo que sejam do Povo do Livro (cristãos e judeus), até que paguem o imposto tributo jizyah em submissão, sentindo-se subjugados e humilhados. "[Outra tradução diz:] "paguem o imposto em reconhecimento da nossa superioridade e do seu estado de sujeição". (Alcorão 9:29)
Grã-Bretanha: dentre os 1112 refugiados sírios reassentados, não havia um único cristão 
Apenas os muçulmanos foram aceitos. Os cristãos representaram 10% da população pré-guerra da Síria e foram especificamente alvos dos jihadistas e continuam em risco. Mas são sistemáticamente ignorados pelos países da Europa Ocidental e Canadá.  Ano passado, apenas 25 dos 7.060 refugiados sírios, recomendados pelo ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), eram cristãos. No entanto, o governo britânico só aceitou 11 deles (globalchristiannews). Artigo do Gatestone Institute trata deste assunto. 

A minoria cristã perseguida e esquecida do Irã
Artigo da Fox News discute a situação dos cristãos iranianos na República Islâmica por causa de uma nova onda de repressão do regime, em grande parte ignorada pela grande imprensa.
  • Em 9 de agosto, um tribunal em Boushehr condenou dois cristãos convertidos e dez outros iranianos a um ano de prisão cada por “propagação contra a República Islâmica em favor de Cristandade." 
  • No ano passado, a Guarda Revolucionária Islâmica do Irã (IRGC) prendeu dois cristãos - uma mãe e seu filho - como parte de uma violenta repressão ao catolicismo na província do Azerbaijão Ocidental. 
  • Quatro cristãos evangélicos foram presos em maio de 2017 e sentenciados a 10 anos de prisão por atividades na igreja doméstica e evangelismo.
  • O Pastor Youcef Nadarkhani foi julgado em julho por três co-acusados ​​por causa de suas atividades na igreja doméstica. Todos foram condenados a 10 anos de prisão. 
  • Em junho de 2017, um tribunal iraniano condenou a Igreja Pentecostal Assíria Pastor Victor Bet Tamraz e três outros membros de sua comunidade a 10 ou 15 anos de prisão por causa de sua fé.
O cristianismo, é claro, não é estranho ao Irã, onde chegou à Pérsia pouco depois da morte de Cristo. O número real de cristãos iranianos provavelmente excede 350.000 por causa das condições anticristãs que eles enfrentam no país. Eles têm viver sem chamar a atenção para não se expor aos perigos da prática do cristianismo. O Irã tem 82 milhões de pessoas.

A lei discrimina fortemente os não-muçulmanos, que são  barrados  de todas as posições influentes nos órgãos centrais do Estado desde a Revolução Islâmica de 1979. A blasfêmia e a apostasia continuam sendo ofensas capitais.

Nigéria: militantes fulani queimam pastor e e sua família, vivos
Os "vaqueiros" Fulani invadiram várias aldeias na área de Barkin Ladi, no Estado de Plateau, Nigéria, em 28 de agosto. Como resultado, sete pessoas foram mortos, incluindo três crianças e um pastor. Esses indivíduos eram o Rev. Adamu Gyang Wurim (pastor da COCIN LCC Shonong), sua esposa e três filhos, o Sr. Pam Dusu e Aaron Yakubu. As aldeias atacadas incluíam Werre, Abonong, Ziyat, Bek, Nafan, Sagast, Rawuru e Rambuh nos distritos de Ropp, Foron e Fan. (Persecution)


Perseguição Judeus (Boletim de Anti-Semitismo)
"Lute contra aqueles que não acreditam em Alá ou no Último Dia, que não proíbem o que foi proibido por Alá e Seu Mensageiro, e  que não reconhecem a Religião da Verdade (islão), mesmo que sejam do Povo do Livro (cristãos e judeus), até que paguem o imposto tributo jizyah em submissão, sentindo-se subjugados e humilhados. "[Outra tradução diz:] "paguem o imposto em reconhecimento da nossa superioridade e do seu estado de sujeição". (Alcorão 9:29)
Tunísia: Prodígio do xadrez, de 7 anos de idade, proibida de participar de campeonato mundial por ser judia e israelense
Liel Levitan, judia e israelense de 7 anos de idade, atual campeã europeu júnior na sua categoria, não poderá ir ao Campeonato Mundial de Xadrez porque o país anfitrião, a Tunísia, não permitirá que os israelenses participem. Ela compete desde os 4 anos de idade. competir no Campeonato Mundial Alternativo, que atualmente está sendo financiado por crowdfunding através de uma campanha liderada pelo colega de xadrez israelense Lior Aizenberg. No passado recente, jogadores de xadrez israelenses também foram banidos dos campeonatos King Salman World Rapid e Blitz na Arábia Saudita. No mês passado no Irã as principais jogadoras de xadrez do torneio e outra jogadora desistiram da competição porque se recusaram a usar lenços de cabeça obrigatórios (menorahnet).

Grã-Bretanha: líder do Partido Trabalhista colocou coroa de flores no túmulo dos terroristas das Olimpíadas de Munique
Fotos surgiram mostrando Jeremy Corbyn participando de evento na Tunísia homenagando os "mártires da Palestina", incluindo conspiradores por detrás do massacre de atletas olímpicos israelenses em 1972 (Daily Mail). Secretário do Interior pede pela renúncia de Corbyn (antissemitism).


Punições Islâmicas (sob a lei islâmica)

Arábia Saudita crucificou um homem em Meca enquanto acusa o Canadá de intromissão sobre os direitos humanos
O homem crucificado, Elias Abulkalaam Jamaleddeen, foi acusado de assassinato, roubo e tentativa de estupro, segundo a Bloomberg. (businessinsider)

Arábia Saudita decapita ativista feminina em público
Esra al-Ghamgam, foi executada sob as ordens do promotor no domingo. Ela foi detida ao lado de seu marido Seyyed Musa Ja'afar Hashem em sua casa na região principalmente xiita de Qatif na Província Oriental em 8 de dezembro de 2015. (yjc)


Taquia 

"Mas o Estado Islâmico mata mais muçulmanos do que não muçulmanos!"
Leia sobre esta desculpa que apologistas usam para exonerar o islão da violência.

Grécia: tchecos flagram filmagem de falsos imigrantes fingindo estarem se afogando na costa de Creta.





.➽

6 comentários:

Unknown disse...

José eu admiro muito o seu trabalho eu te sigo no site desde 2016 mais José eu queria saber quanto tempo o site existe por que eu queria ver o conteúdo dos primeiros anos você poderia colocar o conteúdo do início do site eu queria muito ver se possível

José Atento disse...

Começo tímido em janeiro de 2008 ... https://infielatento.blogspot.com/2008/01/islo-no-tolera-outras-religies-arglia.html com esta postagem ...

Unknown disse...

Muito obrigado José você e um verdadeiro herói que Cristo te abençoe

Unknown disse...

José eu tentei ver a postagem mais não consegui e agora?

José Atento disse...

Que postagem você não vê?

Unknown disse...

Eu tentei ver a pastagem que você colocou isso no tolera outras religis argelia