segunda-feira, 3 de julho de 2017

Maomé tinha o "poder sexual" de 30 homens, e o sonho do paraíso islâmico



Quando se deseja engrandecer um líder é comum atribuir a ele atributos que o coloquem acima da média, que o destaquem como nenhum outro. No caso específico de Maomé, o que é comum fazer é aceitar como correto e exemplar as coisas erradas que ele fez, tais como se casar uma menina de 6 anos, ter tido mais de 20 mulheres (entre esposas, escravas sexuais e amantes), ter assaltado caravanas, ter assassinado aqueles que mostravam o erro das suas ações, e muito mais. Mas é comum também atribuir a ele uma capacidade sexual acima do comum. E quem diz são as próprias fontes islâmicas.

Muitos muçulmanos não apenas acreditam mas se orgulham da crença que Maomé era um homem dotado de super poderes humanos no campo da sexualidade. Muitos acreditam que Maomé costumava dormir com todas as mulheres em uma noite. Considerando que Maomé tinha mais de 50 anos quando ele construiu o seu harém, é mais provável que ele visitasse a tenda das esposas e escravas para "passar a mão nelas", ou "dar uma olhadinha."

Aqui está um hadice autêntico documentando a grande proeza sexual de um Maomé das "mil e uma noites":

Bukhari, Volume 1, Livro 5, Número 268:
Narrado por Qatada: Anas bin Malik said, "O Profeta costumava visitar todas as suas esposas em uma rodada, durante o dia e a noite, e elas eram um total de onze." Eu perguntei a Anas: "O Profeta tinha força para isso?" Anas respondeu: "Nós costumávamos dizer que o Profeta recebeu a força de trinta (homens)". E Sa'id disse, na autoridade do Qatada, que Anas lhe havia dito apenas nove mulheres (e não as onze).

Veja como Maomé era poderoso com as mulheres! Mas se algumas dessas mulheres fossem escravas e concubinas, isso não vem ao caso. É provável que as mulheres, escravas ou não, aceitavam o seu assédio por medo de perderem a vida. Afinal, ele matou o marido de algumas delas.

Esta crença tem consequências sérias. Uma delas é que enfatiza o fato do islamismo desequilibrar sexualmente as pessoas, sejam homens ou mulheres. A outra é o fato de que muitos muçulmanos estarem dispostos a matar com a promessa do paraíso islâmico, no qual eles irão ter a capacidade sexual de Maomé!

O Alcorão contém muitas passagens que descrevem as recompensas carnais do paraíso islâmico.
Alcorão, 056.012-039: Eles se reclinarão em sofás de jóias face a face, e, esperando por eles, jovens imortais com tigelas e pratos e um cálice de vinho mais puro (que não irá doer na cabeça nem tirar sua razão); Com o fruto de sua escolha e carne de aves que saboreiam. E deles serão as houris [mulheres] de olhos escuros, castas como pérolas escondidas: uma recompensa por seus atos ... Nós criamos as houris e as tornamos virgens, companheiras amorosas para aqueles à mão direita ...
055.054-059: Eles irão se reclinar em sofás revestidos com grosso brocado, e ao seu alcance estarão pendurados os frutos de ambos os jardins. Quais das bênçãos do seu Senhor você negaria? Ali estão as virgens maravilhosas que nem o homem nem os gênios tocaram antes. Quais das bênçãos do seu Senhor você negaria? Virgens tão brancas como corais e rubis. Quais das bênçãos do seu Senhor você negaria?
055.072-075: virgens de olhos escuros, abrigadas em suas tendas (quais das bênçãos do seu Senhor você negaria?), a quem nem homem nem gênio terão visitado antes. Quais das bênçãos do seu Senhor você negaria?
Os homens muçulmanos realmente esperam 72 virgens quando eles morrem e vão para o paraíso! Os muçulmanos acreditam neste absurdo por ser especificado em Hadices da coleção Al-Tirmidhi (824-892):
"O Profeta Muhammad foi ouvido dizendo: 'A menor recompensa para o povo do paraíso é uma morada onde há 80.000 criados e 72 houris [mulheres], sobre o qual fica uma cúpula decorada com pérolas, água-marinha e rubi, tão larga como a distância de Al-Jabiyyah [um subúrbio de Damasco] a Sana'a [Iêmen]'." (Vol. 4, Book 12, Hadith 2562 ou Book 38, Hadith 2760 (referência em árabe))
Anas relatou que o Profeta (a paz esteja com ele) disse: "O crente deve ser dado no paraíso tal e tal força na relação sexual". Foi dito: "Ó Mensageiro de Alá! E ele será capaz de fazer isso?" Ele disse: "Ele receberá a força de cem." (Vol. 4, Book 12, Hadith 2536 ou Book 38, Hadith 2732 (referência em árabe))
Os prazeres sensuais que os muçulmanos esperam experimentar no Paraíso foram descritos em detalhes gráficos por estudiosos egípcios e teólogos islâmicos. Imam Al-Suyuti, que morreu em 1505, escreveu:
"Cada vez que dormimos com uma houri, a encontramos virgem. Além disso, o pênis do eleito nunca amolece. A erecção é eterna; A sensação que você sente cada vez que você faz amor é absolutamente deliciosa e fora deste mundo e se você experimentasse isso neste mundo que você desmaiaria. Cada um dos escolhidos [ou seja, um muçulmano] se casará com setenta houris, além das mulheres que ele casou na Terra, e todas terão vaginas apetitosas."
Embora o medo e o ódio sejam o verdadeiro motor do Islã, o sexo e outros luxos são uma motivação importantíssima! Não é de se admirar que muitos muçulmanos estejam ansiosos para matar e morrer para irem logo para o paraíso islâmico!





4 comentários:

Anônimo disse...

Estudiosos da língua árabe dizem que são uvas e não virgens, rsrsrsrs

Anônimo disse...

http://shoebat.com/2017/07/05/i-cant-lie-terrorism-is-a-part-of-islam-major-imam-breaks-down-on-national-television-tells-the-truth-about-islam/

Anônimo disse...

Satanás ri e se orgulha até hj desde a época de Maomé. Devemos reconhecer que ele teve êxito na criação islâmica e deve estar bem satisfeito por ter conseguido que milhões estejam com ele na sua morada infernal eterna, achando que farão sexo eternamente com as 72 "virgens". Farão sexo sim, mas com os 72 chefes demoníacos da Goetia de Salomão, isso sim.

Unknown disse...

Verdade irmão,disse tudo! Abraços