sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Carl Jung compara nazismo e Hitler ao islamismo e Maomé

Veja bem que Carl Jung*, o fundador da psicologia analítica, não buscou outros exemplos históricos para tentar fazer uma analogia do que era o nazismo e Hitler, durante sua ascenção na década de 1930. Ele não usou a revolução russa, nem Mussolini, nem a inquisição ... a melhor analogia que ele achou foi o islamismo e Maomé.
“Nós não sabemos se Hitler irá fundar um novo Islã. Ele já está à caminho; ele é como Maomé. A emoção na Alemanha é islâmica; guerreira e islâmica. Eles estão todos bêbados com um deus selvagem.” 
(Fonte: Carl Gustave Jung, “Symbolic Life: Miscellaneous writings (Volume 18 de The Collected Works of C. G. Jung),” Routledge, 1977, ISBN 9780710082916, p. 639)


* Carl Jung , na íntegra, Carl Gustav Jung (nascido em 26 de julho de 1875, Kesswil, Suíça - falecido em 6 de junho de 1961, Küsnacht), psicólogo e psiquiatra suíço que fundoup a sicologia analítica, em alguns aspectos uma resposta à psicanálise de Sigmund Freud. Jung propôs e desenvolveu os conceitos da personalidade extrovertida e introvertida, arquétipos e do coletivo inconsciente. Seu trabalho tem sido influente em psiquiatria e no estudo da religião, literatura e áreas afins. (Britannica)

Eu achei um vídeo, em inglês, que trata deste assunto. Interessante. 



Nenhum comentário: