terça-feira, 24 de março de 2015

Punições Islâmicas - açoite

O açoite, como forma de punição, é prevista na lei islâmica. Veja alguns exemplos abaixo.

maio de 2019
Indonésia: açoitamento 
Vídeo indica que punição ocorreu em 2015


setembro de 2018
Malásia: mulher condenada ao açoite por infringir a lei islâmica

Um tribunal religioso do estado oriental de Terengganu, governado pelo Partido Islâmico Pan-Malaio (PAS) condenou uma mulher ao açoite por oferecer serviços sexuais. A mãe solteira de 30 anos, que foi capturada por policiais islâmicos em um hotel em 17 de setembro, havia pedido clemência, dizendo que se voltou para a prostituição para criar seu filho e não recebia apoio financeiro de seu ex-marido (reuters).

Mulher açoitada em praça pública, acusada de sexo fora do casamento
Mais uma punição cruel na província de Achem (express).

julho de 2018
Indonésia (Achem): casal gay chicoteado por sexo proibido pela sharia
Os dois homens foram flagelados mais de 80 vezes cada por terem feito sexo gay, o que é ilegal sob a lei islâmica. Durante a punição, a multidão celebrou e dirigiu insultos contra eles (rappler)


Irã: vídeo mostra homem sendo açoitado em público
República ISLÂMICA do Irã (nrc-iran)



novembro de 2017
Indonésia: mais uma mulher açoitada acusada de adultério
Além dela, outras 9 pessoas também foram açoitadas sob a mesma acusação (Mirror).

Indonésia a caminho do caos islâmico
Grupos de direitos humanos denunciam a Indonésia pela sua adoção da Sharia. Em 2016, 339 pessoas foram açoitadas em praça pública como punicão, incluindo 37 mulheres. Em 2 de feveiro deste ano, 26 pessoas foram açoitadas, a maioria acusadas de fazerem apostas. (Jakarta Globe)

outubro de 2016
Indonésia: sete casais de namorados açoitados por passearem juntos 
Todos condenados, exceto uma menina que está grávida. Ela será açoitada ou apedrejada após o nascimento da criança? (G1)

Indonésia: Onze pessoas são castigadas em público após descumprir lei islâmica 
Três casais que não oficializaram seu matrimônio e cinco apostadores acusados de violar a sharia (lei islâmica) foram castigados em público em frente à mesquita de Al Furqan de Banda Aceh, na Indonésia (isso foi em agosto de 2016). Após uma cerimônia inicial, que incluiu leituras do Al Corão e ensinamentos sobre a importânica de seguir às estritas normas islâmicas impostas na província, os casais e os apostadores foram conduzidos pela polícia local da sharia a um local para receber entre seis e 20 chicotadas em público. IMAGENS EFE/EPA. EFE TV - Madrid



Indonésia: estudantes açoitados 100 vezes por sexo fora do casamento
Eles são solteiros. Caso contrário seriam apedrejadas. Três homens e três mulheres. (Express)

Indonésia: mulher açoitada em praça pública por namorar
Uma ofensa chamada "khalwat" Isso ocorreu na Província de Achem, em frente a mesquita Al Furqon. O namorado também foi açoitado. (Sun)


outubro de 2015
Arábia Saudita: cidadão britânico de 74 anos condenado a 360 chibatadas
Ele tinha sido condenado a um ano de prisão por ter produzido vinho em casa, agora pode receber 360 chibatadas. Claro que isso é uma condenação de morte. (fonte)

Punição por açoite na "moderada Indonésia"
Isso acontece na Província de Aceh, que é regida pela lei islâmica Sharia. Um total de 34 pessoas foram açoitadas em um único dia, pelos "crimes" mais diversos, incluindo khalwat, o contato com afeição entre pessoas solteiras, e participar em jogos de azar. As punições aconteceram dentro de mesquitas, e em público. (Jakarta Post)

Atualizações em dezembro de 2014
Sudão: muçulmana chicoteada em público por ter usado calças
E o Sudão foi um dos países que o governo brasileiro perdoou a dívida recentemente.




Nenhum comentário: